Connect with us

Renda Fixa

Debêntures incentivadas para investir hoje

Avatar

Publicado

on

Você já aprendeu o que é uma debênture aqui em alguns artigos do Sua Finança. Porém, agora é a hora de descobrir três debêntures incentivadas para investir hoje! Se quiser saber mais sobre essa chance de investimento continue a leitura e conheça uma maneira de aplicar o seu dinheiro

Metroviária do Rio de Janeiro – MTRJ19

A primeira das debêntures incentivadas para investir hoje é a emitida pela Metroviária do Rio de Janeiro. Sendo assim, por estar trazendo benefícios para o país, se você aplicar o seu dinheiro nesta debênture não terá que pagar Imposto de Renda. Isso mesmo, o lucro é integral.

O investimento inicial mínimo é de R$ 1136,36 e a data de vencimento da aplicação é em 10 anos, no dia catorze de dezembro de 2031. Por isso, saiba que este é um investimento de longo prazo.

Os seus rendimentos serão baseados no IPCA mais 6%. Por isso, se você se lembrar de que IPCA e inflação são a mesma coisa, já deve ter se dado conta que os valores aplicados vão render o valor da inflação e mais 6%. Sendo assim, há garantia de que o seu investimento não irá desvalorizar.

publicidade

Norte Energia SA – MTRJ19

Com o valor mínimo de R$ 1231,95 você pode aplicar na debênture da Norte Energia SA e fazer um investimento isento do Imposto de Renda. Essa é uma das debêntures incentivadas para investir hoje mais atraente no mercado.

Com o prazo de vencimento um pouco menor do que a debênture anterior, neste caso você pode ter o retorno dos seus investimentos em maio de 2030 se realizar o ato hoje. Por isso, saiba que esta também é uma aplicação de longo prazo e deve ser planejada.

Por fim, vale ressaltar que os rendimentos serão baseados no IPCA + 4,9%. Portanto, não há nenhum risco de enfrentar desvalorização do seu dinheiro frente à inflação durante o tempo em que este estiver aplicado.

Eletropaulo – ELPLB4

Esta é uma das debêntures incentivadas para investir hoje com o rendimento mais rápido. Por isso, em apenas 5 anos você pode ter o retorno financeiro da sua aplicação. Caso realize o investimento hoje, pode reaver o dinheiro e os lucros em maio de 2026.

O valor mínimo para realizar esta aplicação é de R$ 1126,88. Vale lembrar que a vantagem como isenção do Imposto de Renda também está garantida, além da rentabilidade do IPCA mais 3,8%.

publicidade

Onde posso comprar estas debêntures?

Se quiser adquirir estas debêntures incentivadas para investir hoje, é necessário entrar em contato com a sua corretora de valores e informar o código da debênture que aparece junto ao nome da empresa neste artigo.

No entanto, vale lembrar que nem todas as corretoras podem estar com estas ofertas disponíveis. Por isso, caso queiram mais informações vale a pena buscar na Easynvest, a corretora que foi usada como base para esta matéria e por isso está com estas ofertas disponíveis.

Por fim, vale lembrar que só é possível comprar estas debêntures enquanto ainda existir unidades disponíveis. A matéria acima foi escrita no dia 21/07, enquanto estas ofertas ainda figuravam no site.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Renda Fixa

A verdade por trás de renda fixa

Pedro Hostyn

Publicado

on

Se você investe em renda fixa, você deve achar que não pode perder dinheiro de nenhuma forma ou, ainda, que não existe nenhuma estratégia com esse tipo de ativos. Contudo, você deve saber que ambas as afirmações são mentirosas e que, mesmo sendo mais segura, a renda fixa também exige atenção do investidor.

Por isso, nesse texto vamos mostrar como você deve analisar a sua renda fixa e como se comportar com ela daqui em diante para ter rendimentos ainda maiores.

Você pode perder dinheiro com a renda fixa

Se você acha que vai sempre crescer o seu patrimônio ao investir na renda fixa, talvez esteja cometendo um dos maiores equívocos do mundo financeiro. Isso porque o Tesouro Direto varia como se fosse uma ação, apesar de contar com diferenças importantes no resultado final.

Isso porque o mercado financeiro faz, todos os dias, o que chamamos de marcação a mercado. E isso pode variar os seus preços para baixo. Dessa forma, quando o mercado acredita que as expectativas estão ruins, ele vende, diminuindo os preços do ativo. Quando o mercado acredita que a economia irá melhor, aumenta os preços. Nessa variação, se você comprar e vender antes do vencimento, você pode, sim, perder dinheiro com a renda fixa.

publicidade

Dessa forma, você pode comprar um ativo por um preço mais alto que na venda. A exceção a essa regra, no Tesouro Direto, é o Tesouro Selic, que sempre subirá. Por isso, existem duas formas de nunca perder dinheiro com o Tesouro Direto: comprar apenas o Tesouro Selic ou, ainda, vender os ativos sempre no vencimento.

Por isso, uma estratégia de investimentos em renda fixa que abrange o Tesouro Direto deve levar em consideração os vencimentos, para que de fato, o investidor não perca dinheiro. E existem diferentes estratégias de investimentos em renda fixa, como veremos a seguir.

Estratégias de investimentos

Existem diversas formas de investir em renda fixa e essas modalidades são estratégias mais avançadas de investimentos, apesar de serem extremamente fáceis de você fazê-las. Essas estratégias são restritas apenas a assessores de investimentos, e não são nem um pouco populares.

Nelas, os investidores colocam os seus valores no “ativo do momento”. Com a nossa alta de juros e de inflação atuais, os créditos privados e o Tesouro IPCA (e outros fundos de inflação) estão nos investimentos da moda. Por outro lado, alguns investidores se organizam de forma diferente em sua renda fixa.

Isso porque eles fecham diferentes percentuais em diferentes tipos da renda fixa. Um exemplo é fazer uma carteira com 40% em ativos ligados ao CDI ou Selic, 40% ligados à inflação e 20% ligados ao Tesouro Prefixado. Os percentuais podem variar de acordo com o que você gosta ou prefere.

publicidade

Nessa segunda estratégia, o investidor apenas investe naqueles percentuais que estão mais distantes dos “ideais” e, ao longo do tempo, o investidor se protege de todos os cenários possíveis da economia. Essa segunda estratégia é baseada na All Weather, de Ray Dalio.

Por isso, os investidores estão cada dia mais perdendo tempo – e dinheiro – achando que a renda fixa não gera prejuízos e que ela é uma seleção de ativos que tanto faz. Esses investidores podem até ganhar dinheiro no longo prazo, mas eles poderiam ganhar muito mais se soubessem o que fazer.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Finanças Pessoais

Poupança vai render mais? Entenda

Pedro Hostyn

Publicado

on

Se você ouviu por aí que a poupança vai começar a render mais, você não ouviu errado. A maior conta de remuneração do país terá os seus rendimentos ainda maiores, caso o Banco Central suba a taxa de juros para patamares acima de 8,5%. Como a expectativa do mercado é que isso ocorra já na próxima semana, a caderneta vai render mais.

Contudo, vale lembrar que a poupança segue rendendo menos que investimentos igualmente seguros, e vamos abordar isso ao final do texto.

Como funcionam os rendimentos da poupança?

Quando definida pela legislação, o Governo Federal formulou algumas regras para a poupança. Dentre elas temos a isenção para pessoas físicas, o fechamento do mês (“aniversário”) e também os rendimentos. Os rendimentos estão igualmente atrelados à taxa Selic, mas seguem diferentes normativas, a depender do patamar da taxa.

Por isso, quando a Selic está abaixo de 8,5%, a poupança rende 70% da taxa Selic mais a taxa referencial. Essa taxa referencial também é um indexador da economia, mas ela está em 0% há um bom tempo. Por isso, até hoje, a poupança está rendendo 70% da Selic, o que dá 5,42% ao ano. Contudo, a inflação subiu e, com isso, o Banco Central vai ajustar a taxa para cima. O mercado acredita que vai passar os 8,5% ao ano já na próxima reunião do COPOM.

publicidade

Com isso, nos patamares acima de 8,5%, a poupança passa a render 0,5% ao mês, de forma fixa e sem modificação, caso a Selic siga aumentando. Esse rendimento dá 6,17% ao ano. Com isso, a poupança vai render esses 6,17% ao ano, mesmo que a Selic suba para 12%, conforme as expectativas do mercado. E é exatamente por isso que a poupança segue sendo o pior investimento do país. Ela sempre perde para o CDI e, agora com inflação alta, está rendendo negativamente, quando falamos em poder de compra.

poupança

Foto: Pixabay

Saia desse investimento ruim!

Com a Selic bem acima dos rendimentos da poupança, é a hora de sair desse investimento ruim e migrar para ativos que realmente dão dinheiro. Para isso, existem diversas opções igualmente seguras no mercado e que dão uma rentabilidade bem maior que a poupança.

Dessa forma, você pode depositar no Tesouro Selic para fazer a sua reserva de emergência. Com ele, você tem os rendimentos da taxa Selic e nunca perderá para a poupança, mesmo com a tributação que incide sobre o ativo. Por outro lado, você também pode colocar o valor na conta do Nubank ou qualquer outra conta que renda atrelado ao CDI. Nela, você também não perde para a poupança.

Além disso, se você já tem valores que cubram seus gastos por 6 meses ou mais, você pode começar a se aventurar nos créditos privados e títulos de renda fixa atrelados à inflação. Com eles, os rendimentos são ainda maiores e você fica mais protegido ainda da alta dos preços. De qualquer forma, não é um bom negócio estar na poupança, mesmo com os rendimentos maiores.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

publicidade
Continue Lendo

Finanças Pessoais

Come-cotas: saiba do que se trata

Pedro Hostyn

Publicado

on

O último dia útil de novembro é dia de desconto do come-cotas. Nesse desconto, todos os fundos de investimentos de renda fixa e multimercados têm parte de seus rendimentos retidos pela Receita Federal. Apesar disso, é um processo normal dos investimentos e você não precisa se preocupar com a queda nos seus gráficos nas sua corretora.

Nesse texto, vamos explicar do que se trata esse come-cotas e porque ele é benéfico ao investir em algumas ocasiões.

O que é o come-cotas?

Como o próprio nome diz, o come-cotas é um evento que retira parte das suas cotas em fundos de investimentos. O valor vai diretamente para a Receita Federal, que distribui para os cofres do governo, para que possamos ter projetos de infraestrutura, pagamento de dívida pública e todas as contas do Governo Federal.

Por isso, o órgão fiscalizador retira 15% do valor dos seus rendimentos. Vale lembrar que o percentual incide apenas sobre os rendimentos, não sobre o valor total investido. Isso serve como uma forma de adiantamento de pagamento. Isso porque quando você for resgatar os valores desses fundos de investimentos, incide a tributação conforme uma tabela regressiva de impostos.

publicidade

Essa medida não vale para fundos de ações. Isso porque os fundos de ações têm tributações diferentes, incidindo Imposto de Renda apenas na hora do resgate. Dessa forma, o governo busca antecipar parte do valor que receberia quando você, de fato, resgatar todos os valores.

Para as finanças do governo isso é importante à medida que ele consegue adiantar os valores sem afetar a sua rentabilidade final. Dessa forma, o seu gráfico pode cair, mas na verdade isso aconteceria na data final dos seus investimentos.

come-cotas

Foto: Warren | Reprodução

É bom para o investidor?

O come-cotas tem o intuito de colocar os pés dos investidores no chão. Isso porque ao ser descontado os valores, o investidor consegue ver seus rendimentos reais, não ficando na ilusão de que tem valores bem superiores ao que realmente é seu de direito. Além disso, o imposto é favorável à medida em que financia melhoras nas atividades do governo.

Por mais que seja ruim ver os valores diminuindo na plataforma da sua corretora, os valores após o come-cotas são os valores reais. O desconto evita a ilusão de que você tem valores e rendimentos bem maiores que o real, exceto na sua renda variável. Nesse caso, o desconto é feito apenas na hora da venda, dado os diferentes momentos de mercado dos investidores, que podem ter rendimentos negativos. Como a Receita Federal precisa padronizar suas ações, ver cada caso nos ativos de renda variável ficaria inviável.

O come-cotas incide sempre no último dia útil de maio e novembro e funciona como um desconto na fonte. Na sua declaração anual do Imposto de Renda de Pessoa Física ou Pessoa Jurídica, não haverá desconto duplicado. Apesar disso, você precisa mostrar à Receita que teve esse desconto, relativo aos seus fundos de investimentos.

 

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Renda Fixa

FIDC: a renda fixa que rende muito mais

Pedro Hostyn

Publicado

on

Se você é um entusiasta da renda fixa, você provavelmente já ouviu falar de CDI, créditos privados e outros títulos. Contudo, uma modalidade bastante interessante de você pesquisar são os FIDC, os Fundos de Investimentos de Direito Creditório. Esses fundos podem render bem mais que o CDI, com várias opções no mercado buscando render o CDI + 10%.

Com um rendimento desses, você poderia ter retornos de quase 20% no início do ano que vem, o que é uma rentabilidade bem acima do mercado. Apesar disso, você deve saber que os FIDC são investimentos mais arriscados que o restante da renda fixa, então ele tem que ser ponderado.

O que é o FIDC?

Os fundos de Direitos Creditórios investem em contas a receber das empresas. Com isso, os fundos atuam como intermediadores em empresas que precisam adiantar o capital e, em troca, o fundo recebe uma taxa a mais do valor pago. Pode parecer complicado, mas na verdade é bastante simples de entender.

Imagine que você tem uma empresa e ela precisa receber diversos aluguéis nos próximos meses, que somam R$1 milhão. Contudo, alguns imprevistos aconteceram e você precisa do dinheiro agora. Com isso, uma empresa paga esses aluguéis para você, porém no valor de R$500 mil, adiantando o valor. Você aceita e agora faz emissão de um direito creditório, que é um título que vai dizer que a empresa que pagou os R$500 mil vai receber o R$1 milhão dentro dos prazos normais.

publicidade

Com isso, o inquilino não é afetado, a sua empresa recebe os valores adiantados e o FIDC ganha fazendo essa troca. Dessa forma, esse tipo de negociação é boa para a três partes. Claro, isso é um exemplo simplificado, mas existem diversos direitos creditórios, como cheques, duplicatas, compras parceladas no cartão de crédito e muito mais.

Por atuar nesse meio-campo, o FIDC tem um nível relativamente alto de risco, e é por isso que os rendimentos desses fundos são bem acimas do mercado. Apesar de ser considerado renda fixa (multimercado por alguns especialistas), ele não pode ser usado para reserva de emergência ou economias de curto prazo. No longo prazo, os FIDC podem aprimorar os seus rendimentos e aumentar o seu patrimônio.

FIDC

Foto: Pexels

Como investir?

Para investir em FIDC, você deve ter uma conta em uma corretora de valores e selecionar o seu fundo. Apesar disso, não é todo fundo de investimentos em direitos creditórios que são bons negócios. Por isso, alguns passos devem ajudar você a tomar a decisão correta.

Antes de mais nada, você deve escolher fundos consolidados no mercado. E para saber isso, você deve investir apenas em fundos com mais de 3 anos no mercado. Isso porque esses fundos, além de terem estratégias efetivas, têm maior margem para negociação dos direitos creditórios, o que é bom para o investidor também.

Além disso, procure fundos com taxas razoáveis, e evite aqueles que cobram taxas abusivas ou diversas taxas ao longo do processo. Isso porque as taxas comem a sua rentabilidade e, no longo prazo, podem afetar os seus rendimentos.

 

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

CDB

CDB prefixado: é hora de entrar nesse mundo?

Pedro Hostyn

Publicado

on

Anterior1 of 2
Use your ← → (arrow) keys to browse

Com a taxa Selic em alta, a renda fixa toma proporções ainda maiores no mundo dos investimentos. E dentro desses títulos, o CDB prefixado começa a ganhar ainda mais destaque. Com emissão privada, esses papéis pagam mais que o Tesouro Direto e podem ser excelentes opções para a sua carteira.

Contudo, nesse processo, você precisa tomar diversos cuidados para não cair em ciladas do mercado financeiro.

O que é o CDB prefixado?

De uma forma geral, todo CDB tem a intenção de financiar realizações e empréstimos de instituições financeiras. Com isso, esses títulos são formas seguras e fáceis de você emprestar dinheiro aos bancos. Com o seu dinheiro, eles emprestam para outras pessoas ou, ainda, investem em projetos de expansão de negócios ou qualquer outra atividade. Por isso, o CDB tem a mesma finalidade que o Tesouro Direto, porém o dinheiro vai para outro lugar.

Contudo, o lado positivo do CDB é que ele tem taxas maiores que o Tesouro Direto. Isso porque emprestar dinheiro a uma empresa é mais arriscado que emprestar dinheiro para uma instituição financeira, já que, caso o governo tenha problemas em pagar você, ele simplesmente imprime dinheiro e paga, algo que um banco não pode fazer. Com isso, o risco de emprestar para um banco é maior que emprestar para o Governo Federal. Dessa forma, o investidor busca sempre o maior retorno, quando corre mais risco.

publicidade

E como todo título de renda fixa, existem três formas de retorno: o pós-fixado, o híbrido e o prefixado.

CDB prefixado

Foto: Pexels

Está na hora do prefixado

Com a constante alta dos preços e dos juros, todos os títulos de renda fixa ficam com rendimentos maiores. Contudo, o caso do pré-fixado é diferente, dado que ele precisa render mais que o IPCA e o CDI. E a lógica é bastante simples.

No título prefixado, o investidor terá apenas aquele rendimento anual, sem variação nem outras surpresas. Por isso, ele deve sempre ter uma margem de rendimento, para caso o IPCA ou o CDI subam acima da expectativa. E é isso que acontece atualmente: já temos alguns prefixados na casa dos 15% ao ano.

Dessa forma, se você conseguir guardar os valores por, pelo menos, 2 anos, é uma excelente ideia começar a analisar CDB pré-fixado. Além disso, é importante que, na hora do cálculo, você coloque o valor do Imposto de Renda, para ter a rentabilidade líquida do título. Por último, saiba que instituição financeira está emitindo o título, se ela tem as contas em dia e se é, de fato, confiável.

Os CDB possuem a garantia do FGC e tem prazos de liquidez que podem se adequar ao seu perfil. Por isso a hora é de fazer boas buscar e saber que, no longo prazo, as taxas de hoje podem superar inclusive o Ibovespa. Dessa forma, mesclar a renda fixa com a renda variável, principalmente agora que as taxas est00ão altas, pode ser uma excelente decisão.

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Anterior1 of 2
Use your ← → (arrow) keys to browse
Continue Lendo

CDB

Boletim Focus: previsão de piora na economia continua

Pedro Hostyn

Publicado

on

Como toda segunda-feira, o mercado se deparou hoje com as expectativas do Boletim Focus, lançado pelo Banco Central do Brasil. O cenário não agradou os economistas e tivemos um aumento expressivo da expectativa de inflação para o ano de 2021.

Agora, o mercado prevê um IPCA acima dos 10%, enquanto vê um PIB cada vez menor no horizonte de curto prazo. Isso mostra que o pior momento da economia está longe de ter passado.

Os dados preocupam

O Boletim Focus tem, atualmente, duas frentes importantes de análise da economia para que os agentes tomem suas decisões de investimentos. A primeira é a previsão do IPCA; a segunda é a previsão do PIB. Com esses dois dados, nas últimas semanas, vemos dados nem um pouco bons.

Isso porque a expectativa do PIB está caindo pela sexta semana seguida. Com o resultado dessa semana, o mercado prevê uma aumento de 4,80% nesse ano e de fracos 0,7% para o ano que vem. No caso do PIB de 2022, é a sétima semana consecutiva de reajuste para baixo. Apesar disso, o Ministério da Economia ainda prevê um aumento de 2% no PIB do Brasil em 2022.

publicidade

No lado da inflação, o aumento dos preços é notório e o consumidor já sente isso. Com os dados de outubro acima da expectativa e a prévia do IPCA, o IPCA-15, que sairão nessa semana, o mercado começa a se posicionar cada vez mais pessimista nas previsões.

No Boletim Focus dessa semana, o mercado acredita numa inflação de 10,12% no final do ano, o que seria a maior taxa anualizada desde 2016. Ainda, vale ressaltar que o mercado subiu a expectativa trinta e três semanas seguidas, o que demonstra um cenário de possível descontrole da inflação. Para 2022, o IPCA previsto é de 4,96%, fechando dezoito semanas seguidas de alta na previsão.

Além disso, com o PIB indo para baixo e a inflação para cima, apesar de ser cedo para afirmam, os economistas começam a ver um cenário grave de estagflação. Dessa forma, isso pode pressionar o Banco Central a subir as taxas de juros de forma mais forte no ano que vem. O mercado já prevê uma Selic a 12%.

Boletim Focus

Foto: Anna Nekrashevich | Reprodução

O que fazer com essas notícias do Boletim Focus?

Se você vê o Focus toda semana, é provável que nada mude na sua estratégia de uma semana para outra. E na verdade isso é o correto. Porém, alguns dados podem começar a levantar discussões diferentes para os seus investimentos em 2022.

Por exemplo, a décima oitava semana seguida de alta da inflação em 2022 começa a mostrar que o IPCA pode ser um excelente investimento para o curto ou médio prazo. Apesar dos bons retornos apenas agora, há um consenso no mercado de que se proteger da inflação é um bom negócio em qualquer cenário econômico.

Além disso, uma escalada da Selic mostra que a renda fixa está vindo com força, e que os fundos de crédito privado, que pagam acima do CDI, serão, sim, excelentes fontes de recursos para os seus investimentos. Além disso, outros títulos de renda fixa serão os preferidos do mercado no ano que vem, o que não exclui aportes na bolsa de valores.

publicidade

 

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Title

Sérgio Moro Sérgio Moro
Política15 horas atrás

Sérgio Moro encontra Eduardo Leite no RS

O ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro se encontrou hoje, 4, com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite....

ômicron ômicron
Sem categoria16 horas atrás

Ômicron se espalha pelo país e assusta economistas

A nova variante do coronavírus, a Ômicron, está preocupando os cientistas e os economistas, que já projetam que o mundo...

fundos de investimentos multimercado fundos de investimentos multimercado
Investimentos17 horas atrás

Fundos de investimentos multimercado: saiba o que são

Ao abrir a sua conta na corretora, muito provavelmente você se deparou com alguns fundos de investimentos. Na verdade, o...

profissões da tecnologia profissões da tecnologia
Emprego18 horas atrás

Profissões da tecnologia pagarão bons salários em 2022

Se você está buscando se recolocar no mercado de trabalho ou, ainda, se deseja entrar no mercado, saber as profissões...

Paulo Guedes Paulo Guedes
Economia1 dia atrás

Paulo Guedes afirma que Brasil vai crescer

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar que o país vai crescer, contrariando as expectativas do mercado no...

PEC dos Precatórios PEC dos Precatórios
Destaques2 dias atrás

PEC dos Precatórios é aprovada; confira o texto final

Depois de muito fazer barulho, preocupar o mercado e aumentar as tensões políticas, o Senado aprovou a PEC dos Precatórios....

mercados emergentes mercados emergentes
Renda Variável3 dias atrás

Mercados emergentes: saiba como investir neles

O Brasil é um dos mercados emergentes mais promissores do mundo e isso atrai os olhares de diversos investidores no...

bolsa está barata bolsa está barata
Ações3 dias atrás

A bolsa está barata? Confira a verdade por trás disso

Não há um investidor sequer que não saiba que a bolsa está caindo e que os prejuízos do ano se...

Ibovespa Ibovespa
Investimentos3 dias atrás

Ibovespa surpreende, levanta voo e fecha no positivo

Desde o dia 8 de outubro, o Ibovespa não subia mais de 2% no dia. Desde essa data, o índice...

Ações americanas Ações americanas
Ações3 dias atrás

É hora de vender ações americanas?

As ações americanas bateram as máximas e agora especialistas começam a ver a bolsa bastante descolada da realidade. Por isso,...

Mais lidos