Connect with us

Sem categoria

Veja dicas de como não cair em golpes do PIX

Publicado

on

Com o passar do tempo, o PIX vem sendo uma ferramenta muito utilizada, devido a sua forma instantânea de pagamento. Devido a sua alta difusão na sociedade, muitos criminosos procuram a ferramenta para realizar golpes, como assaltos e sequestros em que a vítima é obrigada a fazer transações bancárias.

Nas redes sociais, muita gente tem alertado sobre os comprovantes de PIX agendados. Após usufruírem de determinado serviço ou produto, os golpistas cancelam o pagamento. A tática é bastante simples: em vez de fazer a transferência, o golpista agenda o pagamento para um tempo depois, antes da data, cancela a operação. Quem vende acaba por desventura não checa as informações de pagamento termina por cair em um golpe.

Detalhes do golpe do PIX agendado

Em muitos casos, quando o comprovante é enviado por meios eletrônicos, como WhatsApp, o golpista busca alterar a imagem para tentar esconder informações do agendamento. Com alguns softwares simples de edição, é fácil apagar os trechos de informações como hora e data que o dinheiro vai realmente cair na conta.

“Pix agendado é como um ‘cheque pré-datado’ moderno e padece do mesmo mal: ele pode ser cancelado. Então, se a pessoa ou estabelecimento está aceitando Pix como forma de pagamento, deve-se tomar as devidas precauções até mesmo para cobrar o valor acordado por outros meios”, afirma Waldo Gomes, da Netsafe Corp, empresa especialista em segurança digital.

publicidade

Segundo o professor do curso de Defesa Cibernética da Faculdade Impacta, Mathias Naganuma, a maioria dos golpes com Pix não é muito complicada de perceber e acaba acontecendo por falta de atenção de quem vai receber o dinheiro. “Temos muita inclusão digital e pouca educação digital. Geralmente, esses golpes não são sofisticados. O descuido acaba sendo do usuário”, alerta.

Como se proteger deste golpe?

Caso você esteja com pressa, ou sem acesso à sua conta do banco no momento, o comprovante do Pix também pode dar pistas se ele é verdadeiro ou falso. Veja a seguir algumas informações que devem constar no comprovante do Pix:

Número de ID ou transação;
Valor da transação;
Data e hora que será realizada a transferência;
Descrição da transação;
Informações do destinatário;
Informações do pagador.

Se alguma dessas informações não constarem no comprovante ou se lhe parecer estranho, desconfie do comprovante e verifique em sua conta se realmente o dinheiro foi transferido via Pix.

A transferência por Pix é segura?

De acordo com especialistas, o Pix é uma ferramenta segura e que tem evoluído constantemente para facilitar ainda mais as transações bancárias. Waldo Gomes informa que a maioria dos golpes não está relacionada a problemas com a ferramenta, e sim com a forma de enganar as pessoas com informações falsas, que podem passar despercebidas.

publicidade

Em relação ao agendamento do Pix, o Banco Central fez alterações no sistema no início do ano para que fique claro quando a transferência não foi agendada e não caiu na conta de quem irá receber. Deste modo, com a nova alteração, o valor fica retido nos sistemas internos e, geralmente, aparece como lançamentos futuros da conta.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.