Connect with us

Derivativos

Mercado futuro: Investimentos que podem valer a pena

Jéssica Queiroz

Publicado

on

O mercado futuro é um ambiente de negociação de contratos futuros. Para investidores, é um ambiente propício a investimentos em derivativos. 

Os derivativos são capazes de garantir a compra e venda de bens dentro do mercado futuro. No mercado de investimento, essa ação funciona como um contrato fechado de compra e venda. Essas operações somente são possíveis porque seguem a bolsa de valores. Mas será que realmente garante ótimos resultados em investimento? 

Mercado futuro: O que é e como funciona? 

mercado futuro

Imagem: Istock Photos

O mercado futuro, para muitos, é um ambiente dentro da bolsa de valores, onde são feitas negociações de contratos de venda e compra de ativos. 

Esses ativos comprados dentro do mercado, são investidos em bens estipulados e determinados que serão realizados em momentos posteriores. 

O funcionamento do mercado futuro é bastante semelhante com o mercado a termo. Possuindo apenas algumas diferenças. 

publicidade

No mercado futuro o compromisso sempre é ajustado diariamente, enquanto no mercado a termo, os reembolsos somente são passados após o vencimento do contrato. 

O mercado futuro e sua serventia dentro da bolsa de valores 

Imagem: Istock Photos

O mercado futuro existe dentro da bolsa como uma forma de atender aos objetivos dos investidores e seus perfis. 

Quando foi criado, esse mercado tinha o principal objetivo de servir como uma proteção dentro do mercado. Entretanto, com o passar do tempo, passou a se transformar em um tipo lucrativo de investimento. 

Ao ser utilizado com o intuito de proteção, o contrato denominado “contrato futuro”, sofre alterações, acarretando em impactos de mudanças eventuais nos preços do mercado. Essa operação, então, passa a se chamar hedge. 

Geralmente, investidores que fazem operações hedge, se preocupam apenas em evitar possíveis perdas, esquecendo dos lucros. 

Aprenda a fazer negociações dentro do mercado futuro 

mercado futuro

Imagem: Istock Photos

Para começar a negociar dentro desse mercado, existe um passo importante a ser seguido. Esse passo é abrir uma conta em alguma plataforma financeira de confiança. 

Não adianta escolher bancos ou agências, já que as negociações do mercado futuro não podem ser feitas fora das financeiras. Por essa razão, é recomendável realizar uma pesquisa e escolher uma instituição que seja de confiança e que ofereça serviços de qualidade. 

publicidade

Ao escolher uma instituição financeira capaz de oferecer serviços de operações fáceis e completas, torna-se mais fácil gerir os investimentos sem precisar de ajuda. 

Cuidado com as margens de garantia 

Outra grande e importante dica é estar sempre atento à margem de garantia. Essa margem trata-se de uma obrigatoriedade para todos que fazem operações dentro da bolsa. Os valores podem variar de acordo com o contrato de escolha. 

Preste atenção aos ajustes diários 

Imagem: Istock Photos

Esses ajustes precisam sempre estar entre as prioridades dos investidores dentro do mercado futuro. 

Isso porque, os ajustes diários são mecanismos utilizados para a proteção e manejo de riscos dentro da bolsa de valores. Esse manejo garante que o investidor sofra com riscos de inadimplência. 

Cuidado com a alavancagem 

A alavancagem é um tipo de mecanismo bastante utilizado por especuladores e investidores. Este mecanismo funciona como uma forma de movimentar um capital maior do que os disponíveis na operação. 

É necessário ficar atento, para não levantar capitais de natureza muito alta. Pois os riscos podem ser maiores e a perda de investimento também. 

publicidade

 

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Estudante de letras - português e inglês pela Universidade Cidade Verde da Bahia. Experiência com marketing de conteúdo e tradução para sites e agências. Atualmente atua como redatora profissional de finanças e economia do Sua Finança.

Derivativos

Venda a descoberto: Operação comum entre investidores

Jéssica Queiroz

Publicado

on

A venda a descoberto é um dos tipos de operações mais utilizadas entre os investidores. Ainda assim, não é tão conhecida neste mercado 

A compra e venda a descoberto é uma prática utilizada por vários tipos de investidores dentro da bolsa de valores. Neste tipo de operação é possível encontrar algumas inversões nos processos considerados normais para uma operação. Muitos investidores desconhecem a venda a descoberto, enquanto outros acreditam ser uma ótima operação para adquirir ganhos consideráveis. 

Venda a descoberto: O que é? 

Venda a descoberto

Imagem: Istock Photos

A venda a descoberto é considerada uma prática bastante utilizada no mercado de ativos de renda variável. Ou seja, rendas que podem ser aplicadas tanto na Bolsa quanto em derivativos. 

Essa técnica consiste na venda de um ativo determinado que o investidor não possui. Dessa forma, no futuro, ele pode comprar esse ativo por um valor mais inferior. Para que a venda desse tipo de ativo gere algum lucro, essa venda precisa ocorrer por um tempo considerado inferior ao da venda. 

Como funciona a venda a descoberto dentro da bolsa de valores? 

Imagem: Istock Photos

Essa prática é bastante simples, principalmente para quem já está acostumado a realizar. No entanto, até mesmo para os novatos não existe tanta complicação. 

Para entender de forma prática como a venda a descoberto funciona dentro da bolsa de valores, separamos um exemplo. Uma pessoa pretende investir 30 mil reais em um automóvel. No entanto, essa pessoa conhece uma loja cujo o mesmo veículo encontra-se pelo valor de 25 mil. 

publicidade

Neste caso, a pessoa vende o carro pelo valor de 30 mil. Este dinheiro é usado para comprar o mesmo carro na outra loja, pelo valor de 25 mil. Sendo assim, a pessoa garante um lucro de 5 mil sobre a venda do carro. 

Dentro da bolsa de valores, a venda a descoberto funciona da mesma maneira. Mas ao invés de automóvel, o produto oferecido para a venda e compra são ativos de renda variável. 

Existe algum risco neste tipo de operação? 

Venda a descoberto

Imagem: Istock Photos

Assim como toda e qualquer operação feita dentro da bolsa de valores envolvendo ativos, existem seus riscos.  No entanto, o risco considerável na venda a descoberto é a realizar operações enquanto o mercado está em constante baixa. 

Caso o ativo a ser comprado e vendido entre em desvalorização no mercado, a busca por lucro pode acabar vindo a ser um grande prejuízo. 

O que fazer quando a venda a descoberto sofre desvalorização? 

Imagem: Istock Photos

Em caso de desvalorização na operação, a ação mais indicada é o encerramento da operação. Dessa forma, são evitadas perdas de natureza maior no futuro. 

Essa estratégia é feita quando já está comprado ou vendido. No entanto, é possível evitar desvalorização antes de realizar a venda a descoberto. 

A principal dica para isso é a criação de uma meta de compra em preços acima da entrada oferecida. Ao fazer isso, o risco de perda de investimento se torna mais fácil de controlar. 

publicidade

Esse é um tipo de investimento que vale a pena? 

Venda a descoberto

Imagem: Istock Photos

A decisão se uma venda a descoberto pode valer a pena ou não para a carteira de investimento, vai de acordo ao perfil do investidor. 

Investidores que desejam estar atuando no mercado financeiro, mesmo em momentos de crise, apostam que a venda a descoberto é uma grande aposta de investimento. 

 

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Ações

Renda Fixa e Renda Variável: saiba como funciona cada uma delas na hora de investir

Avatar

Publicado

on

Cada modalidade de investimento apresenta uma série de características e diferenças que devem ser conhecidas, o que faz com que investir seja algo bastante diversificado. Saber o que quer dizer Renda Fixa ou Renda Variável e quais aplicações fazem parte de cada uma delas, é importante na hora de fazer o seu investimento.

Entenda e saiba a diferença entre Renda Fixa e Renda Variável

Os investimentos de renda fixa são aqueles cuja lucratividade do investimento pode ser calculada no momento em que for realizada a aplicação, e quando é possível saber a forma de cálculo, de modo que o investidor consiga sempre saber qual será a sua rentabilidade.

Os Fundos DI e de Renda Fixa, os CDBs, a tradicional poupança e os títulos públicos são exemplos de investimentos de renda fixa.

publicidade

Esse tipo de aplicação é considerado de maior segurança, sendo assim mais indicada para os investidores com o perfil mais conservador, pelo fato da possibilidade de saber antecipadamente qual será o retorno ou sua forma de cálculo.

Todo e qualquer investimento apresenta riscos!

Prejuízos podem ocorrem, mesmo que não seja tão comuns, caso no final da aplicação ela se apresente menos lucrativa do que outros investimentos que apresentam risco semelhante e que estão disponíveis no mesmo período, ou até mesmo se o emissor do título descumprir com o compromisso realizado.

Já quando se realiza um investimento de Renda Variável, quem esta aplicando suas finanças não consegue saber qual será o retorno obtido, pois o valor das aplicações sofre alterações constantemente, sendo sempre mudado por fatores que afetam o mercado financeiro, a economia e as empresas. Quando se investem em ações, tem-se a renda variável.

Quando se investe com renda variável, o lucro e o rendimento que o investimento proporciona são maiores, exatamente por não proporcionar tanta segurança ao investidor, trazendo assim, riscos. O maior lucro ocorre principalmente se o investimento for realizado de forma bem pensada e escolhida com bastante critério, dente os diversos tipos de aplicações que podem ser realizadas.

publicidade

Assim como pode ocorrer em um determinando momento da economia a desvalorização das ações, o contrário também pode acontecer. E para quem deixa o dinheiro aplicado por um período de tempo maior, a desvalorização ocorrida pode ser revertida, por isso é importante que o dinheiro investido não precise ser utilizado antecipadamente.

Na hora de escolher o melhor tipo de investimento, no caso da Renda Variável, a idade do investidor deve ser levada em consideração. Pois quanto mais jovem o investidor, mais tempo ele poderá continuar a investir, e no futuro, poderá ter um retorno atraente das empresas listadas na bolsa de valores.

Já os investidores de maior idade, pensam em juntar recursos para a aposentadoria, o que faz com que eles arrisquem menos, sempre buscando aplicar seu dinheiro de forma segura.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Ações

XP Inc: A incrível valorização de 60% desde o seu lançamento no mercado acionário

Avatar

Publicado

on




No final do ano de 2019, a corretora XP Inc foi lançada no mercado acionário norte-americano, e para começar o ano de 2020 da melhor maneira possível, o seu valor de mercado superou e ultrapassou a faixa de 24 milhões de dólares, o equivalente a 100 bilhões de reais, o que levou ao incentivo e colaboração de uma valorização de mais de 60% desde a sua estréia no mercado acionário. Com isso, ocorreu alta de mais de 7% em relação ao fechamento da véspera, e na máxima da sessão, os papéis foram mercantilizados pelo valor de 43,52 dólares. 

Tendo em vista o valor de encerramento do dólar, sendo ele o correspondente a 4,2060 reais conforme o fechamento, que foi considerado na véspera de acordo com o olhar comercial, a marca de 100 bilhões de reais conseguiu ultrapassar o preço de comércio da preterida pela XP, a B3, isso quando consideramos o momento de escolha em relação à localidade para o seu IPO, que é realizado em Nova York. Conforme os cálculos da Reuters e dados da Refinitiv, o valor de mercado da B3 conforme a cotação máxima desta sessão, chegava a 98 bilhões de reais.

A diferença ainda é aceitável entre as grandes instituições financeiras, se for levado em consideração os valores máximos que foram alcançados nesta sessão. Confira os valores de mercado de cada um deles: o Banco Santander (SA:SANB11) fica com valor superior e supera a faixa de 165 bilhões de reais enquanto o Banco do Brasil (SA:BBAS3) quando consideramos o valor de mercado dos dois, está por volta de 140 bilhões de reais, valor inferior ao considerado pelo banco Santander. Enquanto o banco Itaú ultrapassa a marca e chega a mais de 300 bilhões de reais, o do banco Bradesco (SA:BBDC4) fica com valor inferior, girando em torno de 270 bilhões de reais, já no BTG Pactual (SA:BPAC11), que é considerado como maior concorrente para a XP por muitas pessoas, apresenta por volta de 80 bilhões de reais como valor de mercado.

De acordo com o fechamento do dólar no dado momento, as ações da XP encerraram e obtiveram alta de 4,65%, e chegaram a 42,48 dólares quando a sessão foi finalizada, retratando um valor de mercado de 93,6 bilhões de reais, o correspondente a 22,4 bilhões de dólares.

publicidade



Os analistas de diversas instituições financeiras começaram a oferecer preços melhores e a cobrir as ações da XP, no primeiro mês de 2020, com o intuito de colocar valores que diversificaram ao redor de 43 dólares e indicações entre “compra” e “neutra”.

Comandados por Marcelo Telles naquela ocasião, os analistas do Credit Suisse apontaram que a XP se tornou uma empresa que cresceu rapidamente e que teve uma alta lucratividade, sendo uma plataforma livre de realizar investimentos, muito influente e conhecida no Brasil, que vem crescendo de forma significativa ganhando cada dia mais o mercado. 

No início do primeiro mês de 2020, foi ressaltado pelos analistas do Goldman Sachs que enquanto os concorrentes não bancários da XP são significativamente menores em escala, a XP Inc está em uma posição exclusiva para ganhar participação e apoio dos grandes bancos no Brasil.


Veja Também:



Está “bombando” na Internet:

publicidade



Continue Lendo

Ações

A Guiana pode crescer até 14 vezes mais que a China devido ao petróleo, entenda:

Avatar

Publicado

on

A Guiana é um país que faz fronteira com o Brasil, Venezuela e Suriname, e a previsão para o ano de 2020 é que ela cresça até 14 vezes mais que a China, devido ao Petróleo presente no país.

A economia da Guiana

Desde o início dos anos 2000, a economia da Guiana tem apresentado um crescimento relevante, devido a sua expansão dos setores agrícola e mineira. Segundo estimativas do Fundo Monetário Internacional, a previsão é que no ano de 2020 o país tenha um aumento de 86% do seu PIB (Produto Interno Bruto), o que poderá fazer com que o país tenha um desenvolvimento 14 vezes maior do que é visto atualmente.  

E as previsões não param por aí, uma vez que o seu crescimento tende a se estender com o passar dos anos, sendo que o PIB poderá chegar a US$15 bilhões até 2024!

A população e o território do país

A Guiana possui atualmente cerca de 780 mil habitantes, com um território que abrange uma área de 214.970 km2, sendo que a renda per capita de todo o país deve sofrer um aumento significante devido à elevação das riquezas que estão sendo produzidas lá. Segundo Perry Holloway, o embaixador americano da Guiana, Luxemburgo atualmente apresenta a maior renda mundial, mas que a Guiana poderá ultrapassá-lo e se tornar o país mais rico do planeta.

publicidade

Mas qual o motivo?

Todo esse processo acontecerá devido ao petróleo que foi descoberto no Oceano Atlântico que banha o país, através da maior operadora de commodity de lá, a ExxonMobil, que descobriu uma reserva de mais de 5,5 bilhões de barris de petróleo.

Em um entrevista feita à CNBC, Natalia Hidalgo disse que todas as expectativas de todo o crescimento do país se da pelo fato dele possuir a maior reserva de petróleo do mundo inteiro, sendo contabilizadas mais de 3.900 barris, o que ultrapassou a Arábia Saudita que apresenta cerca de 1.900.

Doença Holandesa

Você já ouviu falar nessa expressão? A expressão ‘’Doença Holandesa’’ se refere ao país que descobre determinada riqueza em recursos naturais, o que gera uma grande preocupação nos analistas. O crescimento da economia faz que ocorra a valorização da moeda local, o que acaba prejudicando a procura e os atrativos de todos os demais produtos no país. Muitas vezes a descoberta de novas e valiosas reservas naturais faz com que toda essa situação não seja positiva, e sim considerada uma maldição, devido à corrupção e proteção exagerada aos recursos, que nesse caso é o petróleo.

A interferência positiva do Petróleo na economia do mundo todo

O petróleo nada mais é do que um óleo originado de pedras, através da combinação e união de elementos moleculares, o hidrogênio e o carbono. A substância oleosa é originada a partir da decomposição de seres que ocorreu no fundo dos lagos e mares a milhões de anos atrás, através da movimentação da crosta terrestre que gerava uma pressão nesses seres, o que fez com a substância fosse formada com diferentes tonalidades de negro e castanho, e que com um cheiro fortemente conhecido e característico do petróleo.   

No início do século XVIII o uso do petróleo passou por uma expansão e ele passou a ser utilizado comercialmente para diversos setores e funções, até mesmo para geração de iluminação e criação de diversos tipos de motores. O que muitas pessoas não sabem é que o petróleo serve como matéria-prima para produção de diversos produtos essenciais na nossa vida, não sendo utilizado apenas como fonte energética, sendo ele uma das reservas naturais existente mais valiosa.

O petróleo é atualmente uma das principais e mais importantes matéria-prima empregada em todo o mundo, sendo utilizado como fonte de energia em diversas etapas de produção e também funciona como fonte energética para os diversos tipos de automóveis. Além disso, os seus derivados são utilizados e transformados em diferentes tipos de produtos que utilizamos constantemente no nosso dia a dia, como para a fabricação de detergentes, produtos farmacêuticos, tintas, adesivos, entre diversos outros.

publicidade

Diversos países como o Japão e os EUA passariam por grandes dificuldades caso o fornecimento desse recurso fosse diminuído e prejudicado, até porque existe uma enorme dependência dessa matéria-prima em diversos setores produtivos. O petróleo é um dos recursos naturais mais cobiçados do planeta, visto que é utilizado em larga escala em diferentes setores, mas é importante saber que assim como qualquer forma de recurso, ele é esgotável, e um dia poderá ser dificilmente encontrado, ainda mais com a facilidade de hoje. Caso isso algum dia aconteça, praticamente todos os setores produtivos serão afetados, dificultando qualquer forma de produção e fonte energética que é comumente utilizada hoje, além de que a economia mundial ficará complemente abalada e prejudicada com tal situação.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Title

Paulo Guedes Paulo Guedes
Economia26 minutos atrás

Paulo Guedes afirma que Brasil vai crescer

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar que o país vai crescer, contrariando as expectativas do mercado no...

PEC dos Precatórios PEC dos Precatórios
Destaques10 horas atrás

PEC dos Precatórios é aprovada; confira o texto final

Depois de muito fazer barulho, preocupar o mercado e aumentar as tensões políticas, o Senado aprovou a PEC dos Precatórios....

mercados emergentes mercados emergentes
Renda Variável1 dia atrás

Mercados emergentes: saiba como investir neles

O Brasil é um dos mercados emergentes mais promissores do mundo e isso atrai os olhares de diversos investidores no...

bolsa está barata bolsa está barata
Ações1 dia atrás

A bolsa está barata? Confira a verdade por trás disso

Não há um investidor sequer que não saiba que a bolsa está caindo e que os prejuízos do ano se...

Ibovespa Ibovespa
Investimentos1 dia atrás

Ibovespa surpreende, levanta voo e fecha no positivo

Desde o dia 8 de outubro, o Ibovespa não subia mais de 2% no dia. Desde essa data, o índice...

Ações americanas Ações americanas
Ações1 dia atrás

É hora de vender ações americanas?

As ações americanas bateram as máximas e agora especialistas começam a ver a bolsa bastante descolada da realidade. Por isso,...

André Mendonça André Mendonça
Política1 dia atrás

André Mendonça garante cargo no STF

O plenário do Senado Federal aprovou ontem, 1, o nome de André Mendonça para a vaga restante no Supremo Tribunal...

PIB sobe 4% em relação a 2020, mas Brasil está em desaceleração PIB sobe 4% em relação a 2020, mas Brasil está em desaceleração
Economia2 dias atrás

PIB sobe 4% em relação a 2020, mas Brasil está em desaceleração

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil subiu 4% nos últimos 3 meses em comparação ao ano de 2020, segundo...

Renda fixa Renda fixa
Renda Fixa2 dias atrás

A verdade por trás de renda fixa

Se você investe em renda fixa, você deve achar que não pode perder dinheiro de nenhuma forma ou, ainda, que...

Ações2 dias atrás

Saiba as ações que mais subiram e caíram em novembro

O mês de novembro foi o quinto mês consecutivo de queda no Ibovespa. Com o fechamento nas mínimas do ano,...

Mais lidos