InícioRenda VariávelAçõesClube de investimento: Entenda o que é e como investir

Clube de investimento: Entenda o que é e como investir

O clube de investimento faz parte da plataforma B3 que muitos brasileiros utilizam para investir na Bolsa de valores

Plataformas de investimentos como a B3 estão sempre inovando e buscando novas formas de atrair pessoas para o ramo do investimento. Atualmente a B3 disponibilizou o Clube de Investimento que está disponível para pessoas físicas investirem como quiserem. Conheça mais sobre esse clube

O que é a B3

Clube de investimento

B3 é abreviação para Brasil, Bolsa, Balcão, conhecida como sendo a bolsa de valores brasileira.

A B3 surgiu de forma oficial no ano de 2017 quando houve a fusão entre a Bolsa de valores, mercadorias e futuros de São Paulo (Bovespa) e BM&F.

Essas duas grandes empresas de investimento também se fundiram com a Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (Cetip).

Na época de seus surgimentos já existia a nomenclatura B3 que representava a bolsa brasileira.

Isso porque, a bolsa de valores brasileira não surgiu exatamente no ano de 2017.  Muito pelo contrário, ela já existia desde meados dos anos 90.

Todavia, a grande fusão entre as grandes empresas foi um peso grande para que a bolsa brasileira adotasse essa nova identidade.

O que é o Clube de investimento?

Clube de investimento

O clube de investimentos é um tipo diferente de investimento que possui o objetivo de ensinar o pequeno investidor a se integrar no mercado e capitais.

Sendo assim, o Clube de investimento é totalmente direcionado a pequenos e novos investidores da B3.

Esse tipo de sistema de investimento funciona através de cotas. Sendo assim, qualquer investidor ou cotista irá conseguir recuperar o valor investido nessas cotas.

Apesar do Clube de investimento parecer mais uma reunião de amigos investidores, existem regras regulamentares impostas pela CVM.

Como criar um Clube de investimento?

Apesar de ser um sistema direcionado a pequenos e investidores iniciantes, formar um clube de investimento requer alguns cuidados.

Primeiro, é necessário que haja um administrador principal do clube. Esse administrador pode ser:

  • Distribuidora de títulos;
  • Corretora;
  • Banco com carteira de investimento;

Neste caso, a instituição decretada como administradora ficará responsável por toda a documentação e bom funcionamento dessa parceria.

Além disso, uma das principais regras desse tipo de investimento é que os membros devem ser apenas pessoas físicas. Algumas dessas regras são:

  • Cada investidor envolvido deve comprar um determinado número de cotas;
  • Nenhum cotista pode ter mais que 40% das cotas;
  • O clube de investimento é obrigado a ter uma carteira composta de no mínimo 67% de ações;
  • Uma empresa ou figura autorizada pela CVM deve administrar o clube;
  • O cotista pode realizar a gestão do clube de investimento somente se for eleito em uma assembleia;

Entenda como uma pessoa física pode investir na B3

A bolsa de valores brasileira (B3) tem sido uma grande aliada para investidores que desejam formar um clube de investimentos.

Afinal, dentro da B3 podem ser feitos investimentos individuais com ou sem um clube de investimentos.

Com isso, uma pessoa física pode investir no B3 através de opções de investimento como o Tesouro Direto e LCI.

 

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS LIDOS