Connect with us

Bancos

XP Investimentos compra banco Modal

Publicado

on

Na mesma semana em que anunciou a compra da Suno, casa de análise, a XP Investimentos informou ao mercado que comprou o Banco Modal por um valor superior à cotação anterior do ativo. A ideia da XP é entrar no setor de bancos de varejo, mesma estratégia adotada pelo Modal nos últimos meses. A compra avalia o Banco Modal em R$3 bilhões, valor maior que a cotação das ações MODL11 no dia 06.

Segundo a nota divulgada, a compra será feita através da troca de ações. Apesar disso, a aquisição da XP é de 100% do banco Modal. Na manhã de hoje, as ações da XP e da Modal subiam em suas bolsas.

Compra relâmpago

A XP anunciou que, em menos de um mês de negociações, chegou a um acordo sobre a compra de 100% do Banco Modal. Segundo fontes do Valor Econômico, a empresa, que agora é parte do grupo XP, era desejo de outros grandes players do mercado, como o TC, antigo TradersClub. Por outro lado, as empresas afirmam que a rapidez do negócio seria para evitar vazamentos de informações.

Anteriormente, em novembro do ano passado, o Modal começou a conversar com o TC sobre uma parceria estratégica. A ideia era juntar os mais de 500 mil clientes do TC à corretora ModalMais, uma importante corretora de valores do Brasil. Durante os dois meses de conversa, o TC chegou a contratar o banco BR Partners para que procurasse uma corretora para firmar a parceria. Contudo, analistas afirmam que houve demora na negociação e que, com isso, a XP conseguiu entrar no meio e fazer uma proposta irrecusável.

publicidade

O Banco Modal cresceu como um banco de atacado, atendendo apenas empresas. Apesar disso, por estratégia, a empresa decidiu se voltar ao setor de varejo, concorrendo diretamente com grandes nomes, como Itaú, Bradesco, Nubank e muitos outros.

Foto: Banco Modal | Reprodução

A avaliação da XP

A compra do Banco Modal pela XP resulta em uma avaliação de R$3 bilhões do banco. O valor é 50% acima da cotação do dia 6, que avaliava o Modal em R$1,96 bilhão. Além disso, vale lembrar que as ações do banco derreteram desde seu IPO, em abril de 2021, mais de 50%. Com isso, outros bancos acionistas, como o Credit Suisse, também estavam no prejuízo.

Por isso, a compra da Modal pela XP foi um excelente negócio para todos. Para a XP, aumenta-se o leque de serviços e empresas gerando caixa. Contudo, na Modal, fazer parte de uma empresa maior permite abrir o seu nome para o mundo, captar novos clientes e ganhar mais com isso. Já para o Credit Suisse, a recompensa vem em participações na XP, que é uma empresa mais sólida que o Banco Modal.

Na Nasdaq, a XP vale US$ 15,14 bilhões. A empresa terá que se desfazer de apenas 19,5 milhões de ações classe A ou BDRs, dando aos acionistas do Modal cerca de 3,5% da empresa. Na proporcionalidade, os acionistas atuais do Modal terão 1,95% da XP e o Credit Suisse, que detinha 15,8%, fica com 0,55% da XP. Em nota, a XP ainda criticou o que especialistas chamaram de concentração de mercado. A empresa disse, em nota, que XP e Modal, juntos, detém 3,8 milhões de clientes, enquanto os cinco maiores bancos têm 457 milhões.

publicidade
publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.