Connect with us

Economia

Tesouro Prefixado: com atual Selic, é hora de investir nele?

Publicado

on

No fim da tarde dessa quarta-feira, 15, o Banco Central do Brasil aumentou a taxa básica de juros. Anteriormente em 12,75%, agora a Selic subiu 0,5 ponto percentual, o que deixou a taxa em 13,25% ao ano. Apesar disso, a entidade disse que aumentará a taxa mais uma vez. Com isso, será que é a hora certa para comprar o Tesouro Prefixado?

Para responder essa pergunta, ouvimos a opinião de alguns especialistas. Vale lembrar que o Tesouro Prefixado é para investimentos de maior prazo, mesmo que todos possam investir normalmente. Além disso, o valor para começar é bastante baixo e pode ser totalmente gratuito em algumas corretoras.

Por que o Tesouro Prefixado?

Analistas em investimentos seguem uma receita pronta quando se trata de renda fixa. Isso porque existem dois possíveis cenários para a taxa básica de juros, a Selic, que determina como os investidores se comportarão. Diante disso, é preciso entender os movimentos dessa taxa para entender se vale a pena investir no Tesouro Direto.

Quando a taxa Selic está em um momento de alta, investidores buscam investir em ativos ligados à Selic, como o Tesouro Selic. Por outro lado, uma Selic em alta também pode significar um momento de inflação alta. Dessa forma, o cenário também é propício para que você invista em Tesouro IPCA. Por outro lado, quando a taxa está em momento de queda, o ideal é investir em Tesouro Prefixado.

publicidade

Isso porque é nesse momento que as taxas desse produto estão mais altas. Assim, o ideal é que você compre o Tesouro Prefixado quando a Selic estiver no ponto mais alto, antes de o Banco Central começar a abaixá-la. Contudo, na prática é difícil prever quando isso acontecerá com exatidão.

Tesouro Prefixado pode dar retornos de até 13% ao ano. Foto: Unsplash

Vale a pena agora?

Na reunião dessa quarta-feira, 15, o Banco Central deu uma mensagem direta: “para a próxima reunião, o Comitê antevê um novo ajuste, de igual ou menor magnitude”. Ou seja, isso quer dizer que a taxa de juros do Brasil irá para 13,75% ou menos. Na prática, esse reajuste começa a dar sinais de que está chegando ao fim, mas esse cenário pode mudar a qualquer momento. E isso afeta o seu investimento em Tesouro Prefixado.

Isso porque as notícias do mês de julho podem acalmar os ânimos da economia. Com isso, na próxima reunião, o COPOM pode não fazer nenhum reajuste para cima, mantendo a mesma taxa. Em outras palavras, se não estamos no topo da taxa de juros, podemos afirmar que estamos próximo dele. Diante disso, analistas acreditam que é uma excelente oportunidade para começar a comprar o Tesouro Prefixado.

Contudo, é preciso começar com calma. Isso porque os juros podem aumentar, o tornará a taxa do Tesouro Prefixado ainda mais atrativa no futuro. Por isso, a recomendação é começar a comprar de forma lenta e esperar a próxima reunião, que acontecerá nos dias 2 e 3 de agosto. Se nessa reunião a taxa aumentar mais um pouco, pode ser a última vez que isso acontecerá esse ano. Dessa forma, a recomendação do Tesouro Prefixado valerá até, pelo menos, setembro.

publicidade

Vale lembrar que, no mundo dos investimentos, é preciso diversificar entre diversos ativos. Por isso, evite comprar apenas o Tesouro Prefixado, mas dê prioridade para ele na hora de investir.

O post Tesouro Prefixado: com atual Selic, é hora de investir nele? apareceu primeiro em Brasil123.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.