Connect with us

Direitos do Trabalhador

FGTS: Veja quem pode sacar mais de R$ 6 mil em junho

Publicado

on

O Governo Federal anunciou a liberação de um novo lote de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os trabalhadores que residem nas cidades atingidas pelas fortes chuvas em alguns estados brasileiros.

Os 120 municípios que declararam estado de calamidade pública tiveram os pagamentos de até R$ 6.220 autorizados pela Caixa Econômica Federal. O banco informou que é necessário a oficialização do estado de emergência.

Até o momento, as cidades dos seguintes estados foram contempladas:

Bahia;
Espírito Santo;
Minas Gerais;
Rio de Janeiro;
São Paulo.

publicidade

As cidades recentemente aprovadas foram:

Belford Roxo – RJ; e
Santo Antônio do Amparo – MG.

Aumento do Vale-Gás em 2022? Governo Federal confirma possibilidade

Quem pode realizar o saque em junho?

O trabalhador precisa ter saldo positivo em suas contas vinculadas ao Fundo de Garantia e não ter realizado saque por motivo de calamidade nos últimos 12 meses. Confira as cidades autorizadas a realizarem o saque calamidade do FGTS:

Estado
Cidade
Prazo para o saque

publicidade

Espírito Santo
São Gabriel da Palha
03/07/2022

Espírito Santo
Bom Jesus do Norte
10/07/2022



Minas Gerais
Mateus Leme
04/07/2022

Minas Gerais
Cataguases
06/07/2022

publicidade

Minas Gerais
Aimorés
20/06/2022



Rio de Janeiro
Itaocara
20/06/2022

Rio de Janeiro
Cambuci
20/06/2022

Rio de Janeiro
Bom Jesus do Itabapoana
23/06/2022

publicidade

Rio de Janeiro
Miracema
23/06/2022

Rio de Janeiro
Angra dos Reis
02/07/2022

Rio de Janeiro
Paraty
03/07/2022

Rio de Janeiro
Aperibé
06/07/2022

Rio de Janeiro
Mesquita
12/07/2022

publicidade

Rio de Janeiro
Nova Iguaçu
13/07/2022

Rio de Janeiro
Queimados
11/08/2022

 

Lucro do FGTS: Grana ALTA será paga aos trabalhadores ainda em 2022

Em quais situações é permitido o saque calamidade do FGTS?

Alagamentos;
Desastre decorrente do rompimento ou colapso de barragens que ocasione movimento de massa, com danos a unidades residenciais;
Enchentes ou inundações graduais;
Enxurradas ou inundações bruscas;
Inundações litorâneas provocadas pela brusca invasão do mar;
Precipitações de granizos;
Tornados e trombas d’água;
Vendavais extremamente intensos, furacões, tufões ou ciclones tropicais;
Vendavais muito intensos ou ciclones extratropicais;
Vendavais ou tempestades.

publicidade

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.