Connect with us

Direitos do Trabalhador

Auxílio Brasil: quase 3 milhões esperam a ENTRADA no programa

Publicado

on

A cada mês que passa, o número de brasileiros que estão na fila de espera para o recebimento do Auxílio Brasil cresce mais um pouco. Pesquisas e informações oficiais divulgadas nesta semana mostram que o cenário é cada vez mais complexo. A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) afirma que mais de 2,8 milhões de indivíduos estão nesta situação.

Ainda nesta semana, o jornal Folha de São Paulo também teve acesso aos números do próprio Governo Federal. Segundo o Ministério da Cidadania, pouco mais de 700 mil pessoas estavam na fila de espera no último mês de maio. As duas pesquisas não são comparáveis porque usam métodos diferentes de contagem, mas ambas apontam para um grande crescimento.

Mas por que a fila de espera para o Auxílio Brasil está aumentando? Segundo as informações oficiais, a explicação pode estar na situação econômica do país. Quanto mais pessoas passam por necessidades financeiras, mais elas procuram por vagas em programas sociais de todas as esferas do governo. Não é diferente com os benefícios federais.

No caso específico do Auxílio Brasil, existe um conjunto de regras que precisam ser seguidas pelas pessoas que desejam entrar na folha de pagamentos. É preciso, por exemplo, ter um cadastro ativo no Cadúnico. Além disso, também é importante ter uma renda per capita que varia entre R$ 0 e R$ 210 neste momento.

publicidade

Estima-se que quase 20 milhões de brasileiros atendam todas as regras de entrada listadas acima. No entanto, o Governo Federal garante que não há como inserir todas elas, porque não haveria espaço no orçamento para realizar o procedimento. Assim, os cidadãos precisam esperar até que novas vagas se abram nos próximos meses.

A fila da fila

Existe ainda um novo fenômeno que vem preocupando o Governo Federal nos últimos meses. É a fila da fila do Auxílio Brasil. Trata-se de uma segunda lista que reúne os nomes das pessoas que sequer conseguiram entrar no Cadúnico.

Caso o sistema funcionasse perfeitamente, os cidadãos em questão estariam engrossando a fila de espera oficial. No entanto, há casos em que os indivíduos não conseguem entrar no Cadúnico, e ainda estão esperando para poder participar de uma segunda espera.

Os números da fila da fila de espera são incertos de acordo com diferentes fontes. O que dá para afirmar é que o problema é crescente e pode pressionar ainda mais o Governo Federal a aumentar o número de usuários do programa.

Subsídio x Auxílio

O Governo Federal sinalizou recentemente que poderá pagar um subsídio aos combustíveis no país, com o objetivo de baratear a gasolina para o consumidor final. Para tanto, eles estariam planejando liberar mais de R$ 40 bilhões em dinheiro público.

publicidade

Estima-se que apenas 8,1% deste valor seria mais do que suficiente para zerar a fila de espera para o Auxílio Brasil ao menos até o final deste ano. Cada cidadão poderia seguir recebendo o saldo mínimo de R$ 400 por mês.

De toda forma, uma ala do Governo Federal não pretende aceitar a proposta de zerar a fila de espera neste momento. O Ministério da Economia afirma que a meta agora é gerar “mais empregos para que a população não dependa de benefícios sociais”.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.