InícioMoedas e CâmbioReal fraco: além do dólar outras moedas mais caras

Real fraco: além do dólar outras moedas mais caras

O dólar está com a cotação de R $5,35 na data de hoje. No começo da pandemia o dólar estava sendo vendido por R$ 4,00. O principal motivo da desvalorização do real é a crise causada pela pandemia e a dificuldade de recuperação do Brasil. O real é a sexta moeda que mais desvalorizou no mundo em 2020. 

Mas a desvalorização do real não aconteceu apenas em relação ao dólar. A moeda de países vizinhos com a do Chile e Bolívia estão mais caras para o Brasil. Confira nosso artigo sobre o tema.

Moedas que subiram o valor em relação ao real

Muitas destas moedas ainda não passaram o Real em valorização. Em outras palavras, com um Real é possível comprar mais do que uma unidade destas moedas. No entanto, ao longo de 2020 o Real tem perdido seu valor, enquanto essas moedas vêm ganhando.

O Renminbi, moeda chinesa, atualmente pode ser comprado por R$ 0,83. Mas em Janeiro de 2020 o valor desta era de R$ 0,60. Ou seja, está ficando mais caro comprar moeda chinesa no Brasil.

O Euro, moeda que historicamente já é mais cara que o Real, também teve aumento na pandemia. O valor cresceu cerca de 44% em um ano. Ainda na Europa a Libra, da Inglaterra, também aumentou o valor em 41,3%.

E as moedas da América Latina também se valorizaram frente ao real. O Peso Chileno teve alta de 42,8%. O Boliviano aumentou 34,4% e agora é vendido por R$ 0,78, em comparação aos R$ 0,60 do começo de 2020. 

Colômbia, Uruguai e Peru também apresentaram aumento significativo em suas moedas em relação ao Real. Por outro lado, a Argentina foi um dos poucos países da América Latina em que o Real ficou mais caro. Demonstrando assim uma situação econômica mais fragilizada.

Impacto da desvalorização do real

Talvez o impacto mais direto seja o aumento do preço de produtos estrangeiros no Brasil. Sendo assim, essa alta pode ser sentida em eletrodomésticos, produtos de informática e até mesmo em alimentos.

Viagens para o exterior também ficam mais caras neste cenário. Além disso, o poder de compras no exterior diminuiu. Se antes era um costume para os brasileiros gastar tranquilamente nos países vizinhos, devido a alta do Real, agora essa prática está se tornando mais cara.

Previsão de melhora

Não há ainda a previsão de um cenário onde o Real recupere todas as perdas que já passou. A melhoria do cenário dependerá de diversos fatores, inclusive macroeconômicos. Dentre estes estão a retomada das economias depois da pandemia. O que no Brasil vêm acontecendo de forma muito lenta.

Outros motivos para a desvalorização do real é o nível de endividamento estar muito acima dos outros países emergentes. Assim como os juros brasileiros estarem mais baixos em comparação com outros países de mesmo perfil.

Em conclusão, a estabilidade política nacional também é um fator agravante. Uma vez que isso tira a confiança dos investidores no país e com isso não possibilita o retorno da economia nacional.

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS LIDOS