InícioFinanças PessoaisSalário Líquido: Entenda suas diferenças e como calcular

Salário Líquido: Entenda suas diferenças e como calcular

Salário Líquido é muito importante na vida de quem deseja ou faz algum tipo de planejamento financeiro

Dentro de um planejamento financeiro são calculados todos os tipos de salários, seja ele líquido ou bruto. Muitas pessoas acham que são a mesma coisa, no entanto, existe a diferença entre os valores entre o salário líquido e o salário bruto. Entenda um pouco mais abaixo:

Salário Líquido: O que é?

Salário Líquido

O salário líquido é o valor do salário que um empregado recebe logo após serem efetuados todos os descontos de remuneração.

O total da remuneração total é conhecido como salário bruto, que não envolve nenhum tipo de desconto.

Salário líquido e salário bruto: principais diferenças

Apesar de funcionarem de formas diferentes, muitas pessoas ainda costumam confundir esse cálculo de valor final de salário.

Receber o salário no final do mês e perceber que não é o valor acordado na contratação ainda assusta muitos trabalhadores.

Por essa razão é importante saber qual a principal diferença entre os dois para que não haja nenhuma surpresa.

Apesar de serem distintos, não existe tanta diferença, o que distingue ambos os salários é a incidência de descontos existentes na lei trabalhista.

Sendo assim, o salário líquido é o valor bruto após a subtração de valores de desconto obrigatórios. Dentro do salário bruto estão inclusos:

  • Remuneração de acordo com o contrato e carteira de trabalho;
  • Gratificações de função;
  • Todas as comissões que foram pagas;
  • Horas extras realizadas;
  • Auxílio alimentação pago em dinheiro;

A soma desses atributos constitui no valor bruto do salário de um funcionário. No entanto, com a subtração de taxas e tributos como:

  • INSS;
  • IRRF;
  • FGTS;

Neste caso, o valor restante passa a ser considerado e chamado como salário líquido.

Descontos do salário bruto

Existem alguns descontos considerados os mais comuns no salário bruto de um trabalhador de carteira assinada que possui todos os direitos.

Os mais comuns são: INSS, previdência social e FGTS. No entanto, existem outros, como:

  • Auxílio-doença;
  • Salário-maternidade;
  • Aposentadoria;
  • Pensão para dependentes;

O valor a ser descontado tem o direito de ser reajustado anualmente caso seja da vontade do empregado ou empregador.

Normalmente, nenhum desses benefícios (e outros) são obrigatórios. O funcionário possui todo o direito de escolher se deseja tê-los.

Sendo assim, os descontos no salário bruto podem acontecer ou não. Caso haja, o valor final será considerado o salário líquido com todos os descontos.

Saiba como calcular o salário líquido

Salário Líquido

Antes de começar a calcular o salário líquido é importante ter algumas importantes informações em mãos, como:

  • Valor bruto do salário;
  • Valor de contribuição ao INSS;
  • Tributos de pagamento de títulos de IRRF;
  • Descontos acordados na carteira de trabalho;
  • Benefícios e vantagens;

Após ter o valor de todas essas informações, o funcionário deve realizar o seguinte cálculo:

  • Salário líquido = salário bruto – valor de contribuição ao INSS – tributos de pagamentos de títulos de IRRF – Descontos acordados na carteira de trabalho + vantagens e benefícios

O valor final de todo esse cálculo é equivalente ao salário final que o funcionário deve receber na data de pagamento.

 

 

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS LIDOS