InícioBancosTaxa Selic aumentou, quais as consequências?

Taxa Selic aumentou, quais as consequências?

O COPOM aumentou a Taxa Selic de 2,75% para 3,5% ao ano. Mas na prática o que isso significa? Se você tem essa dúvida, ou outras como qual o melhor lugar para investir agora? Como acontece esse processo? Não deixe de acompanhar este texto em que explicamos tudo.

COPOM e Taxa Selic

COPOM é a sigla para Comitê de Política Monetária. Este é um órgão do Banco Central. O responsável por definir, dentre outras coisas, a taxa de juros do Brasil. E esta justamente é a Taxa Selic. Em outras palavras, a Selic pode ser chamada de Taxa de Juros.

Na prática, com o aumento da Taxa Selic fica mais caro pegar dinheiro emprestado. Mas também investimentos em renda fixa se tornam mais rentáveis! 

Por que houve o aumento?

O Banco Central realizou este aumento na Taxa Selic para tentar conter a inflação. Com juros mais altos a população tende a comprar menos. Menos compras fazem o preço dos produtos caírem. A queda dos preços diminui a inflação.

Nos últimos 12 meses a inflação subiu 6,10%. Esse valor já é acima da meta para o ano. Existem diversos motivos para este cenário e você pode conferir nesta matéria.

O Banco Central deve se reunir novamente dentro de 45 dias. Nesta reunião será decidido se a Taxa Selic deve subir novamente ou diminuir. Especialistas apontam que não deve haver uma melhora significativa na inflação. Por isso, a Taxa deve subir novamente.

Como isso impacta o cidadão comum

A esperança do Banco Central com o aumento da Selic é diminuir a inflação. O objetivo de diminuir a inflação é aumentar o poder de compra dos cidadãos e fazer a economia voltar aos eixos.

Na prática, para frear o aumento da inflação, e com isso o aumento do preço de diversos produtos, o Banco Central precisa diminuir o consumo da população por um período. Sendo assim, quando existem muitos produtos no mercado e poucas pessoas consumindo os preços caem. Essa é a lei da oferta e da demanda.

Mas o cidadão comum também pode tirar proveito da alta da Selic. É possível encontrar investimentos vantajosos e obter um retorno financeiro.

Investimentos bons para o momento

Especialistas recomendam o investimento em títulos públicos. Primeiramente iremos falar do Tesouro IPCA. Essa modalidade do Tesouro Direto tem como base para seu rendimento o valor da inflação. Por isso, o Tesouro IPCA sempre fica acima da inflação e seus rendimentos são garantidos.

O seu dinheiro render menos que a inflação em investimentos é uma grande desvantagem. Uma vez que na prática o preço dos produtos está aumentando mais rápido do que o valor de seus investimentos. Por isso o Tesouro IPCA é uma boa pedida. A garantia de que seu dinheiro não será desvalorizado é somada com um rendimento alto puxado pela inflação em ascensão.

Procure evitar investimentos pré fixados neste momento. Uma vez que rendimentos atrelados à Taxa Selic ou a inflação podem se tornar mais vantajosos no cenário atual.

Leia Também

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS LIDOS