Connect with us

Direitos do Trabalhador

Novo abono salarial PIS/Pasep será pago ainda este ano? Veja

Publicado

on

Até 2020, o pagamento do abono salarial PIS/Pasep era realizado dentro de dois anos, sendo a partir do julho de um respectivo ano até junho do ano seguinte. No entanto, em 2021 o benefício não foi repassado.

O benefício não foi disponibilizado no ano passado em razão de o Governo Federal ter decidido transferir os recursos para o pagamento do PIS/Pasep a um programa de contenção econômica. Dessa forma, o abono salarial referente ao ano-base 2020 só foi pago este ano.

Devido ao atraso na distribuição do benefício, muitos trabalhadores acreditam que haverá um novo pagamento do PIS/Pasep ainda este ano, neste caso, referente ao ano-base 2021.

NUBANK lança novo programa de educação financeira GRATUITO no aplicativo

publicidade

Haverá uma nova rodada do PIS/Pasep ainda este ano?

Até o momento, não há nenhuma outra previsão de pagamento do abono salarial para este ano. Portanto, o repasse do abono salarial ano-base 2021 está cotado para o próximo ano.

Todavia, é importante salientar que a sistemática de pagamento do benefício também foi alterada. Agora, o abono salarial é distribuído em um mesmo ano, ou seja, a partir do primeiro semestre.

Como consultar o PIS/Pasep?

O trabalhador pode consultar se terá direito ao PIS/Pasep pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital, disponível para Android e iOS, ou pela central telefônica Alô Trabalho, no número 158.

Além disso, caso queiram, é possível consultar nos canais de atendimento do banco em que recebe o benefício: Veja:

Para quem recebe o PIS (trabalhador de empresa privada)

publicidade

No Aplicativo Caixa Trabalhador;
No site da caixa;
Pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207.

Para quem recebe o Pasep (servidor público)

Pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas);
0800 729 0001 (demais cidades);
0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Dinheiro esquecido: Trabalhadores têm R$1.100 do PIS/PASEP para saques

Trabalhou em 2019? Então você pode ter direito a receber valores que estão esquecidos no PIS/Pasep. Segundo informações do Governo Federal, por meio do Ministério do Trabalho e Previdência, aproximadamente R$200 milhões ainda devem ser sacados por mais de 320 mil trabalhadores cadastrados no programa.

Os valores esquecidos pelos trabalhadores são referentes ao ano-base de 2019 do PIS/PASEP. O prazo para solicitação teve início desde março deste ano.

publicidade

Para quem acha que tem direito ao abono salarial do PIS/PASEP de 2019, basta realizar uma consulta via aplicativo Carteira de Trabalho Digital (disponível para Android e iOS). Ademais, é possível entrar em contato com a central de atendimento Alô Trabalhador, telefone 158.

O trabalhador pode solicitar o seu dinheiro esquecido do PIS/PASEP presencialmente, indo a uma unidade regional do Ministério do Trabalho e Previdência mais próxima. Na ocasião, basta apresentar um documento oficial com foto.

Ademais, também é possível fazer o pedido de reemissão pela Superintendência Regional do Trabalho. Basta enviar uma mensagem de e-mail para o endereço trabalho.uf@economia.gov.br, substituindo as letras “uf” pela sigla do estado onde mora.

Após o envio, caso o pedido seja aprovado pelo Ministério, o trabalhador terá até 29 de dezembro de 2022 para realizar o saque. No entanto, caso ainda não realize a operação, terá que esperar um novo prazo para realizar o pedido, previsto apenas em 2023.

Quem tem direito?

Por ser referente ao ano de 2019, para sacar o benefício é preciso que o trabalhador:

publicidade

Tenha cadastro ativo no PIS/Pasep há, no mínimo, 5 anos;
Tenha recebido uma remuneração média mensal de até dois salários mínimos;
Tenha trabalhado, em 2019, para alguma Pessoa Jurídica por, por pelo menos, 30 dias;
Tenha os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou eSocial;

O trabalhador consegue consultar as informações do seu PIS/Pasep através do aplicativo Carteira de Trabalho Digital, disponível para Android e iOS. Aqueles que preferirem, podem ligar para a central de atendimento Alô Trabalhador, pelo número 158.

Na época, a quantia paga foi de R$1.100.

publicidade
publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy