Connect with us

Finanças Pessoais

Matemática financeira e suas utilidades

Jéssica Queiroz

Publicado

on

A matemática financeira pode ser bastante útil no dia a dia e também quando se trata de investir em algum tipo de ativo 

Se aprofundar mais no mundo da matemática financeira pode garantir bons resultados na hora de investir. Juros, amortização, avaliações de riscos. Tudo isso pode ser abordado dentro da matemática financeira, garantindo que os próximos passos na área de finanças pessoais ou investimentos sejam seguros e lucrativos. 

O que é a matemática financeira? 

Matemática financeira

Imagem: Istock Photos

A matemática financeira serve de grande ajuda na gestão de dinheiro de uma empresa. Podendo ajudar a reverter qualquer quadro de negatividade referente às finanças da empresa. 

Isso porque, a matemática financeira trata de uma área de aplicação das práticas de matemática, ou seja, seus cálculos são totalmente direcionados para a melhor organização de finanças dentro de uma empresa, para que ela não perca o controle. 

Importância da matemática financeira no meio coletivo empresarial

Imagem: Istock Photos

No dia a dia financeiro, a matemática financeira se prova bastante útil e necessária, mesmo que o empreendedor não domine a matemática. 

Esse tipo de ferramenta serve como uma colaboradora de redução de custos empresariais e potencializações de todo e qualquer lucro. 

publicidade

Além disso, também é uma ferramenta considerada fundamental para que decisões importantes e positivas sejam tomadas dentro de uma empresa. 

No entanto, isso não deve ser visto como uma complicação para o negócio. Muito pelo contrário, esse tipo de ferramenta realiza: 

  • Cálculos de todos os custos de produção;
  • Realiza a determinação de preços em produtos de venda;
  • Avalia margens de lucros mensais ou semanais; 
  • Determina quais os melhores regimes tributários; 

Essa ferramenta também é capaz de proporcionar um respaldo de importância para análises financeiras consideradas importantes e necessárias no dia a dia de qualquer empresa.  

Dentro de uma empresa, querendo ou não, um empresário ou investidor precisa lidar com a matemática financeira, mesmo que não seja um especialista. 

Conceitos básicos desse tipo de ferramenta

Matemática financeira

Imagem: Istock Photos

Seja através de fórmulas básicas ou fluxos de administração empresarial, a matemática financeira possui seus próprios conceitos, dentro ou fora do ramo de finanças.  

Para entender esses conceitos, é impossível não lembrar de suas ferramentas chaves e específicas: 

Juros simples

Os juros simples são considerados um dos métodos mais simples para a realização do cálculo de percentual de juros de um empréstimo. Sua fórmula mais utilizada para cálculo é: J = C*i*t

publicidade
  • Juros simples = J
  • Capital = C
  • Taxa de juros = i
  • Período da aplicação = t 

Juros compostos

Imagem: Istock Photos

O Juros composto dentro da matemática financeira também é conhecido como juros sobre juros, ou seja, um juro aplicado sobre as taxas de juros referente a um empréstimo. Para facilitar, vejamos o exemplo de um cartão de crédito. 

Geralmente, tarifas atrasadas possuem um valor de juros a serem pagos. Caso o cliente deseje pagar o valor mínimo do cartão, serão aplicados novos juros por cima dos juros remanescentes. 

No geral, o cálculo dos juros compostos é determinado pela seguinte fórmula: M = C*(1 + i) ^t. Onde:

  • Monte de aplicação = M;
  • Capital empregado = C;
  • Taxa de juros = i;
  • Período de aplicação = t; 

No entanto, esses não são os únicos conceitos que estão aplicados na matemática financeira também existem outras de natureza importante, como:

  • Análises de investimento;
  • Sistema de amortização;
  • Capitalização;
  • Descapitalização.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Estudante de letras - português e inglês pela Universidade Cidade Verde da Bahia. Experiência com marketing de conteúdo e tradução para sites e agências. Atualmente atua como redatora profissional de finanças e economia do Sua Finança.

Economia

ICMS: congelamento do imposto terminará no fim do mês

Pedro Hostyn

Publicado

on

A medida de congelamento do ICMS para os combustíveis, programada para durar três meses, terminará no dia 31 de janeiro. Essa é a decisão dos secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal, tomada nessa sexta-feira, 14. A medida cai no momento em que os secretários entendem que a ideia não surtiu efeitos. Desde o congelamento do ICMS, o preço do diesel e da gasolina continuaram subindo, impactando na inflação, que fechou em 10,06% no ano passado.

Agora, a alíquota continuará a incidir sobre o combustível, com valores maiores no caso de um aumentos dos combustíveis. Essa é a realidade esperada, dado que a Petrobrás aumentou o preço da gasolina recentemente. Ainda, os governadores avaliam que haveria severa perda de arrecadação, caso a medida continuasse em vigor.

Não deu certo o congelamento do ICMS

O congelamento do ICMS não conseguiu deter a alta dos preços nos postos de gasolina. Desde que foi aprovada, no dia 29 de outubro do ano passado, a gasolina subiu, assim como o diesel. Dessa forma, a conclusão dos secretários e dos governadores é que os maiores impactos não estão nessa alíquota.

De fato, muitos economistas afirmaram, na época, que nada mudaria no reajuste. Isso porque a maior parte do preço da gasolina sofre os impactos da alta do Brent no mercado internacional. Ainda, aqui no Brasil a alta do dólar conta muito na hora da importação. Com um dólar alto, os combustíveis tendem a subir. Contudo, mesmo com o dólar caindo nessas duas primeiras semanas de 2022, a expectativa é, ainda, de preço nas alturas. Isso porque o Brent atingiu, novamente, a cotação máxima de sua história na sexta-feira, 14. Agora, o barril de petróleo custa US$86,32. Segundo analistas técnicos, o formato do gráfico aponta para um rompimento das máximas. Outros especialistas ainda afirmam que o Brent pode chegar à cotação dos US$100 ainda nos primeiros três meses desse ano. Economistas afirmam que isso é bem mais impactante que o ICMS.

publicidade

Por isso, especialistas começam a jogar para cima as expectativas da inflação para o Brasil. O Boletim Focus, que estipulou um fechamento de 5,03% pode vir com patamares acima desses, na segunda-feira, para o IPCA. Isso é importante, porque a meta colocada pelo Conselho Monetário Nacional tem o teto de 5%. Ou seja, o mercado acredita que, mais uma vez, o Brasil não baterá o teto da meta do IPCA.

ICMS

Foto: Shutterstock

O que vai acontecer agora?

É difícil prever, no curto prazo, o que pode acontecer. Contudo, algumas expectativas de mercado já ganham cada vez mais força. A primeira delas é a de que a gasolina deve subir mais ainda nas próximas semanas, reforçando a ineficiência de congelar o ICMS. O petróleo opera em forte alta nos últimos dias. Desde 21 de dezembro, a cotação internacional já subiu 19,74%, o que com certeza vai piorar as coisas por aqui.

Por outro lado, a segunda expectativa do mercado é a de que os preços de toda a economia devem subir, antes de uma eventual queda. Com isso, o cenário da Selic será o mesmo: subirá até um teto esperado de 13%, depois começará a sua caminhada de queda.

Por isso, as expectativas até o meio do ano são, ainda, de inflação alta e baixa atividade econômica. Qualquer recuperação do PIB, segundo economistas, deve acontecer de julho em diante.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

publicidade
Continue Lendo

Bancos

Nubank deixa de ser banco mais valioso da América Latina

Pedro Hostyn

Publicado

on

Depois de ser o IPO mais aguardado de 2021, o Nubank deixou de ser o banco mais valioso da América Latina. Isso se deve à queda dos preços das ações, que fizeram o banco perder valor. A principal causa dessas quedas é o aumento de juros nos Estados Unidos, bem como as incertezas com a economia brasileira. Apesar disso, o banco ainda está em segundo lugar, avaliado em US$37,4 bilhões, atrás apenas do Itaú.

Na bolsa brasileira, o BDR do Nubank, o NUBR33, já perdeu mais de 34% de seu valor. Cotado a R$11,50 no fim do primeiro pregão, agora o banco vale R$7,56 na cotação de sexta-feira. Apesar disso, analistas afirmam que o banco não sofreu interferências e não teve mudanças em processos internos. Com isso, a queda é puramente especulativa.

Nubank caiu feio!

A expectativa de que o banco central americano, o FED, aumente os juros na maior economia do mundo mexeu com todo o mercado de ações, inclusive com o Nubank. Por lá, investires veem as treasuries americanas (títulos públicos) se valorizando cada vez mais, o que contribui para a saída da renda variável. Com isso, as ações tendem a perder valor, algumas mais, outras menos.

Porém, o caso do Nubank é diferente. Isso porque muitos analistas enxergam o IPO da fintech como exagerado. O preço colocado no banco ficou acima de grandes empresas mundiais, como Itaú e Santander. Por isso, o mercado tende a corrigir esses preços de forma automática. Como o Nubank estava sendo negociado bem acima de seus indicadores, a tendência é de queda. Agora avaliado em US$37,4 bilhões, o banco começou na bolsa valendo US$42 bilhões, uma queda de mais de 10% em um mês. NO BDR a situação é ainda pior, dado que o dólar também se desvalorizou nesse tempo.

publicidade
Nubank

Foto: Divulgação

Itaú voltou ao seu posto

Desde a entrada do Nubank na bolsa americana, o Itaú havia perdido o posto de maior banco da América Latina. Contudo, desde o IPO do roxinho, o banco laranja valorizou 6,19%, enquanto as ações da fintech caíram. Com isso, a empresa voltou ao seu posto. Vale lembrar que o Itaú é dono da maior carteira de clientes do país.

Apesar disso, essa retomada tem grandes contribuições da bolsa de valores por aqui. Com a instabilidade nos Estados Unidos, investidores buscam o mercado brasileiro para tentar uma exposição maior. Dessa forma, as ações das blue chips são as mais buscadas, entre elas, o ativo do Itaú (ITUB).

Ainda, vale lembrar que o desempenho da Nasdaq não anda satisfatório. Depois de subir mais de 20% em 2021, a bolsa das techs opera em baixa de 5,93% no ano até agora. Além da queda das ações do Nubank, outras novidades esperadas pelo mercado, como Robinhood, Toast e Affirm caíram até 31%. Com esse movimento, há a tendência de desconto de ativos. Por outro lado, analistas afirmam que o P/L do índice Nasdaq segue elevado, o que pode contribuir com mais quedas durante o ano.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Bancos

Depois de brigar com a XP, Itaú compra corretora Ideal

Pedro Hostyn

Publicado

on

Três meses após ter desavenças com a maior corretora do Brasil, a XP, o Banco Itaú anunciou a aquisição de 100% das ações de uma corretora digital, a Ideal Investimentos. A compra marca um processo de entrada do banco no setor de varejo de investimentos. Isso porque os investimentos em bancos são fortemente criticadas pelo conflito de interesses e pelas altas taxas.

Com isso, o Itaú terá mais uma empresa para o seu guarda-chuva e a perspectiva é de aumentar, ainda mais, o número de investidores na bolsa brasileira. Recentemente, os grandes bancos estão adquirindo corretoras para tentar ampliar o leque de investidores em suas bases.

Brigou com a XP

Antes de comprar a Ideal Investimentos, o banco Itaú teve uma severa briga com a XP, envolvendo a compra da corretora. Isso porque o Banco Central proibiu que o banco adquirisse 100% da empresa. Em nota, o BC informou que o Itaú poderia ter, no máximo, 49,9% da empresa, algo que o banco já tinha.

A compra da XP pelo Itaú tinha três etapas. Na primeira, o banco adquiriu os 49,9% da corretora. Posteriormente, haveria a compra de mais 25% da empresa, em duas partes de 12,5% cada. Contudo, na segunda compra de 12,5%, o Banco Central atuou proibindo as transações. Diante disso, houve troca de farpas na internet de um lado para o outro. A XP chegou a usar o nome do Itaú em suas campanhas de marketing, algo que não gerou bons retornos à empresa.

publicidade

Contudo, o Itaú tem como plano atuar no setor do varejo em corretoras. Diante dessa nova expansão de mercado, o banco comprou o controle de 100% da Ideal Investimentos, que têm uma parcela mínima no mercado. Segundo a transação, o Itaú avaliou a empresa em R$1,3 bi. Assim como na XP, a compra da Ideal será dividida em fases.

Itaú XP Ideal

Foto: Itaú | Divulgação

As fases de compra do Itaú

O Itaú anunciou a intenção de comprar 100% da ideal através de dois aportes diferentes. O primeiro, que foi anunciado hoje, e o segundo, que ocorrerá em 2027 ou posteriormente. No final da transação, o banco terá a opção de comprar 100% da corretora Ideal, 100% digital e nova no mercado. Além disso, o Itaú afirmou que a compra permitirá que o banco atue e forneça mais produtos ao mercado brasileiro.

Em nota, o banco informou que a primeira compra foi de 50,1% do capital social e votante da corretora. O valor desse aporte foi de R$650 milhões. o que faz o Itaú ter o controle da companhia. Após 5 anos, o Itaú terá a possibilidade de comprar os 49,9% faltantes, contudo, analistas afirmam que isso será feito a preço de mercado da data, não relacionado com o preço de hoje.

Dessa forma, caso a corretora cresça fortemente, o banco precisará pagar ainda mais pelos 49,9% faltantes. Apesar disso, analistas acreditam que esse prazo servirá para determinar se é, ou não, um bom negócio para o banco. Contudo, apesar de ter o controle acionário da empresa, o Itaú informou que as decisões da corretora seguirão sem interferências do banco.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

publicidade
Continue Lendo

Cartão de Crédito

Nubank releva como liberar R$ 50 de crédito pelo aplicativo

Raquel Luciano

Publicado

on

O Nubank revelou que vai liberar o valor de R$ 50 de crédito através do seu aplicativo de pagamentos. Caso você ainda não saiba, o banco digital dispõe de um cartão de crédito, que além de possuir diversos benefícios, não tem anuidade.

No entanto, vale destacar que a sua aprovação é analisada com base em diversos critérios e, em muitas vezes quando liberado, o limite não agrada os clientes.

Atualmente, quando o Nubank concede o seu cartão de crédito, mais conhecido como “roxinho”, para um cliente cujo as condições não são muito favoráveis, o limite inicial costuma ser no valor de R$ 50.

Clientes com scores de crédito menores costumam ter o limite de crédito negado. Normalmente, clientes endividados, com atrasos em pagamentos ou score baixo não conseguem ter acesso a tantos benefícios financeiros.

publicidade

No entanto, com o objetivo de ajudar os seus clientes, o Nubank oferece um limite de R$ 50, como uma maneira de analisar as condições do cliente, e assim, no futuro, conceder o aumento do limite de crédito.

A conta do Nubank encerrou 2020 com um total de R$ 29,6 bilhões em depósitos, valor 100% maior do que o registrado no final de 2019. Isso significa que os valores depositados na nossa conta mais que dobraram no último um ano.

Aumento do limite de crédito

Confira cinco dicas para que o seu limite seja elevado pelo Nubank:

1.Pagamento regular da fatura

Demostrar responsabilidade com as dívidas da instituição deve ser o primeiro passo para a conquista de mais crédito. Neste sentido, pagar as faturas até as datas de vencimento deve ser uma ação constante.

2.Concentrar os gastos no cartão

Utilizar o limite total disponível, bem como optar por reunir todos os gastos possíveis no roxinho é uma ótima maneira de chamar a atenção da fintech. Isso porque, o Nubank pode entender que precisa de mais crédito.

publicidade

3.Manter o nome limpo

Vale ressaltar que deixar de pagar alguma dívida a ponto de ter o nome negativado nos órgãos de proteção ao crédito pode dificultar a concessão de mais limite. Por isso, as contas devem andar sempre em dia.

4.Atualizar a renda no aplicativo

Caso a renda seja ampliada, a informação deve ser atualizada no aplicativo do banco digital. Através disso, uma margem maior pode ser liberada considerando o novo capital financeiro.

5.Construir um relacionamento

Por fim, mas não menos importante, construa um relacionamento com a instituição financeira. A meta pode ser alcançada ao contratar outros serviços oferecidos, como seguros, investimentos, entre outros.

 

publicidade

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Bancos

Nubank tem o maior fundo multimercado do país

Pedro Hostyn

Publicado

on

Dados do site Economática afirmam que o Nubank tem o maior fundo multimercado do país. Com apenas quatro meses de existência, o Fundo Nu Seleção Cautela bateu seus concorrentes em número de cotistas. Contudo, ainda deixa a desejar em patrimônio líquido e rentabilidade. Apesar disso, o fato marca mais uma revolução roxa do banco, que além de ser o maior banco da América Latina em valor, também se tornou uma das principais corretoras do país no fim do ano passado.

Além do Nu Seleção Cautela, outros dois fundos do banco estão no Top 5 fundos do Brasil. A entrada do banco no mundo dos investimentos promete mudar a forma como o brasileiro vê seu dinheiro. Além disso, deve ajudar milhões de pessoas a investir de forma mais completa. Contudo, analistas afirmam que ainda falta qualidade nos produtos da instituição.

O que são fundos multimercado?

Os fundos multimercado são produtos que permitem que o investidor diversifique em renda fixa, renda variável, commodities, ouro e demais moedas dentro de apenas um produto. Com isso, os fundos são mais arriscados que a renda fixa, mas dada a alta diversificação, são mais seguros que fundos de ações. Apesar disso, não é recomendado que o investidor utilize apenas esses produtos.

Isso porque, mesmo em fundos de investimentos diversificados, especialistas acreditam que é importante ter diversos tipos de fundos de investimentos na carteira. Isso permite ter uma rentabilidade maior e uma constância maior dos retornos no longo prazo. Contudo, os fundos multimercados do Nubank não estão sequer ultrapassando os fundos mais seguros do Brasil.

publicidade

Em comparação desde a criação dos produtos, no dia 16 de março, o CDI já rendeu 4,18%, contrastando com 3,37% de rendimento do Fundo Nu Seleção Cautela, o maior do país. Os outros dois fundos da instituição, que também estão no top 5 em números de cotistas, renderam 2,26% e 1,67%. São os fundos Nu Seleção Equilíbrio e Nu Seleção Potencial, respectivamente. Dessa forma, os retornos abaixo do CDI permitem afirmar que a NuConta estaria rendendo mais que os produtos mais arrojados da instituição.

Nubank

Apesar de ter o maior número de cotistas, os fundos do Nubank estão rendendo abaixo do CDI. Foto: Mais Retorno | Reprodução

O feito notório do Nubank

Apesar de os fundos do Nubank terem rendimentos pífios perto da inflação, analistas afirmam que o banco está dando acesso a diversos novos investidores a produtos diferentes do mercado. Isso porque anteriormente os fundos eram tidos como menos populares. Como o banco caiu no gosto dos brasileiros, popularizar essa modalidade de investimentos pode ser bom para o país.

Dessa forma, o mercado pode ficar mais dinâmico, com maiores valores rolando entre os agentes e dando mais confiança à liquidez do país. Além disso, um investimento sólido pode fazer com que os índices de endividamento das pessoas caiam, à medida em que a educação financeira chega a elas. “Entre os novos cotistas dos fundos Nu Seleção temos um número expressivo de novos investidores, pessoas que nunca haviam aplicado seus recursos através de um fundo, demonstrando nosso potencial de expandir o mercado de investimentos no Brasil”, afirmou Andrés Kikuchi, líder da Nu Asset Management.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Dicas

Aposentadoria: é possível parar de trabalhar jovem?

Pedro Hostyn

Publicado

on

E se fosse possível viver de rendimentos sem depender da previdência do governo, você aceitaria? A grande maioria das pessoas diria que sim. E através do mundo dos investimentos, é possível chegar na aposentadoria antes das regras do INSS. Apesar disso, é importante saber como chegar lá, através de um planejamento que mostraremos aqui.

Além disso, é importante avisar que não é fácil, mas com um esforço um pouco acima da média é possível viver a vida mais tranquila financeiramente. Dessa forma, você pode, sim, se aposentar sem precisar da ajuda do governo.

Renda passiva é aposentadoria?

Uma das maiores confusões dos investidores é sobre renda passiva ser aposentadoria. Isso não é verdade em um primeiro momento. Contudo, à medida em que se investe, a sua renda passiva será a sua aposentadoria, de fato. Ficou confuso? Calma, vamos explicar!

Ao começar a investir, você ganha alguns centavos por mês. Depois que reinveste esse valor e aporta mais, os centavos se tornam R$2 e, seguindo esse passo a passo, você chega a grandes somas. Contudo, somente quando os seus proventos cobrirem as suas despesas e seus novos aportes é que você estará, oficialmente, aposentado. Isso porque das pessoas que investem, muitas começam a gastar os dividendos quando eles somam valores relevantes. E é aí que está o grande erro.

publicidade

Isso porque quanto maior os seus proventos, maior é o seu reinvestimento. Com esse reinvestimento maior, os juros incidirão sobre valores maiores ainda e assim sucessivamente. Por isso, o grande objetivo do investidor é chegar em somas relevantes de renda passiva. Depois disso, o movimento dos juros sobre juros acontecerão de forma mais destacada.

aposentadoria

Foto: Pexels

Como saber quanto eu preciso para viver sem trabalhar?

Para saber o quanto precisa investir para ter uma renda passiva, que servirá de aposentadoria, é preciso que você saiba, antes, o quanto pretende ganhar na sua renda passiva. Depois disso, precisa saber quanto precisará juntar para ter os rendimentos que deseja. Dessa forma, você precisa apenas manipular algumas outras variáveis.

Contudo, para se aposentar com uma renda passiva de R$5.000 por mês, o investidor precisa juntar, em média, R$833 mil reais investidos. A simulação foi feita com investimentos em fundos imobiliários. Contudo, se pegarmos o valor total e utilizarmos a taxa do fundo imobiliário MXRF11, que está pagando 0,9% ao mês atualmente, a renda passiva seria de R$7.497. Com isso, é importante que você utilize uma taxa mensal para ver os rendimentos.

Dessa forma, em um investimento que pagar uma taxa de 0,5% ao mês, em média, você precisará de R$1 milhão de reais investidos. Para isso, é importante seguir duas regras básicas. A primeira é sempre busque fazer uma renda extra para aumentar os seus aportes para sua aposentadoria. A segunda regra serve para lembrar que você não deve resgatar o dinheiro dos proventos até que tenha atingido os valores da meta.

Com esses valores em mãos, você pode traçar um plano para começar a ganhar mais dinheiro, investir melhor e também começar a cortar gastos para que consiga atingir o objetivo o quanto antes. Saiba que não é fácil, mas com tempo e persistência, você pode chegar lá!

publicidade

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Title

ICMS ICMS
Economia11 horas atrás

ICMS: congelamento do imposto terminará no fim do mês

A medida de congelamento do ICMS para os combustíveis, programada para durar três meses, terminará no dia 31 de janeiro....

Ipespe Ipespe
Política11 horas atrás

Ipespe: Lula tem 44% dos votos contra 24% de Bolsonaro

Se as eleições fossem hoje, o ex-presidente Lula teria uma grande folga em relação ao segundo colocar, Bolsonaro, para uma...

Caixa libera Auxílio Emergencial para pais solteiros de até R$ 3.000 Caixa libera Auxílio Emergencial para pais solteiros de até R$ 3.000
Economia12 horas atrás

Caixa libera Auxílio Emergencial para pais solteiros de até R$ 3.000

Já foi liberada pela Caixa Econômica Federal a parcela retroativa do Auxílio Emergencial para o grupo de pais solteiros. O...

Nubank Nubank
Bancos15 horas atrás

Nubank deixa de ser banco mais valioso da América Latina

Depois de ser o IPO mais aguardado de 2021, o Nubank deixou de ser o banco mais valioso da América...

Suprema Corte Suprema Corte
Política15 horas atrás

Suprema Corte veta decisão de Biden sobre vacinas

A Suprema Corte dos Estados Unidos, semelhando ao STF brasileiro, desferiu um duro golpe para o presidente Joe Biden nessa...

BIVB39 IVVB11 S&P 500 BIVB39 IVVB11 S&P 500
Ações15 horas atrás

BIVB39: é uma boa escolha para investir no S&P 500?

Investir nos Estados Unidos é uma excelente forma de proteger o seu patrimônio. Ao saber disso, buscar formas cada vez...

fundos de investimentos em dólar fundos de investimentos em dólar
Derivativos1 dia atrás

Fundos de investimentos em dólar: vale à pena?

Proteger o seu patrimônio deve ser uma das suas prioridades ao começar no mercado financeiro. Isso porque não basta guardar...

Dólar fecha semana em leva queda e anima investidores Dólar fecha semana em leva queda e anima investidores
Moedas e Câmbio1 dia atrás

Dólar fecha semana em leva queda e anima investidores

O dólar fechou em leve queda e próximo das mínimas do dia nesta sexta-feira (14), com vendas na reta final...

Ibovespa Ibovespa
Investimentos1 dia atrás

Ibovespa fecha em alta e encosta nos 107 mil pontos

Em sessão marcada pelo varejo positivo no Brasil, o Ibovespa contrariou o mercado internacional e operou em alta de 1,33%...

Eduardo Paes Bitcoin Eduardo Paes Bitcoin
Economia2 dias atrás

Eduardo Paes diz que Rio investirá em criptomoedas

Em entrevista coletiva à Rio Innovation Week, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse que pretende investir parte...

Mais lidos