Connect with us

Economia

Preço da carne de frango sobe no Brasil devido a forte demanda externa

Publicado

on

O preço da carne de frango segue em alta no Brasil. De acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea-Esalq/USP), a demanda externa aquecida vem pressionando os preços da proteína no país. Além disso, o aumento dos custos de produção agravam ainda mais a situação.

Em resumo, a guerra na Ucrânia continua afetando o comércio global, visto que o país é um dos principais fornecedores da carne de frango para a Europa e o Oriente Médio. O conflito com a Rússia vem reduzindo a produção e a exportação da proteína, fazendo os países recorrerem a outras nações, como o Brasil.

A saber, foram exportadas 418,2 mil toneladas de carne de frango em abril, alta de 5,7% em relação ao mesmo mês do ano passado. Isso fez os exportadores baterem recorde de receita no mês. Aliás, foram os países árabes e europeus que garantiram o recorde ao Brasil, visto que as exportações à China estão em baixa.

Leia também: Aumento das exportações de frango encarecem proteína no Brasil

publicidade

Lucro dos produtores não cresceu na mesma proporção

Embora as receitas com as exportações tenham batido recorde em abril, o lucro dos produtores não cresceu da mesma forma. Em suma, os altos custos de produção, pressionados principalmente pelo encarecimento do milho, utilizado na alimentação dos frangos, reduziu a margem dos produtores.

Da mesma forma que a demanda externa por carne de frango segue aquecida devido à guerra na Ucrânia, os envios do milho brasileiro ao exterior também cresceram. A saber, o Brasil é o segundo maior exportador mundial de milho, enquanto a Ucrânia e a Rússia ocuparam a quarta e a quinta posições no ranking durante o período 2019/2020, respectivamente.

Consumo interno deve crescer em 2022 apesar dos preços mais altos

Vale destacar que o encarecimento da carne de frango no país não deverá reduzir o consumo da população. No ano passado, cada brasileiros consumiu, em média, 46 quilos da proteína, alta de 3,29% em relação a 2020. Neste ano, o consumo deverá chegar a 47,5 quilos, avanço equivalente ao do ano passado (3,26%).

Em síntese, o que motiva o aumento do consumo da carne de frango no país são os preços mais altos da carne bovina. Apesar de preços mais altos do frango, a proteína continua mais barata que a carne bovina. Como a renda da população segue corroída pela inflação elevada e os juros altos, a tendência é que os brasileiros continuem consumindo itens mais baratos.

Veja ainda: Empresa Verificada: conheça o selo que mostra empresas seguras para o consumidor

publicidade

O post Preço da carne de frango sobe no Brasil devido a forte demanda externa apareceu primeiro em Brasil123.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.