BNDES divulga a maior oferta de ações da Petrobras já vista em uma década

A Petrobras (SA:PETR4) está anunciando a sua maior oferta acionária que já ocorreu em uma década, o que foi divulgado no dia 5 de fevereiro de 2020. Todo esse processo aconteceu nessa quarta feira (22/01), porque o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) promoveu uma operação com uma oferta com o objetivo de vender parte das suas ações que estão vinculadas com a estatal, a Petrobras. .

A segunda oferta prevê um levantamento inicial de 19,5 bilhões de reais, com a comercialização de 611,8 milhões de ações ordinárias, levando em consideração o valor de encerramento das ações da Petrobras, analisados nessa terça-feira (21/01).

Além disso, durante um pronunciamento, houve a confirmação pelo BNDES de que a oferta pública de caráter global poderá arrecadar até 23,5 bilhões de reais, o correspondente a aproximadamente 5,6 bilhões de dólares, e que levando em consideração o lote suplementar, dependendo da procura dos papéis, as vendas podem ter um aumento significativo, podendo ser de até 20%.

Durante o processo que a economia passou em 2010, a capitalização, foi o último momento em que a Petrobras fez sua grande oferta acionária, e essa nova oferta que está sendo oferecida será realizada tanto no exterior como no Brasil.

BNDES destina 20% de ações da Petrobras a pessoas físicas

No mês de dezembro de 2019 a agência de notícias americana, Reuters, noticiou que havia sido feita a contratação de vários bancos para que as ações ordinárias da Petrobras de posse do BNDES fossem vendidas.

Nessa quarta-feira, dia 22 de janeiro, em um comunicado feito à imprensa pelo BNDES foi informado que o processo está sendo realizada devido ao programa para que não houvesse o investimento em participações acionárias em empresas maduras e que estejam listadas em bolsa de valores da carteira do Sistema BNDES, que desde o ano de 2019 já está em prosseguimento.

O BNDES ainda destacou que as ações preferenciais da Petrobras que são de propriedade do banco não estão inclusas na oferta, e por isso não estão disponíveis para venda.

Como forma de diminuir a dívida com o Tesouro Nacional, o BNDES está diminuindo o seu volume de ações em diferentes empresas, além de realizar de forma antecipada os pagamentos ao governo federal. Reduzindo a sua participação acionária e efetuando a venda dessas ações o BNDES acumulou cerca de R$10.656 bilhões, entre os meses de janeiro e setembro de 2019.

BNDES vende R$ 22,06 bilhões em ações da Petrobras - 06/02/2020 ...

Desde o final do ano passado o BNDES já pensava em efetuar a venda das suas ações na Petrobras, sendo que o banco possui cerca de 10% de todas as ações ordinárias disponibilizadas pela companhia, além das ações preferenciais, que nesse momento não estão à venda, e fazem com que o banco tenha uma participação de 6,9% de todo o capital da Petrobras.  

O processo de venda das ações pertencentes à BNDES constituem 734,2 milhões de ações, do tipo ordinárias da petroleira, sendo que dentre elas estão 168,14 milhões de ações pertencentes à modalidade ADSs, que representam aproximadamente 10% de todas as ações da modalidade ordinária da Petrobras.

Bancos que realizam investimentos como, o Banco Bradesco (SA:BBDC4), Banco do Brasil (SA:BBAS3), Credit Suisse, Goldman Sachs, Citigroup, Bank of America, XP e Morgan Stanley (NYSE:MS) irão administrar as ofertas de ações oferecidas. Está previsto que no dia 7 de fevereiro de 2020 serão iniciadas as negociações das ações da oferta brasileira na B3.