Connect with us

Economia

Trabalhar como freelancer ou CLT: veja o que vale mais a pena

Publicado

on

De um lado temos as pessoas que preferem estar empregadas em regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e, do outro lado, temos aqueles que preferem atuar como freelancer. Mas, o que vale a mais a pena? Trabalhar como freelancer ou CLT? Veremos a seguir aqui no Brasil 123.

Enquanto as pessoas empregadas sob as condições da CLT buscam a estabilidade que o mercado de trabalho formal proporciona, o freelancer busca a liberdade que a realização de serviços pagos sob demanda oferece.
Portanto, veja o que vale mais a pena: trabalhar como freelancer ou CLT, logo abaixo:

O que vale mais a pena? Freelancer ou CLT?

Para saber o que vale mais a pena, é preciso conhecer melhor as duas modalidades, pois enquanto o freelancer é um profissional que realiza serviços que são pagos por demanda. Assim, uma pessoa pode ter vários contratos com diversas empresas e negócios e uma das vantagens desses profissionais é o controle total sobre suas atividades.

Além disso, o freelancer possui muita flexibilidade e opções variadas, portanto, pode organizar melhor suas tarefas de acordo com os horários que pode realizar as atividades.

publicidade

Além disso, essa função está crescendo. Sobretudo porque a alta taxa de desemprego tem feito com que as pessoas busquem maneiras de monetizar na internet. Além disso, a insatisfação com as regras do CLT faz com que esses indivíduos busquem outras opções e atuar como freelancer é uma delas.

Então, já que citamos o CLT, saiba que esse é o regime mais popular de trabalho, visto que as pessoas ainda buscam vagas de emprego no mercado de trabalho formal por causa da estabilidade e direitos que são garantidos por lei.
Então, veja abaixo as vantagens e as desvantagens de cada modelo e decida o que vale mais a pena: CLT ou freelancer.

É preciso conhecer melhor as duas modalidades o que vale mais a pena – Reprodução AdobeStock

Vantagens e desvantagens de trabalhar como CLT ou freelancer

Como foi dito, um freelancer tem mais liberdade e autonomia para escolher o local de trabalho, o tempo do exercício. Por isso, não precisa estar no ambiente de trabalho para realizar suas atividades, assim como acontece no regime CLT.

Além disso, o freelancer faz sua própria carga horária, afinal, como ele trabalha sob demanda e recebe de acordo com um contrato estabelecido entre ele e o cliente, esse profissional pode escolher quando deseja trabalhar, desde que consiga atingir o prazo de entrega combinado.

publicidade

Segundo a legislação, o freelancer tem direito a 13° salário e férias, dependendo da carga horária exercida. Assim, o seu FGTS deve ser recolhido pela empresa que contrata seus serviços.

Sendo assim, saiba que é importante estar atento à dinâmica do mercado de trabalho informal, pois as demandas podem oscilar e a receita pode diminuir.

O CLT tem seu salário garantido no final do mês, além dos direitos garantidos pela lei como férias, 13° salário, FGTS, entre outros benefícios. No entanto, as pessoas empregadas em regime CLT precisam cumprir horários estipulados em contrato com a empresa contratante.

O post Trabalhar como freelancer ou CLT: veja o que vale mais a pena apareceu primeiro em Brasil123.

publicidade
publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy