Connect with us

Direitos do Trabalhador

FGTS: Saque de até R$ 6.200 liberado para novo grupo

Publicado

on

O Saque Calamidade do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) foi liberado para um novo grupo de beneficiários. Recentemente, o Governo Federal permitiu que os trabalhadores que residem na cidade de Nova Iguaçu (RJ) fizessem o resgate dos valores.

O município também sofreu com as fortes chuvas no começo do mês de abril, que deixaram mais de 5,3 mil pessoas desabrigadas, sendo 5 mil em Nova Iguaçu e 300 em Belford Roxo. Segundo as informações, muitos trabalhadores perderam todos os seus bens.

Quando o saque calamidade do FGTS é permitido?

O resgate é concedido pelo Governo Federal e está previsto em Lei. A Caixa Econômica Federal que é a responsável pelos pagamentos, liberados apenas nas seguintes situações envolvendo desastres naturais:

Alagamentos;
Enchentes ou inundações graduais;
Enxurradas ou inundações bruscas;
Inundações litorâneas provocadas pela brusca invasão do mar;
Precipitações de granizos;
Rompimento ou colapso de barragens;
Tornados e trombas d’água;
Vendavais extremamente intensos, furacões, tufões ou ciclones tropicais;
Vendavais muito intensos ou ciclones extratropicais;
Vendavais ou tempestades.

publicidade

Quem pode sacar o FGTS de calamidade?

Para conseguir sacar os valores o trabalhador precisa ter saldo positivo em suas contas vinculadas ao FGTS, sejam elas ativas (emprego atual) ou inativas (empregos antigos). Vale ressaltar que o limite de saque é de R$ 6,2 mil.

Além disso, é importante frisar que o trabalhador não pode ter realizado um saque devido as mesmas circunstâncias do seu FGTS nos últimos 12 meses.

Como solicitar o saque calamidade do FGTS?

O trabalhador pode solicitar os valores pelo aplicativo FGTS. Veja como a seguir:

Baixe o aplicativo FGTS no seu celular;
Após o download, insira as informações de cadastro;
Feito o login, vá na opção “Meus saques”;
Na sequência, selecione “Outras situações de saque – Calamidade pública”. Informe a cidade;
Depois, encaminhe fotos da identidade e do comprovante de residência em nome do titular, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade;
Selecione o banco que deseja receber, podendo ser via conta Poupança Digital do Caixa Tem;
Para finalizar, aguarde a análise do crédito em um prazo de até cinco dias úteis.

publicidade
publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.