Connect with us

Sem categoria

Tarifa Social: Veja como receber desconto de 65% na conta de luz

Publicado

on

Tarifa Social liberada. A conta de luz tem sido uma das faturas mais caras dos brasileiros. Todavia, há um projeto da Equatorial Energia que está com inscrições abertas para ajudar a população de baixa renda diminuindo os gastos.

Antes de mais nada, o E+ Comunidade contemplará pessoas de diversos municípios do Pará, possibilitando a entrada facilitada na TSEE (Tarifa Social de Energia Elétrica). Em suma, o programa concede uma redução de até 65% na fatura de energia elétrica.

Ademais, o novo projeto dá dicas a população acerca da diminuição do consumo de energia entre outros serviços, como: troca de lâmpada, poda de árvore, negociação de dívidas e outras possibilidades.

Quem pode se inscrever na Tarifa Social?

Finalmente, para ser atendido pela TSEE, os cidadãos interessados devem cumprir os seguintes requisitos:

publicidade

Ser deficiente e beneficiário do BPC (Benefício de Prestação Continuada); ou
Ser idosos com 65 anos ou mais;
Compor família inscrita no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal);
Ter renda familiar mensal por pessoa igual ou inferior a meio salário mínimo (R$ 606); ou
Ter renda bruta mensal de até três salários mínimos (R$ 3.363), tendo um membro da família portador de doença ou com deficiência grave precisando de uso permanente de aparelhos elétricos para tratamento.

Seja como for, vale ressaltar que os descontos do programa variam entre 10% e 65%, de acordo com a quantidade de quilowatts/hora consumidos pela residência no respectivo mês. A intenção é atender cerca de 88 mil famílias paraenses.

Atualmente, confira as cidades que ainda não fizeram as inscrições mas podem conseguir o desconto.

Marituba;
Santa Izabel;
Cametá;
Itaituba.

Bandeiras de energia elétrica

Portanto, as bandeiras são acionadas nas faturas de energia elétrica conforme o contexto em que o país ou a região está vivenciando, além, é claro, do consumo por parte dos cidadãos.

publicidade

Sob o mesmo ponto de vista, veja a seguir como funciona a cobrança adicional na conta de luz para cada tipo de bandeira:

Bandeira verde: aplicada em condições favoráveis de energia, sem nenhum tipo de acréscimo;
Amarela: aderida em condições menos favoráveis de geração de energia, acréscimo de R$ 1,874 por 100 kWh consumidos;
Vermelha: quando acontece a ligação das térmicas, ou seja, condições mais custosas para a geração de energia, acréscimo fixo de R$ 3,971 e outro de R$ 9,492 por cada 100 kWh consumidos;
Escassez Hídrica: a mais cara do sistema, aderida em condições extremas, acréscimo de R$ 14,20 por cada 100 kWh consumidos.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.