Connect with us

Sem categoria

Copom: calendário e dados oficiais da última reunião

Publicado

on

O Banco Central do Brasil (BCB) publicou oficialmente o calendário de reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) em 2023. 

Copom: calendário e dados oficiais da última reunião

Conforme informações divulgadas oficialmente pelo Banco Central do Brasil (BCB), o Comunicado N° 38.783, de 20 de junho de 2022, divulga o Calendário das Reuniões Ordinárias do Comitê de Política Monetária (Copom) para o ano de 2023.

Resolução do Banco Central do Brasil (BCB) nº 61

De acordo com o estabelecido no parágrafo único do art. 3º do Regulamento anexo à Resolução BCB nº 61, de 13 de janeiro de 2021, divulgou o calendário das reuniões ordinárias do Comitê de Política Monetária (Copom) para o ano de 2023.

Datas oficiais das reuniões:

31 de janeiro e 1º de fevereiro

publicidade

21 e 22 de março

2 e 3 de maio

20 e 21 junho

1º e 2 de agosto

19 e 20 de setembro

publicidade

31 de outubro e 1º de novembro

12 e 13 de dezembro

As reuniões ordinárias são realizadas em duas sessões: a primeira reservada às apresentações técnicas de conjuntura e a segunda para decisões das diretrizes de política monetária, de acordo com o Banco Central do Brasil (BCB).

Comunicações futuras

Os comunicados das decisões do Comitê de Política Monetária (Copom) serão divulgados na data da segunda sessão da reunião ordinária, a partir das dezoito horas e trinta minutos e imediatamente após o seu término.

As Atas das reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) serão divulgadas na terça-feira seguinte ao término da reunião, às 8 horas, de acordo com informações oficiais do Banco Central do Brasil (BCB). Confira as informações oficiais do Comitê de Política Monetária (Copom), considerando a sua 247ª Reunião, conforme reunião realizada nos dias 14 e 15 junho de 2022.

publicidade

Atualização da conjuntura econômica e do cenário do Comitê de Política Monetária (Copom)

De acordo com informações do Banco Central do Brasil (BCB), o ambiente externo seguiu se deteriorando, marcado por revisões negativas para o crescimento global prospectivo em um ambiente de fortes e persistentes pressões inflacionárias

Inflação e recuperação global

Conforme informações oficiais do Banco Central do Brasil (BCB), essas pressões, decorrentes da recuperação global após a pandemia, foram exacerbadas pelo avanço nos preços de commodities este ano e, mais recentemente, pela onda pandêmica na China, prolongando ainda mais o processo de normalização do suprimento de insumos industriais. 

O Comitê de Política Monetária (Copom) informa que a reorganização das cadeias de produção globais, já impulsionada pela guerra na Ucrânia, deve se intensificar, com a busca por uma maior regionalização na cadeia de suprimentos, informa o Banco Central do Brasil (BCB).

publicidade
publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.