InícioFinanças PessoaisDicasOrçamento pessoal: acompanhe as dicas

Orçamento pessoal: acompanhe as dicas

Você faz o orçamento de suas despesas pessoais? Pode parecer que essa é uma atividade exclusiva para empresas. Mas fazer um orçamento doméstico garante um maior controle das finanças. Esse hábito pode te ajudar a poupar e começar a realizar investimentos. Assim como alcançar algumas metas financeiras.

Existem diversas formas de organizar um orçamento doméstico. Desde os planejamentos mais complexos até modos mais simples de organizar suas finanças. Neste artigo iremos fornecer uma fórmula simples e que pode ser aplicada na sua realidade. Esta está disponível no livro Segredos da Mente Milionária. Continue a leitura para saber mais sobre o assunto.

Primeiros passos

Antes de mais nada é preciso ter conhecimento sobre as suas finanças. Por isso, o primeiro passo para fazer seu orçamento é anotar todos seus rendimentos e todos os seus gastos.

Você pode montar uma planilha onde soma os valores de suas contas. Nos gastos lembre-se de anotar os valores de aluguel, contas de água, luz e telefone, alimentação e outras despesas. Cursos e investimento com educação também devem estar nas contas.

Na parte rendimentos anote o valor do seu salário. Caso haja mais alguma fonte de renda lembre-se de contabilizar. Esta pode vir de aluguel de imóveis, ou de algum hobby monetizado. 

Agora que você já sabe quanto gasta e quanto recebe é hora de ver como dividir seus dinheiro no orçamento:

50% com gastos essenciais

Seu orçamento deve ter 50% do dinheiro focado em gastos essenciais. Nesta porcentagem entram as contas de aluguel, luz, água e alimentação. Em resumo, tudo o que você não viveria sem.

Se durante a primeira etapa você percebeu que gasta mais do que 50% dos seus rendimentos com gastos essenciais é hora de dar um passo atrás. Por isso, você deve diminuir suas despesas e procurar maneiras de economizar.

10% com diversão

Isso mesmo, para diversão. Fazer um orçamento significa colocar controle nas suas finanças e com isso conseguir fazer tudo, desde pagar as contas até se divertir! Sendo assim, nesta parte você deve colocar despesas que faz por prazer. Alguns exemplos são passeios ou compras de comidas em restaurantes e deliverys.

10% com investimento

Este deve ser o seu primeiro gasto do seu orçamento. Sempre que seu salário cair, separe rapidamente a parte de investimentos. Caso ainda não tenha uma reserva de emergência a porcentagem pode ser usada para formar esta. Uma vez que já tiver formado a reserva você pode passar a realizar investimentos mais planejados.

10% com despesas de longo prazo

Você planeja comprar um carro, uma casa ou outro bem que tenha um valor alto? Então mantenha em mente que seu orçamento deve dedicar 10% dos seus rendimentos devem ser poupados para essa finalidade. Tendo uma meta e foco é possível atingir esse objetivos.

10% com educação

Educação também é uma forma de investimento. Cursos podem te garantir um aumento de salário ou até mesmo um emprego melhor. Por isso investir em educação é sempre interessante. No mercado de trabalho atual, o profissional que se mantém em constante aprendizado sai na frente. Então foque parte de suas finanças em aprendizado.

10% com doações

Sim, você entendeu certo. 10% de seu orçamento deve ser destinado a doações. O livro Segredos da Mente Milionária diz que é importante ter uma relação boa com o dinheiro. Sendo assim, realizar doações para causas que você apoia pode te ajudar a ver o lado positivo do dinheiro e da riqueza.

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS LIDOS