Connect with us

Sem categoria

Copom: a produção global e o crescimento econômico

Publicado

on

Na visão do Comitê de Política Monetária (Copom), muitos fatores podem ter consequências de longo prazo, ocasionando pressões inflacionárias mais prolongadas na produção global de bens.

Copom: a produção global e o crescimento econômico

Segundo informações oficiais do Comitê de Política Monetária (Copom), o crescimento de grandes economias foi revisado para baixo, tanto para este quanto para o próximo ano, conforme divulgado pelo Banco Central do Brasil (BCB), em função da expectativa de reversão dos estímulos implementados durante o longo período da pandemia, em particular os de política monetária. 

Revisão sobre a política chinesa

Notou-se, ademais, revisões negativas de crescimento para a China, em parte refletindo a política de Zero Covid adotada por esse país. Segundo o Comitê de Política Monetária (Copom), os bancos centrais de países desenvolvidos e emergentes têm adotado uma postura mais contracionista em relação ao avanço da inflação, ainda que, em parte dessas economias, as taxas de juros correntes sigam em campo avaliado como expansionista. 

Alterações nas projeções oficiais

A reprecificação da política monetária nos países avançados, o aumento da aversão a risco e a mudança da perspectiva de crescimento econômico têm impactado as condições financeiras, de acordo com as informações divulgadas pelo Banco Central do Brasil (BCB), tanto de países avançados quanto de emergentes. 

publicidade

O Comitê de Política Monetária (Copom) discutiu também os crescentes riscos em torno de uma desaceleração global em ambiente de inflação significativamente pressionada.

Sobre os indicadores da economia doméstica 

No âmbito doméstico, o conjunto dos indicadores de atividade econômica, divulgado desde a última reunião do Copom pelo Banco Central do Brasil (BCB), indica um crescimento acima do que era esperado pelo Comitê de Política Monetária (Copom). 

Os indicadores relativos ao mercado de trabalho seguem em recuperação e a divulgação do PIB do primeiro trimestre apontou ritmo de atividade acima do esperado, elevando o carregamento estatístico para este ano. 

Elevação do consumo das famílias 

De acordo com o Comitê de Política Monetária (Copom), o consumo das famílias segue contribuindo positivamente, enquanto, segundo destaca o Banco Central do Brasil (BCB), no último trimestre, a formação bruta de capital fixo contribuiu negativamente.

A inflação ao consumidor segue elevada, com alta disseminada entre vários componentes, se mostrando mais persistente que o antecipado, informa a divulgação do Banco Central do Brasil (BCB).

publicidade
Inflação sobre os alimentos e combustíveis 

Segundo o Comitê de Política Monetária (Copom), a inflação de serviços e de bens industriais se mantém alta, e os recentes choques continuam levando a um forte aumento nos componentes ligados a alimentos e combustíveis. 

As leituras recentes vieram acima do esperado e a surpresa ocorreu tanto em componentes mais voláteis como naqueles mais associados à inflação subjacente, destaca o Banco Central do Brasil (BCB).

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.