Connect with us

Corretoras

Avenue, BDR ou ETF: o que é melhor?!

Pedro Hostyn

Publicado

on

Se você quer investir no mercado americano, basicamente você tem três opções: abrir uma conta na Avenue, investir pelos BDR ou comprar ETF de bolsa americana. Nas três formas, você estará exposto à variação do dólar, mas é importante ressaltar que as modalidades têm diferenças.

Por isso, nesse texto vamos mostrar como você pode organizar os seus investimentos da forma que ficar melhor para você.

Avenue: o que é e como funciona

A Avenue é uma corretora brasileira que disponibiliza operações em bolsa americana para seus clientes. Com isso, você pode depositar em real, converter ao dólar e comprar as ações diretamente no mercado americano. À primeira vista pode parecer excelente, e é, mas como tudo nos investimentos, há os contras.

Começando pelos prós, você comprará os ativos diretamente na bolsa americana. Por isso, com a Avenue você não sofre com o spread dos BDR nem pela falta de liquidez desses ativos. Ou seja, você vai comprar a ação diretamente nos Estados Unidos, como se fosse um investidor de lá. Isso gera mais confiança às suas transações. Além disso, o suporte da corretora é 100% em português, o que facilita muito o trabalho.

publicidade

Contudo, é importante ressaltar que, caso queira fazer tudo por conta própria, você precisa saber estudar o mercado americano. Por lá, as informações contábeis são diferentes e, além disso, o mercado é bem mais extenso que o brasileiro. Nos Estados Unidos existem mais de mil empresas listadas, contra aproximadamente 400 do Brasil.

Avenue BDR ETF

Foto: Bryant’s Juarez / Pexels

BDR: prós e contras

Se você quer investir pelos BDR, também é uma forma de se expor às empresas americanas. Apesar disso, tem alguns segredos que o mercado não te contou sobre esses ativos. Atualmente, na B3, existem mais de 700 BDR listados para você comprar, de ações de diferentes partes do mundo.

Você deve saber que, através dos BDR, você pode investir, na sua corretora tradicional, em grandes empresas do mundo, como Google, Facebook, Tesla, Apple, entre outras, assim como na Avenue. Apesar disso, BDR com menor liquidez tendem a render menos que as ações da companhia lá fora. Isso porque o market maker faz a liquidez para você – e cobra a mais por isso. Eu falo mais sobre isso aqui.

Apesar disso, é importante saber que você não paga o IOF da exchange (caso queira investir em dólares) e também consegue filtrar as empresas que deseja. Da mesma forma que na Avenue, você precisa conhecer a empresa onde está investindo.

ETF de bolsa americana

Agora, se deseja investir em ações americanas pelos ETF, em vez de Avenue e BDR, isso pode ser uma excelente escolha. Isso porque, através de um único ativo, você consegue diversificar muito a sua carteira de investimentos. E ainda você tem duas opções para isso.

Dessa forma, diferentemente de Avenue e BDR, nos ETF você compra apenas um ativo e se expõe, automaticamente, a empresas americanas. Para isso, temos o IVVB11 e o NASD11. Além disso, existem outros ETF semelhantes a eles. Contudo, como em todo investimento, nem tudo são flores.

publicidade

Isso porque com ETF você nunca superará o índice americano. Dessa forma, se o S&P 500 subir 10%, você tem, aproximadamente, 10% de rentabilidade. Nunca será muito mais, nem muito menos. Assim, se você quer sempre ter rendimentos maiores que o mercado, vai precisar ir para a Avenue ou para os BDR.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Estudante de Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Experiência com o mercado de investimentos e análises políticas fazem parte da rotina. Atualmente, atua como assessor de atendimento e escritor do presente jornal.

Corretoras

Vitreo lança dois fundos de investimentos em criptoativos

Pedro Hostyn

Publicado

on

A corretora Vitreo colocou no mercado, hoje, dois novos fundos de investimentos em mercado de criptoativos, de modo a expor os investidores a essas novas formas de investimentos. Agora, investidores do varejo e investidores qualificados podem investir em smartcoins e outros criptoprodutos de forma facilitada.

Ambos os fundos têm gestão ativa e têm a alocação baseada nas análises da Empiricus, uma das maiores casas de análises do Brasil.

Fundos da Vitreo

Os fundos da Vitreo são divididos em duas modalidades, para atender às diferentes legislações da CVM. Por isso, ela lançou um fundo para o varejo, ou seja, pessoas comuns. O outro é para investidores qualificados, que são pessoas físicas ou jurídicas que têm mais de R$1 milhão em ativos financeiros.

O primeiro fundo é o Vitreo Cripto Smart, que investe em contratos inteligentes, como Solana e Ethereum. Para esse fundo, a corretora se utilizou de ativos baseados no exterior. Por isso, ele é apenas para investidores qualificados. Ele tem taxa de administração de 1,5% ao ano e uma taxa de performance de 20% sobre o que exceder os rendimentos do ICE US Treasury Short Bond Index TR +2%, que é um índice de crédito privado dos Estados Unidos. O valor mínimo é de R$5 mil

publicidade

O segundo fundo é o Vitro Coin Smart, que é o fundo de investimentos disponíveis para todos os investidores do varejo. Nele, a corretora optou por uma exposição de 20% ao fundo Vitro Cripto Smart, enquanto os outros 80% são investimentos em ETF de criptomoedas da bolsa de valores. Sobre esses ETF, nós já comentamos cada um deles nesse texto aqui. A taxa de administração do fundo é de 0,34% ao ano e ele, em si, não tem taxa de performance. Apesar disso, por investir no Cripto Smart, que tem taxa de performance, ele tem incidência indireta dessa taxa. O valor mínimo é de R$1 mil.

Vitreo

A Vitreo lançou dois fundos em criptoativos. Mas eles têm detalhes escondidos. Foto: Pexels

Vale a pena investir?

Os fundos da Vitreo são, de fato, inovadores. Mas o investidor precisa prestar atenção em alguns detalhes escondidos pela própria empresa. Esses pequenos detalhes podem fazer toda a diferença na sua rentabilidade futura. No final das contas, isso pode custar muito.

Começando pelo Cripto Smart, o fundo tem alta taxa de administração. Além disso, o fundo tem um benchmark que se trata de uma renda fixa. Ou seja, o fundo de renda variável terá comparação com a renda fixa. Para a maioria dos investidores, isso não faz o menor sentido.

Já sobre o Coin Smart, o fundo investirá no Cripto Smart, que tem altas taxas, e além disso vai investir em ETF da bolsa, que também possuem taxas. Nesse investimento, o investidor tem, pelo menos 5 taxas embutidas nos seus investimentos. Com isso, a taxa sobre taxa é forte no fundo, o que vai atrapalhar os rendimentos.

De uma forma geral, são muitas taxas envolvidas e vale mais a pena estudar diferentes ativos e diversificar os investimentos por conta própria. Vale lembrar que os investimentos em criptoativos pode ser feita através de corretoras internacionais, sem a regulamentação efetiva da Receita Federal. O mesmo não acontece com os fundos.

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Bancos

NuInvest vai se tornar a maior corretora do país?

Pedro Hostyn

Publicado

on

Na onda do IPO do Nubank, analistas começam a levantar a possibilidade de a NuInvest se tornar a maior corretora do Brasil. Isso porque o modo como se dará o IPO pode trazer milhões de novos CPFs para a bolsa de valores.

Apesar disso, esse recorde de CPFs na bolsa e o maior tamanho da NuInvest não querem dizer muita coisa.

O que é a NuInvest?

NuInvest é a nova plataforma de investimentos do Nubank, um dos maiores bancos da América Latina. Antiga EasyInvest, a agora chamada NuInvest promete descomplicar os investimentos e dar mais acessibilidade a produtos “premium” do mercado.

Com seu design acessível e extremamente fácil de mexer, a NuInvest tem todos os tipos de investimentos dentro da sua plataforma. Desde uma renda fixa turbinada, com Tesouro Direto, CDB, LC, LCI, LCA, CRI, CRA, LF e até Debêntures, até uma renda variável com análise de ações, BDR, ETF e FII. E essa sopa de letrinhas não termina por aí!

publicidade

Isso porque a corretora conta com uma carteira recomendada pelos especialistas, além de dar todo o suporte, através de vídeos, sobre o funcionamento da bolsa de valores brasileira. Além disso, a NuInvest conta com previdência privada e até COE, a Certificado de Operações Estruturadas.

Por último, mas não menos importante, a corretora tem um portal para negociação de índices e futuros, algo que serve apenas para investidores avançados. Apesar disso, os serviços buscam agregar todos os tipos de investidores, desde iniciantes até experientes.

NuInvest Nubank

Foto: NuInvest / Reprodução

A maior do Brasil?

Com o IPO do Nubank, a NuInvest pode se tornar a maior corretora do país. Isso porque o banco vai dar parte de suas ações, em formato de BDR, para alguns clientes selecionados. E se apenas 10% deles ganharem o BDR, isso pode ser revolucionário.

O Nubank possui 40 milhões de clientes. Com a promoção de ganhar 1 BDR no IPO do banco, a NuInvest pode dar um grande salto em número de clientes. Isso porque a ação gratuita, que pode beneficiar milhões de clientes, tem a capacidade de trazer muitos CPF à bolsa. Com isso, se os BDR forem a porta de entrada desses clientes, será através da NuInvest.

Com isso, o maior número de clientes da bolsa pode estar na própria corretora, se tornando a maior, em número de clientes, no Brasil. Soma-se a isso o fato de que quem ganhar o ativo deverá permanecer com ele durante 12 meses. Com essa política de longo prazo, o banco tenta fidelizar clientes e se tornar ainda maior no futuro.

Com isso, a já popular empresa pode se tornar ainda melhor em seu marketing e se tornar, de fato, o maior banco do país. Analistas acreditam que isso está longe de acontecer, mas o valuation do Nubank ultrapassa os valores de mercado de Itaú e Bradesco. Apesar disso, o mercado vê com ceticismo esses valores, afirmando que o IPO está exagerando nos valores.

publicidade

A estreia da empresa ainda não tem data certa, mas deve acontecer ainda esse ano na bolsa americana. Por aqui, na B3 ficarão listados os BDR da companhia, sob o código NUBR33.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Corretoras

Gestoras de investimento são realmente confiáveis?

Jéssica Queiroz

Publicado

on

Gestoras de investimento podem ser encontradas de diversas maneiras, mas será que são de confiança?

Encontrar alguém de confiança para gerir nossas finanças e investimentos pode parecer uma tarefa difícil, no entanto, não é bem assim. Existem muitas gestoras de investimento que estão no mercado justamente para facilitar essas atividades diárias de um investidor. Encontrar uma que inspire confiança e com boas vantagens pode ser mais fácil do que se imagina.

Gestoras de investimento: o que são?

Empresas que são formadas por inúmeros tipos de profissionais do mercado financeiro são comumente conhecidas como gestoras de investimento.

Essas empresas possuem o objetivo principal de fazer com que todo e cada investimento feito por seus clientes dê algum rendimento.

publicidade

Fundos de investimentos, fundos de pensões e previdência são gerados por muitas dessas gestoras de investimento atuais.

Dentro desse tipo de empresa o investidor não terá nenhum tipo de trabalho. Isso porque, os funcionários e sistema da empresa se tornarão responsáveis por tudo.

Por isso, dentro de uma gestora de qualidade, o dinheiro pode ser investido em diferentes tipos de ativos, além de se obter muitos rendimentos diversificados.

Entenda como uma Gestora de investimentos funciona

Gestoras de investimento também são conhecidas como Walth Management (gestão de patrimônio).

Essas gestoras possuem um objetivo principal de administração do patrimônio de pessoas e empresas.

publicidade

Para que elas funcionem sempre de maneira inteligente, estão sempre aderindo a diversificadas formas de trabalho. As mais comuns são:

Criação de fundos de investimento

Neste modelo, são definidas estratégias de formas de investimento para públicos específicos e determinados.

Criação de carteiras de investimento

Com a criação de carteiras de investimento as gestoras de investimento conseguem personalizar cada investimento e direcioná-los a clientes específicos.

Resumidamente, os processos relacionados a essas empresas são feitos de forma simples.

O cliente entra com a aplicação de dinheiro e a gestora se torna responsável pela escolha dos melhores ativos de investimento.

publicidade

Esse tipo de gestora é realmente de confiança?

Para pessoas que não estão totalmente engajadas no mundo de investimento, é comum desconfiar de corretoras de investimento.

Afinal de contas, além de estar sob posse do dinheiro, ainda é responsável por todos os ganhos e lucros relacionados aos investimentos.

No entanto, para que uma corretora tenha essa autoridade, é necessário que possua o licenciamento da CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Essa comissão é responsável por fiscalizar e emitir certificações de segurança no mercado de capitais no Brasil.

Por isso, toda e qualquer corretora que esteja diretamente relacionada com essa comissão e outras, pode ser considerada de confiança.

publicidade

Corretora de investimento X Gestora de investimentos

A primeira e grande vantagem em confiar e investir em corretoras de investimento é o oferecimento de recursos práticos.

Neste caso, o investidor não tem a necessidade de estar diariamente acompanhando os investimentos.

Equipamentos especializados desenvolvidos dentro das corretoras já fazem isso por seus clientes.

Além disso, corretoras permitem que seus investidores possam ter acesso a diferentes aplicações e estruturas financeiras para fazerem diferentes tipos de aplicações.

 

publicidade

 

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Corretoras

Toro investimentos: Conheça essa corretora financeira

Jéssica Queiroz

Publicado

on

A toro investimentos pode ser considerada a melhor corretora financeira para quem ainda está em dúvida sobre como investir

Encontrar uma corretora financeira que inspire confiança e realmente auxilie nos planos de investimento pode ser mais fácil do que se imagina. A Toro investimento busca esse tipo de investidor, dessa forma será capaz de auxiliá-lo e oferecer ferramentas que nenhuma outra corretora é capaz de fazer. Mas será que é de confiança?

O que é a Toro investimento?

Toro investimentos

A Toro investimento é uma plataforma de investimento e educação financeira que foi fundada no ano de 2010.

No ano em que foi fundada, essa plataforma deu início apenas como uma pequena Fintech.

publicidade

No entanto, atualmente é considerada como sendo uma das principais empresas de investimentos do Brasil.

O que a diferencia de muitas outras plataformas é a forma como as taxas são cobradas apenas quando o cliente obtém algum tipo de lucro.

Um dos grandes diferenciais relacionados a Toro é a corretagem zero existente em todas as operações.

Ou seja, a plataforma não cobra nenhum tipo de custo para que um investidor comece a investir.

Essa corretora financeira é realmente confiável?

Essa plataforma tem total autorização da B3 (Bolsa de Valores brasileira), Banco Central do Brasil e CVM (Comissão de Valores Mobiliários), para atuar como corretora.

publicidade

No entanto, por conta de suas principais formas de aplicações serem pouco conhecidas e utilizadas no Brasil, gera muitas dúvidas de sua confiabilidade.

A Toro investimento é atualmente considerada a empresa com maior valor no país.

Além disso tudo, são mais de 200 colaboradores dispostos a ensinar e guiar antigos e novos investidores na hora de realizar um investimento seguro.

Como investir na Toro Investimentos?

Toro investimentos

Para que se inicie qualquer tipo de ação na Toro investimento, existe a opção de investir sozinho ou com alguma recomendação.

Especialistas que trabalham na Toro estão sempre selecionando oportunidades para que os clientes possam decidir quanto desejam investir.

publicidade

O cadastro pode ser feito de forma gratuita dentro do site da corretora, assim como os investimentos.

Assim que o cadastro for realizado, é importante realizar a transferência de recursos e fazer a escolha de investimento que deseja.

Além dessa grande facilidade de cadastro para começar a investir com a Toro, ela também disponibiliza um guia completo do investidor iniciante.

Vale a pena escolher a Toro como corretora financeira?

A Toro investimento oferece inúmeros tipos de serviços, suas plataformas são uma das mais completas.

No entanto, nem todos os investidores consideram a Toro uma corretora que vale a pena.

publicidade

Motivo? Cada um busca o que há de melhor para si mesmo. Para definir se a toro vale a pena ou não, é importante saber o que se está buscando dentro de uma corretora.

Por isso, existem alguns requisitos a serem analisados antes de escolher a Toro ou qualquer outra corretora para começar a investir:

  • Variedade de produtos e serviços;
  • Plataforma ágil e simples;
  • Pouca cobrança de taxas;
  • Atendimento eficiente;
  • Cuidado para diferentes perfis;
  • Total transparência em todas as informações;

Se ao analisar a Toro investimento e o investidor constatar que ela possui todos esses requisitos, então realmente vale a pena começar a investir através dessa plataforma.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Bancos

Open Banking: Opção de investimento pessoal

Jéssica Queiroz

Publicado

on

O Open Banking é um sistema que contribui bastante com o uso de dados entre o usuário e a corretora

Para muitos investidores, uma empresa de dados financeiros precisa oferecer algum tipo de segurança visível. A partir do consentimento do usuário é que a Open Banking pode vir a ser uma opção viável de segurança e facilidade de acesso

O que é Open Banking?

Open banking

Em inglês, o termo Open Banking significa Banco Aberto e é um novo modelo de negócios de ampliação de processos do mercado financeiro.

Essa ampliação ocorre de uma forma que o usuário conseguirá obter ainda mais controle e liberdade de suas finanças.

publicidade

Com esse tipo de ampliação, o usuário terá uma rede de dados liberada entre instituições financeiras que irá depender totalmente do aval dele.

Os agentes considerados principais dessa grande novidade que é o banco aberto, são bancos digitais conhecidos, como as fintechs e o Nubank.

Todavia, os bancos tradicionais também oferecem a opção de banco aberto. Bancos como:

  • Itaú;
  • Santander;

Como funciona esse sistema?

Open banking

Diferente de muitos sistemas, o Open Banking muda a forma que o usuário e empresas manipulam os dados financeiros.

Com o banco aberto, os bancos e prestadoras de serviços só poderão compartilhar os dados do cliente caso ele dê o consentimento.

publicidade

Os dados a serem compartilhados valem tanto para pessoa física quanto para pessoa jurídica.

No entanto, antes do compartilhamento de dados, é comum que haja o gerenciamento de serviço e aplicações internas.

Com o Open Banking será gerado uma espécie de concorrência entre as instituições financeiras para que seja atraído cada vez mais clientes.

Dessa forma, será gerado cada vez mais produtos e serviços para os usuários do Banco Aberto.

Quais as vantagens de se ativar o Open Banking?

Existem muitas vantagens em integrar o Open Banking ao sistema financeiro da empresa:

publicidade
  • Redução do compartilhamento de dados e serviços;
  • Integração de produtos e serviços nas jornadas dos clientes;
  • Customização de serviços financeiros;
  • Organização de todos os produtos e serviços em um único ambiente financeiro;

Além disso, o consumidor do Banco aberto conta com a vantagem de ter mais liberdade sobre seus próprios dados.

Isso porque, no Open Banking os dados informados são somente do cliente e não da instituição.

Essa opção pode ser bastante eficiente e benéfica caso o cliente deseje usar serviços relacionados a outros bancos.

Conheça o API

Open banking

O Open Banking também disponibiliza o API (Application Programming Interface). Na tradução, API significa Programação de Aplicativos.

O API é o recurso de compartilhamento de dados entre as empresas, sendo considerado um tipo de comunicação digital de banco para banco.

Com o API será permitido um fluxo de informações semelhantes ao Waze ou Google Maps.

publicidade

Pix e Open Banking são os mesmos?

Ambos são sistemas inteligentes de comunicação, integração de dados e manipulação de transações.

Além disso, são sistemas que sempre buscam facilitar e inovar experiências financeiras.

Por serem semelhantes, muitas pessoas os associam como sendo o mesmo API.

No entanto, a única semelhança entre eles é a forma de pagamento digital.

 

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Cartão de Crédito

Cartão corretora: Vale mesmo a pena ter um?

Jéssica Queiroz

Publicado

on

Cartão corretora tem sido um dos muitos benefícios oferecidos por corretoras de valores de todo país

As corretoras de valores são conhecidas como um meio de investir na bolsa de valores. Além disso, a grande maioria delas são consideradas grandes bancos de investimento com as menores taxas de mercado. Por isso, muitas delas desenvolveram o cartão corretora para seus clientes.

O que são corretoras de valores?

cartão corretora

Corretoras de valores são um tipo de instituição financeira totalmente voltada a todo tipo de investimento.

Com uma empresa de investimento o cliente que deseja investir abre sua conta como se estivesse abrindo a conta em um banco.

publicidade

No entanto, os fins daquela conta são totalmente diferentes de uma conta no banco comum. Em empresas de investimento não é oferecido:

  • Empréstimos;
  • Financiamentos;
  • Cartões de crédito;
  • Pagamentos;

As únicas opções disponíveis são de aplicação de dinheiro para que ele venha a render.

O que é o cartão corretora?

cartão corretora

O cartão corretora é totalmente diferente de um cartão de crédito ou débito comum oferecido por bancos e agências.

Esse tipo de cartão ficará atrelado à conta dos clientes dentro da corretora de valores.

Seu grande potencial é poder oferecer Cashback, ao invés de crédito em conta.

Neste caso, todo o valor devolvido será reaplicado em um fundo exclusivo para o cliente que usa o cartão.

publicidade

O cartão passou pela fase de teste realizado pelo grupo XP Inc e por outros parceiros de investimento.

Benefícios oferecidos pelo cartão corretora

Apesar de ser um tanto quanto diferente do cartão de crédito comum, o cartão corretora tem muitos benefícios a oferecer.

Neste caso, muitos desse benefícios são os mesmos oferecidos por cartões de bancos comuns:

  • Pontos ou milhas acumuladas;
  • Acesso a salas Vip no aeroporto;
  • Seguros de emergência médica;
  • Seguro de veículos alugado;

Todavia, existe um diferencial. O cartão corretora não exige nenhum tipo de renda mínima, nem cobra anuidade.

Quais são os tipos de Cartão corretora?

cartão corretora

Apesar de ser uma grande novidade, esse cartão já está sendo usado por muitos clientes de empresas de investimento.

Essa expansão do cartão, acarretou na criação de vários outros cartões corretoras com seus próprios benefícios. Alguns desses cartões são;

publicidade

Cartão corretora XP

O cartão XP é um dos lançamentos mais recentes de cartão de crédito Visa Infinite da empresa.

Algumas de suas principais características são:

  • Nenhum tipo de anuidade;
  • Sem exigência de renda mínima;
  • Exigência única de 50 mil investidos na corretora;
  • Investiback sem data para inspirar;
  • Juros baixos;

Modalmais

Para os clientes da Modalmais, existem ainda mais variedades do cartão de crédito.

O cartão considerado Premium da Moldalmais, possui características como:

  • Taxa de anuidade no valor de R$ 1.200,00
  • Taxa zero de anuidade caso seja gasto cerca de 10 a 100 mil em investimentos;
  • Nenhum tipo de exigência de renda mínima;
  • Cashback sem data para inspirar;

BTG+

A BTG+ também oferece o cartão corretora com suas próprias características:

  • Anuidade que pode chegar a zero;
  • Nenhuma exigência de renda mínima;
  • Investiback sem data de inspiração;

 

 

 

publicidade

 

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Title

Paulo Guedes Paulo Guedes
Economia1 hora atrás

Paulo Guedes afirma que Brasil vai crescer

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar que o país vai crescer, contrariando as expectativas do mercado no...

PEC dos Precatórios PEC dos Precatórios
Destaques11 horas atrás

PEC dos Precatórios é aprovada; confira o texto final

Depois de muito fazer barulho, preocupar o mercado e aumentar as tensões políticas, o Senado aprovou a PEC dos Precatórios....

mercados emergentes mercados emergentes
Renda Variável1 dia atrás

Mercados emergentes: saiba como investir neles

O Brasil é um dos mercados emergentes mais promissores do mundo e isso atrai os olhares de diversos investidores no...

bolsa está barata bolsa está barata
Ações1 dia atrás

A bolsa está barata? Confira a verdade por trás disso

Não há um investidor sequer que não saiba que a bolsa está caindo e que os prejuízos do ano se...

Ibovespa Ibovespa
Investimentos1 dia atrás

Ibovespa surpreende, levanta voo e fecha no positivo

Desde o dia 8 de outubro, o Ibovespa não subia mais de 2% no dia. Desde essa data, o índice...

Ações americanas Ações americanas
Ações1 dia atrás

É hora de vender ações americanas?

As ações americanas bateram as máximas e agora especialistas começam a ver a bolsa bastante descolada da realidade. Por isso,...

André Mendonça André Mendonça
Política2 dias atrás

André Mendonça garante cargo no STF

O plenário do Senado Federal aprovou ontem, 1, o nome de André Mendonça para a vaga restante no Supremo Tribunal...

PIB sobe 4% em relação a 2020, mas Brasil está em desaceleração PIB sobe 4% em relação a 2020, mas Brasil está em desaceleração
Economia2 dias atrás

PIB sobe 4% em relação a 2020, mas Brasil está em desaceleração

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil subiu 4% nos últimos 3 meses em comparação ao ano de 2020, segundo...

Renda fixa Renda fixa
Renda Fixa2 dias atrás

A verdade por trás de renda fixa

Se você investe em renda fixa, você deve achar que não pode perder dinheiro de nenhuma forma ou, ainda, que...

Ações2 dias atrás

Saiba as ações que mais subiram e caíram em novembro

O mês de novembro foi o quinto mês consecutivo de queda no Ibovespa. Com o fechamento nas mínimas do ano,...

Mais lidos