Connect with us

Direitos do Trabalhador

AUXÍLIO BRASIL DE R$600, VALE-GÁS DE R$120, PIX de R$1 mil: Veja o que começa neste semestre

Publicado

on

Começou o segundo semestre do ano de 2022. Se depender do Governo Federal, os próximos seis meses serão de muitas mudanças em relação aos seus benefícios sociais. Além de aumentos nos auxílios, o Planalto também pretende criar alguns novos para as pessoas que estão passando por algumas dificuldades neste momento.

O benefício que normalmente chama mais atenção é mesmo o Auxílio Brasil. O programa pagou um patamar mínimo de R$ 400 por família neste primeiro semestre. O plano do Governo Federal é elevar o saldo para a casa dos R$ 600. Ainda não está claro se a mudança em questão começaria a valer no mês de julho ou de agosto.

Além da questão do aumento do valor do benefício, o Governo Federal também pretende elevar a quantidade de pessoas que recebem o projeto. Dados do Ministério da Cidadania, apontam que mais de 18 milhões de brasileiros já fazem parte da folha de pagamentos. Neste novo semestre, o patamar pode se aproximar dos 20 milhões.

No vale-gás, o Governo também pretende realizar algumas mudanças. No entanto, neste caso as alterações devem atingir apenas a questão do saldo pago bimestralmente. Durante o primeiro semestre, os usuários receberam valores que variavam sempre em torno dos R$ 50. Durante os próximos meses, a tendência é de que o patamar evolua para a casa dos R$ 120.

publicidade

O Governo também pretende criar um programa novo do zero. Trata-se, portanto, do Pix-caminhoneiro. O texto oficial da PEC afirma que o benefício é uma espécie de voucher mensal de R$ 1 mil para os motoristas autônomos que foram duramente impactados pelos sucessivos aumentos nos preços do diesel nos últimos meses.

Aprovação no Senado

Vale lembrar que todas as mudanças acima ainda precisam passar por aprovações no Congresso. De qualquer forma, o primeiro passo já foi dado. Na noite desta quinta-feira (30), membros do Senado aprovaram o texto enviado pelo Planalto.

A votação não foi pequena. O resultado final terminou em 71 a 1 pela aprovação do texto. Analistas políticos consideram que se trata de uma vitória do Governo Federal. O Planalto estaria livre para pagar os aumentos nos benefícios.

Seja como for, também é importante lembrar que o rito para a aprovação do texto ainda precisa respeitar alguns processos. Resta ainda a análise por parte da Câmara dos Deputados, a sanção do presidente Jair Bolsonaro e a regulamentação do Ministério da Cidadania.

Prazos para novos auxílios

O Governo Federal segue confiante que o rito em questão será seguido o mais rapidamente possível. A expressiva votação no Senado começa a indicar que o Planalto ainda tem força no Congresso Nacional, o que pode facilitar as coisas por lá.

publicidade

Em declaração nesta semana, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse que fará o possível para aprovar o novo texto assim que ele for enviado para a Casa, o que deve acontecer já na próxima semana.

Caso o rito seja cumprido nesta velocidade, o Governo Federal acredita que pode começar a aplicar os aumentos nos auxílios já a partir do mês de julho, embora o mais provável mesmo é que tudo comece a acontecer a partir de agosto.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy