Connect with us

Finanças Pessoais

Bolsa Família 2021? Beneficio pode ser ampliado

Jéssica Queiroz

Publicado

on

Durante o período de pandemia o Bolsa Família 2021 foi um dos   benefícios que mais sofreu alteração e continuará sofrendo

Com a expansão dos decretos e com a pandemia longe de acabar, o governo está pretendendo ampliar ainda mais o alcance do Bolsa Família 2021. O beneficio, agora, poderá se tornar acessível para ainda mais grupos de beneficiários.

O que é Bolsa cidadã?

Durante um tempo, houve uma grande especulação de que o Bolsa Família seria substituído no ano de 2021.

O Bolsa Cidadã era o novo projeto que ficaria no lugar do Bolsa Família 2021. No entanto, ainda não houve nenhuma manifestação do governo com relação ao financiamento do novo beneficio.

Dessa forma, o teto de gastos públicos seria cada vez mais ultrapassado, o que poderia causar grandes impactos na gestão de orçamento de 2021.

publicidade

Além disso, a proposta de financiamento do novo benefício poderia acabar extinguindo a Farmácia Popular, considerado um outro beneficio do governo.

O atual presidente brasileiro Jair Bolsonaro não ficou muito animado com a ideia e, por essa razão, o projeto do Bolsa Cidadã ficou para trás, abrindo espaço para o que será uma nova ampliação do alcance do Bolsa Família 2021.

Essa ampliação ocorre por meio de uma reforma geral em toda a estrutura do benefício.

As novas parcelas do Auxílio emergencial irão afetar o bolsa?

O auxílio emergencial veio junto a pandemia como uma forma de dar assistência às famílias que não tinham renda fixa durante a pandemia.

Mesmo durante os primeiros meses, o auxílio emergencial não atrapalhou em nada os beneficiários do bolsa família.

Agora, com essas novas parcelas do auxílio emergencial sendo liberadas, o bolsa família 2021 continua não sendo afetado.

publicidade

Muito pelo contrário, estão em discussão novos valores das parcelas de valor médio para o Bolsa Família.

Além de que, o governo federal também está discutindo sobre formas de inserção de ainda mais pessoas na lista de beneficiários do bolsa família 2021.

Qual o valor das parcelas do Bolsa Família 2021?

Entre os meses de abril e dezembro de 2020 o valor pago nas parcelas do auxílio emergencial e bolsa família foi de R$600 ou R$1.200.

Além desses valores, também houve a extensão dos benefícios, diminuindo os valores para R$300 ou R$600, dependendo do grupo no qual se encaixava cada beneficiário.

No entanto, com o fim do auxílio oferecido pelo governo em dezembro de 2020, os valores do Bolsa Família2021 voltaram a ser os mesmos que as famílias recebiam antes da pandemia.

Com a liberação de novas parcelas, os valores a serem recebidos poderão variar mais do que o valor fixo do ano passado.

publicidade

Os valores que serão distribuídos desta nova légua de pagamento poderão chegar a cerca de 3 parcelas.

Todavia, os valores podem variar entre R$ 150 para quem mora sozinho e R$ 250 para famílias com dois ou mais integrantes. O valor mais alto de R$375 será liberado para mães e chefes de família.

Os valores do bolsa família são destinados a diversas categorias de beneficiários, tornando os valores mais variáveis.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

publicidade

Estudante de letras - português e inglês pela Universidade Cidade Verde da Bahia. Experiência com marketing de conteúdo e tradução para sites e agências. Atualmente atua como redatora profissional de finanças e economia do Sua Finança.

Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Empréstimo

Empréstimo Méliuz: entenda como funciona e como pedir o seu!

Avatar

Publicado

on




A Méliuz é uma plataforma com soluções digitais que oferece diferentes serviços como descontos especiais e cashback. Mas, você sabia que ela também possui uma linha de crédito pessoal? Se ainda não, aproveite para conhecer agora o Empréstimo Méliuz.

Em resumo, esse empréstimo é resultado de uma parceria com a EasyCrédito. Ele oferece uma série de condições exclusivas como a plataforma de simulação de crédito sem custo e está disponível para negativados.

Desse modo, que tal conhecer como funciona o crédito da Méliuz e se livrar das dívidas mais caras?

 

O que é o Empréstimo Méliuz?

empréstimo méliuz

Conheça o Empréstimo Méliuz. Fonte: Méliuz

O Empréstimo Méliuz é um crédito personalizado em que você contrata o valor que precisa dentro de um prazo que pode pagar. Além disso, o serviço é resultado de uma parceria entre a Méliuz e a EasyCrédito.

Desse modo, a fintech conhecida por seu cashback funciona como uma intermediadora de crédito.

Na prática, isso significa que você faz a simulação de crédito na plataforma Méliuz e recebe propostas de vários bancos ao mesmo tempo.

Ou seja, chega de ficar indo de banco em banco até conseguir simular o melhor crédito. Agora você faz tudo num só lugar.

Ademais, a empresa oferece três tipos de empréstimo:

  • Pessoal: para quem precisa de dinheiro de forma rápida e sem complicações
  • Consignado: para aposentados, pensionistas do INSS e servidores públicos. Tem juros menores e as prestações são descontadas da folha.
  • Com garantia: você pode refinanciar seu carro ou imóvel e assim conseguir valores maiores para colocar seus sonhos em prática.

 

Como funciona o crédito pessoal da Méliuz?

 

Como já explicamos antes, a Méliuz é uma intermediária entre você e o banco. Assim sendo, o empréstimo pessoal funciona da seguinte maneira:

Você faz a simulação no site e, depois de alguns minutos, recebe uma resposta da Méliuz com as melhores opções de crédito do mercado.

Com isso, você tem acesso a um empréstimo personalizado, exatamente como precisa para quitar dívidas, sair do aperto ou mesmo viajar. Você que escolhe!

Ademais, é importante lembrar que tudo acontece de forma online. Isto é, você não precisa sair de casa nem para assinar o contrato. Afinal, faz isso eletronicamente e de maneira segura.

 

Quem pode fazer este crédito?

 

O Empréstimo Méliuz está disponível para quem já completou 18 anos. Além disso, cada uma das modalidades (pessoal, consignado e com garantia) possui características especiais.

Por exemplo, no consignado, apenas quem recebe pelo INSS ou é funcionário público pode solicitar. 

 

E negativado, pode pedir o empréstimo da Méliuz?

Sim!

Como a Méliuz é uma intermediadora que procura as melhores soluções de crédito, se você está negativado também pode conseguir algum empréstimo.

No entanto, lembre-se de que, ao solicitar qualquer tipo de crédito, seu perfil passa por análise. Desse modo, para conseguir as melhores condições, quanto melhor seu score de crédito, maiores são as chances de ter o pedido aprovado.

 

Como pedir o Empréstimo Méliuz?

simulação de crédito no empréstimo méliuz

Simulação de crédito de R$5.000 em 12x. Fonte: Méliuz

O Empréstimo Méliuz é uma solução de crédito simples, pois você resolve tudo pela internet e não precisa mais ir em várias agências bancárias para conseguir negociar.

Outra vantagem deste crédito é que a simulação não possui nenhum custo. Por isso, aproveite e faça como a gente: simule seu crédito e conheça as condições especiais de parcelamento, valor disponível e juros.

Para fazer isso, o passo a passo é o seguinte:

  1. Faça a simulação de empréstimo no site da Méliuz (como aparece na imagem acima).
  2. Depois disso, preencha o cadastro do site.
  3. Em seguida, aguarde alguns minutos enquanto a empresa procura as melhores opções no mercado.
  4. Por fim, escolha a opção perfeita e feche o contrato 100% online. Ou seja, sem precisar sair de casa nem para assinar.

Tudo pronto? 

Agora é hora de aproveitar o dinheiro extra para o que planejou!

Só lembre-se de não solicitar créditos sem necessidade e, se precisar recorrer a este serviço com frequência, procure maneiras de equilibrar sua vida financeira e sair das dívidas.

Veja Também:



Está "bombando" na Internet:

Continue Lendo

Dicas

Investimento que paga 100% ao ano é golpe financeiro? Confira

Pedro Hostyn

Publicado

on




Se você já viu algum investimento que pague 100% ao ano e, ainda por cima dá garantias, talvez seja hora de correr. Isso porque anúncios como esse são comuns e causam estragos enormes, por se tratarem de golpes financeiros.

O caso mais recente de investimentos com altos retornos garantidos foi a G.A.S Consultoria Bitcoin, onde clientes perderam valores altos com o golpe que usava as criptomoedas como pano de fundo.

É possível ter retorno alto em investimento?

De fato, é possível, sim, ter retornos bons nos investimentos. Mas de forma alguma isso é garantido ou, por outro lado, pode ser garantido por alguém. Isso porque não há renda fixa no mundo que consiga pagar tamanho juros. Quem faz isso, na verdade, está aplicando um golpe financeiro.

Por isso, investimentos como esse são feitos majoritariamente em renda variável. E é aí que surge a criatividade: os anúncios usam Forex, Bitcoin, ações e renda variável em geral para defender que é possível ter esse retorno “de forma facilitada”.

E sabemos que não é bem assim que funciona. No último ano, Embraer subiu mais de 100%, mas no início da alta, ninguém conseguiria prever que o ativo atingiria esse patamar. O mesmo aconteceu no Bitcoin, quando nasceu valendo US$1,00. Além disso, por falar na cripto, o mercado prevê um valor de US$100 mil no fim do ano, mas nenhum especialista sério consegue dar essa certeza. Isso porque a renda é variável.

O caso da G.A.S Consultoria

O caso da G.A.S Consultoria é mais um caso de golpe financeiro que utiliza investimentos como pano de fundo. Isso porque, infelizmente, a educação financeira ainda é fraca no Brasil e, principalmente os mais idosos (estatisticamente), acabam caindo mais facilmente em golpes.

No caso da G.A.S., Glaidson Acácio dos Santos, o “Faraó do Bitcoin”, pegava o dinheiro de algumas pessoas e, supostamente, investia na criptomoeda para dar retorno aos clientes. Devido a isso, ele “garantia” retornos de percentuais elevados, com garantia da instituição. Contudo, o Bitcoin tem seu preço variando conforme o mercado e é extremamente difícil prever como a cotação vai andar.

Por isso, a consultoria acabou não pagando alguns clientes e o esquema foi descoberto pela Polícia Federal. Nessa jogada de marketing da empresa, alguns famosos perderam muito dinheiro. O caso mais recente descoberto foi o de Rafael Portugal. O comediante perdeu algo em torno de R$1,2 milhão, segundo notícias. Ele nega que isso tenha ocorrido.

golpe financeiro

Foto: Mikhail Nilov – Pexels

Como fugir do golpe financeiro?

Para fugir desses golpes financeiros, é imprescindível que o cliente saiba como a instituição pretende dar esses rendimentos a você, ou seja, usar ativos de renda variável para dar retornos “garantidos” já acusam que é golpe.

Além disso, retornos de 100%, 200% e até 1.000% são extremamente fictícios e não são alcançados facilmente. Com isso, mais um indício de golpe. Por último, e mais importante, as instituições devem estar cadastradas nos sites dos órgãos reguladores e fiscalizadores do sistema financeiro do Brasil.

Veja Também:



Está "bombando" na Internet:

Continue Lendo

Finanças Pessoais

Educação financeira pessoal: o que é e como colocar em prática

Avatar

Publicado

on




A educação financeira pessoal é um conjunto de boas práticas financeiras que podemos adotar no nosso dia-a-dia para ter mais segurança e independência financeira.

Mas, o que isso significa de verdade? Por que é importante ter educação financeira? E como eu posso, afinal, usar a educação financeira na minha vida prática?

Antes de entrar em desespero, calma, pois estamos aqui para responder a estas perguntas. Saiba mais em seguida.

 

O que é educação financeira pessoal?

A educação financeira pessoal é um conjunto de conceitos, hábitos e comportamentos que nos ajudam a lidar melhor com o dinheiro

Ter educação financeira pessoal significa lidar melhor com o dinheiro. Fonte: Pexels

 

A educação financeira é um conjunto de vários conhecimentos e práticas financeiras que melhoram nossa relação com o dinheiro e com a economia em geral.

Nesse sentido, ter educação financeira pessoal significa ter mais consciência financeira, saber fazer boas escolhas, conhecer oportunidades e riscos e estar atualizado com o que acontece na economia.

Além disso, para ser educado financeiramente, você precisa conhecer alguns conceitos importantes. Por exemplo, o que é a Taxa Selic, quem precisa ou não fazer a declaração de Imposto de Renda, como declarar, o que é a poupança, etc.

Enfim, em resumo, podemos dizer que a educação financeira é, na verdade, um hábito, um comportamento. Ao adotarmos ela para o nosso dia-a-dia, passamos a entender como o mercado funciona e passamos a ter uma relação melhor com nosso dinheiro.

Afinal, espera-se que, alguém com educação financeira consiga lidar bem com o que ganha e o que gasta.

 

Por que é importante aprender sobre educação financeira?

O dinheiro faz parte do nosso dia-a-dia, e isso ninguém pode negar. Até mesmo quem sempre diz que está sem grana, sabe que o dinheiro está presente em sua vida.

Dessa forma, aprender sobre educação financeira pessoal é importante pois ajuda a entender melhor o que fazer com seu salário, como cuidar para ter dinheiro até o final do mês e como fazer planos para o futuro.

Ou seja, ter conhecimentos de educação financeira é essencial para quem:

  • Busca um empréstimo ou financiamento. Pois permite que você faça escolhas mais inteligentes e saiba negociar com os bancos para conseguir condições melhores.
  • Quer mais segurança financeira. Afinal, você sabe como economizar para conseguir montar uma reserva financeira para emergências.
  • Deseja se aposentar de forma mais tranquila. Com as contas em dia, fica mais fácil economizar e investir para que, no futuro, você não precise contar apenas com o benefício do INSS para se aposentar.

Além disso, investir em conhecimento sobre finanças faz com que a gente adote hábitos financeiros mais saudáveis. 

 

Como colocar os conceitos de finanças pessoais em prática no dia-a-dia?

a educação financeira pessoal precisa fazer parte do nosso dia-a-dia

A melhor forma de ter educação financeira é manter-se informado. Fonte: Pexels

Muita gente pensa que ter educação financeira pessoal é algo para quem tem muita grana e salário elevado. No entanto, é aí que você se engana!

A educação financeira pode fazer parte do nosso cotidiano, independente de qual seja a nossa condição. Afinal, se conseguimos usar melhor nosso salário graças aos conhecimentos de finanças pessoais, ótimo, não é mesmo?

Por isso, para colocar em prática as coisas que já falamos até aqui, tenho algumas dicas:

  1. Tenha hábitos financeiros saudáveis. Ou seja, sempre gaste menos do que ganhe, anote tudo e controle para não fazer compras por impulso.
  2. Faça um planejamento: anote todo o dinheiro que entra e sai ao longo do mês. Assim você descobre onde está gastando e o que pode cortar para conseguir economizar.
  3. Nunca tome decisões precipitadas: sempre que quiser comprar alguma coisa, fazer um financiamento ou adquirir um novo crédito, avalie a necessidade e se você pode pagar.
  4. Tenha metas e objetivos: saiba exatamente para o que vai usar cada real seu. Sem metas fica muito difícil economizar.
  5. Mantenha-se informado. Essa é, sem dúvida, a dica mais importante. Afinal, ter educação financeira significa saber o que acontece na economia do país e até mesmo do mundo. Com essas informações, você pode se planejar melhor e começar a entender como as coisas que acontecem ao nosso redor nos afetam sim.

Agora, é sua hora de agir e colocar em prática nossas dicas e melhorar sua educação financeira pessoal!

Veja Também:



Está "bombando" na Internet:

Continue Lendo

Finanças Pessoais

Reserva de emergência flutuante: Saiba como criar uma

Jéssica Queiroz

Publicado

on




A reserva de emergência flutuante atualmente já considerada um passo fundamental para organização de orçamento 

Uma reserva de emergência comum é uma ferramenta de grande ajuda no desempenho financeiro de uma empresa ou até dentro de casa. No entanto, quando se aplica em reserva de emergência flutuante, os rendimentos e benefícios podem ser considerados muito maiores e melhores do que a reserva comum. Interessado? Então leia o artigo abaixo e descubra como criar uma 

Reserva de emergência flutuante x reserva de emergência comum 

Reservas de emergência

Imagem: Istock Photos

A reserva de emergência flutuante é um tipo de reserva cujo total pode sofrer variações com o tempo. 

Além disso, neste tipo de reserva, os valores ficam acima de uma reserva de emergência considerada comum. 

Neste tipo de reserva, existe um considerado o risco no nível de incerteza dos valores aplicados. 

Diferente de uma reserva de emergência comum que existe um valor fixo no qual os valores aplicados devem estar abaixo e não existe volatilidade no valor. 

Ou seja, o valor não sofrerá nenhum tipo de alteração, se manterá fixo conforme vão sendo aplicados. 

Como a reserva de emergência flutuante funciona? 

Imagem: Istock Photos

Essa reserva não funciona de forma tão diferente de uma reserva tradicional, no entanto, possui suas próprias peculiaridades. 

Ela não possui um valor considerado mínimo ou máximo. Todos os valores aplicados podem sofrer alterações constantes. Como se fosse uma aplicação na bolsa, com a diferença que não há risco de perdas. 

Vamos de exemplo. Uma pessoa que possui um salário de 3 mil mensais e bruto deseja começar uma reserva de emergência tradicional.

Neste caso, ela precisaria de um valor mínimo de 18 mil para compor essa reserva. No entanto, é preciso pensar no futuro, e se houver uma demissão? 

Sendo assim, essa pessoa decide que precisa juntar mais dinheiro, passando a somar um valor de 24 mil. 

Neste caso, a reserva que ele precisa realizar é a reserva de emergência flutuante, que possui um valor mínimo de 24 mil. 

Podendo ser observado que existe uma variação de 6 mil entre ambos os tipos de reserva. 

Saiba como a reserva de emergência flutuante pode ser utilizada 

Reserva de emergência flutuante

Imagem: Istock Photos

A única diferença entre a reserva de emergência flutuante, e a reserva tradicional, está no aumentativo de risco de cada reserva. 

Por isso, quando se nota que pode haver algum empecilho financeiro futuro, a reserva de emergência volátil é considerada a melhor esperança. 

No entanto, com relação a sua utilização, é considerada a mesma de uma reserva tradicional. Podendo ser utilizado para: 

  • Se preparar para uma crise econômica, como a pandemia, por exemplo;
  • Abrir um negócio próprio;
  • Emergências familiares;
  • Emergências de saúde;
  • Se prevenir em caso de possível demissão;

É possível investir nesse tipo de reserva? 

Imagem: Istock Photos

Sim, a reserva de emergência flutuante pode ser investida de forma segura para gerar uma maior rentabilidade futuramente. 

Entretanto, para realizar um investimento com essa reserva, é necessário ter mais recursos, caso haja um imprevisto grave. 

Quando os objetivos financeiros estiverem estabelecidos, é só escolher com sabedoria onde deseja investir esse montante. 

Esse tipo de montante flutuante é comumente investido em tesouros Selic, pois são considerados mais seguros e a rentabilidade pode ser maior e mais rápida. 

 

Veja Também:



Está "bombando" na Internet:

Continue Lendo

Finanças Pessoais

Previdência privada infantil: Tudo o que você precisa saber

Jéssica Queiroz

Publicado

on




A previdência privada infantil pode ser considerado um ótimo investimento para o futuro financeiro dos filhos 

Que a previdência privada existe, muitos sabem, afinal é um meio alternativo de conseguir aposentar com mais estabilidade financeira. Entretanto, o que poucas pessoas conhecem é a previdência privada infantil. Parece até inventado, mas realmente existe e é considerado uma ótima forma de garantir o futuro financeiro dos filhos 

Previdência privada infantil 

Previdência privada infantil

Imagem: Istock Photos

Calma, muito diferente do que o nome propõe, a previdência privada infantil não significa que a criança precisa se aposentar imediatamente. 

Esse tipo de “investimento”, visa principalmente o início da vida adulta, que começa entre os 18 e 21 anos. Neste caso, a previdência privada infantil poderá cobrir inúmeros gastos que vem com o início da vida adulta: 

  • Faculdade;
  • Intercâmbio;
  • Carro;
  • Emergências pessoais;
  • Viagens;

Sendo assim, esse tipo de previdência pode ser feito até mesmo antes da criança nascer. 

Para que dessa forma, os pais invistam dinheiro mensalmente para garantir um futuro sólido e financeiramente seguro para os filhos. 

Como esse tipo de previdência funciona? 

Imagem: Istock Photos

Na prática, a previdência privada infantil funciona como um tipo de investimento feito pelos pais, no entanto, é voltada a seus filhos menores de idade. 

Essa modalidade de investimento pode ser contratada por familiares que estejam ativamente envolvidos e autorizados legalmente na vida das crianças. 

Para a criação desse fundo, é necessário que o responsável realize contribuições mensais que podem ser gerenciadas pela instituição que desejarem. 

Além disso, os responsáveis ainda podem definir um prazo para que a contribuição continue sendo feita e o dinheiro seja retirado.  Quando o prazo de retirada chegar, o beneficiário possui duas opções. 

  • Resgate imediato;
  • Renda temporária;

Descubra porque realizar uma previdência privada infantil pode valer a pena

Previdência privada infantil

Imagem: Istock Photos

Essa modalidade de investimento é considerada bastante benéfica para o futuro dos pequenos. 

Essa é uma das principais razões do porque vale a pena investir na previdência privada infantil. 

No entanto, existem muito mais razões e motivos que fazem deste, um dos tipos de investimento que mais vale a pena fazer para o futuro dos pequenos. 

Acessibilidade de mensalidade 

Uma das grandes vantagens desse tipo de previdência está em torno das mensalidades a serem pagas. 

Assim como uma previdência privada comum, existem inúmeros tipos de planos de pagamento, com valores variados. 

O valor mínimo mensal é de R $30,00. Dessa forma, a contribuição pode ser feita com o que for possível, sem afetar o orçamento familiar. 

Reserva financeira 

Imagem: Istock Photos

Para que o futuro de uma criança possa ser financeiramente estável e assegurado, a previdência privada infantil também funciona como uma reserva financeira. 

Sendo assim, os valores investidos podem ser retirados sempre que houver uma necessidade considerada emergencial.

Benefícios flexíveis 

Esse tipo de previdência garante liberdade para os titulares na hora de escolher o quanto o benefício pode render. 

Dessa forma, o beneficiário, ao completar a maioridade, poderá escolher se deseja continuar investimento ou se irá resgatar o dinheiro investido. 

Essa flexibilidade garante que o dinheiro esteja sempre disponível para ajudar com as despesas.

Veja Também:



Está "bombando" na Internet:

Continue Lendo

Finanças Pessoais

Certificações financeiras podem ser vantajosas

Jéssica Queiroz

Publicado

on




Certificações financeiras são capazes de qualificar e habilitar um investidor para que ele opere de forma mais segura no mercado 

As certificações financeiras podem ser ótimas oportunidades de negócios para quem está pensando em começar a investir. Além disso, até mesmo para investidores que já atuam nesta área a muito tempo, investir neste tipo de certificação somente garantirá conhecimento para investimentos futuros mais rentáveis e responsáveis. 

Certificações financeiras: O que são? 

certificações financeiras

Imagem: Istock Photos

Aqueles que são aprovados em exames técnicos em qualquer área de finanças, garantem a certificação financeira. No entanto, não é um tipo de certificação destinada apenas a quem possui algum tipo de curso. 

Muito pelo contrário, para obter essa certificação, basta que o interessado possua conhecimento o suficiente para acertar a quantidade mínima de respostas para ser certificado. 

Entretanto, é necessário ter ou garantir algum tipo de conhecimento em finanças, investimento e até mesmo economia. 

Por isso, para investidores de primeira viagem, estudar e buscar certificações financeiras pode ser uma vantagem antes de começar a investir. 

As certificações financeiras são necessárias para a realização de investimento? 

Imagem: Istock Photos

Na verdade, não. Investidores profissionais ou iniciantes podem começar a investir como e quando quiserem, mesmo sem nenhum tipo de certificação. 

Todavia, existem aquelas profissões que só podem ser exercidas se o indivíduo possuir algum tipo de certificado, como a certificação financeira ou:

  • CPA 20;
  • CPA 10;

Para os investidores, estudar e obter essa certificação garante investimentos mais seguros e de maior rentabilidade. 

Um investidor que começa a investir em qualquer tipo de ativo e a qualquer momento, se não souber o que está fazendo, pode perder dinheiro. 

Entretanto, o investidor iniciante que busca conhecimento e comprova este conhecimento através de uma certificação financeira, garante bons resultados até mesmo em sua primeira aplicação. 

Tipos de certificações financeiras disponíveis no mercado 

Certificações financeiras

Imagem: Istock Photos

Quem deseja se aventurar no mercado das finanças, entretanto, busca adquirir conhecimento e certificação, o mundo moderno só tem a contribuir. 

Atualmente é possível encontrar inúmeros tipos de cursos e certificações financeiras para se especializar antes de realizar qualquer tipo de atividade. Algumas das mais utilizadas são:

CPA 10 

A CPA 10 significa Certificação Profissional Anbima de série 10. É um dos tipos mais procurados e tem como foco principal pessoas que trabalham em prospecção e vendas. 

Para conseguir essa certificação, é necessário acertar no mínimo 70% das 50 questões exibidas na prova. 

CPA 20 

Imagem: Istock Photos

A certificação profissional Anbima de série 20 também é uma das mais procuradas. Essa certificação financeira é oferecida pela ABEMFC (Associação Brasileira das Entidades do Mercado Financeiro e de Capitais). 

O foco maior para esse tipo de certificação são profissionais da área de distribuição de produtos de alta renda. 

Dentre 60 questões, é preciso acertar um mínimo de 43 perguntas para conseguir a certificação. 

CEA 

A Certificação de Especialistas em Investimentos, é mais específica e voltada para praticantes do mercado de investimento e ações. 

O foco desse tipo de certificação financeira é em profissionais responsáveis por assessorar gerentes de contas de pessoas físicas que realizam investimentos. 

Para conseguir essa certificação, é necessário que o profissional acerte no mínimo dois módulos de questões incluídos em 60 perguntas. 

Veja Também:



Está "bombando" na Internet:

Continue Lendo

Title

Selic Banco Central Selic Banco Central
Economia14 minutos atrás

Selic: Banco Central sobe juros para 7,75%

O mercado já esperava uma alta da Selic e ela veio conforme o esperado. O aumento da taxa Selic foi...

Ibovepa Ibovepa
Investimentos3 horas atrás

Ibovespa: à espera da Selic, índice fica de lado

O Ibovespa ficou de lado hoje, à espera da definição das taxas e juros na economia brasileira. A nova Selic,...

Ciro Gomes Petrobrás Bolsonaro Ciro Gomes Petrobrás Bolsonaro
Política4 horas atrás

Ciro Gomes critica a política de privatização da Petrobrás

Em mais uma de suas fortes declarações, o presidenciável Ciro Gomes se manifestou em sua rede social, se colocando contra...

Selic dólar banco central Selic dólar banco central
Economia7 horas atrás

Selic e dólar: o que podemos esperar daqui em diante?

O Banco Central, através do COPOM, falará ao mercado qual a nova taxa básica de juros do Brasil, a Selic....

exportação de carne exportação de carne
Economia8 horas atrás

Exportação de carne: por que a China barrou o Brasil?

Desde o dia 4 de setembro, a China barrou a entrada de carnes provenientes do Brasil. Com isso, a exportação...

10 fundos de investimentos que mais renderam no C6 Bank 10 fundos de investimentos que mais renderam no C6 Bank
Investimentos9 horas atrás

10 fundos de investimentos que mais renderam no C6 Bank

Diante das incertezas no cenário político-econômico e da alta da taxa básica de juros (a Selic), muitos investidores estão aumentando...

EURP11 EURP11
Renda Variável24 horas atrás

EURP11: investindo na Europa pela B3

Se você pensou que não podia investir no mercado europeu, está enganado, pois o EURP11 serve justamente para isso. Da...

Ibovespa Ibovespa
Investimentos1 dia atrás

Ibovespa fecha em queda com dados da inflação

O Ibovespa fechou mais uma vez em queda. Hoje, os motivos do mercado para as fortes vendas ficaram a sob...

CPI da Covid Bolsonaro CPI da Covid Bolsonaro
Política1 dia atrás

CPI da Covid mira Bolsonaro e outros políticos

A CPI da Covid votou, nesta terça-feira (26), o relatório final da comissão e solicitou o afastamento do presidente Jair...

99Pay lança cashback com pagamento em bitcoin 99Pay lança cashback com pagamento em bitcoin
Moedas e Câmbio1 dia atrás

99Pay lança cashback com pagamento em bitcoin

A 99Pay, carteira digital do app de transporte 99, anunciou que vai incluir em sua plataforma um sistema que permite...

Mais lidos