InícioBancosPix: Veja dicas para se proteger de golpes

Pix: Veja dicas para se proteger de golpes

O Pix tem se tornando cada vez mais um grande alvo de golpistas, prejudicando os usuários

O Pix se tornou um dos meios de transferência instantânea mais usados no país. Seu sistema de funciona oferece políticas de privacidade e um sistema considerado fácil de usar. No entanto, apesar de considerado seguro, muitas pessoas vêm sofrendo golpe no Pix, pois ainda não sabem como se protegerem

O que é Pix?

Pix

O Pix é um sistema brasileiro de transferência monetária eletrônica instantânea.

Esse sistema foi totalmente desenvolvido e gerido pelo Banco Central, sendo mais avançado que o TED e o DOC.

O sistema Pix também permite que sejam feitas transferências através de aplicativos de pagamento.

Como se proteger de golpes no Pix?

Pix

O Pix se tornou um sistema de pagamento muito usado no Brasil por todos os tipos de usuários de bancos e agências.

Apesar de ser um sistema considerado muito mais seguro que outros tipos de transferência, o Pix também vem sendo alvo de golpistas.

Com 24 horas do lançamento do sistema de transferência instantânea, foram identificados 30 domínios fraudulentos.

Para evitar que o Pix seja um alvo fácil para fraudadores, é importante seguir alguns critérios de segurança:

Autenticar dois fatores no Pix

Uma das portas facilitadoras para que fraudadores consigam ter acesso ao Pix é através do celular do usuário.

Para evitar que isso aconteça, é importante realizar uma autenticação de segurança no próprio celular.

Além disso, essa autenticação também pode ser feita no aplicativo do banco onde o Pix está cadastrado.

Essa autenticação de dois fatores pode ser feita através de:

  • Verificação facial;
  • Verificação digital;
  • Padrão de segurança;

Verificar a política de segurança do Pix

Os bancos possuem várias medidas de segurança para que o serviço de pagamento instantâneo possa ser disponibilizado aos clientes.

É importante que os usuários estejam sempre atentos e leiam a política de segurança antes de realizar o cadastro.

A verificação da política de segurança pode identificar se as informações contidas ali condizem com o processo de cadastramento e uso do Pix.

Conferir todos os dados

As transações feitas através do serviço instantâneo acontecem em 10 segundos, de acordo com o Banco Central.

Por isso, é necessário conferir todos os dados informados antes de concluir a transação.

Ter atenção com as chaves

Inúmeros tipos de chaves podem ser cadastrados em vários bancos diferentes.

Por isso, é importante saber qual chave pertence a qual banco. Desta forma, evita que o dinheiro caia em contas erradas.

Antes mesmo de passar a chave Pix para alguém, é importante conferir se ela pertence ao banco para onde a transação deve ser feita.

Utilizar QR code dinâmico do

Pix

O sistema de transação monetária instantâneo oferece várias maneiras de realizar transações.

Algumas das mais comuns e utilizadas é a transação através de QR code e QR code dinâmico.

Na transação através do QR code, é necessário preencher apenas o valor a ser passado.

Sendo assim, é importante que o cliente comece a conferir todos os dados antes de preencher e repassar o valor.

 

 

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS LIDOS