Connect with us

Sem categoria

INSS: saiba como EVITAR GOLPES com seu nome

Publicado

on

Os cibercrimes persistem no Brasil. Após a inclusão digital de públicos de todas as idades, as operações digitais aumentaram e, consequentemente, os golpes. Os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) são as vítimas mais procuradas pelos bandidos.

Em razão disso, é necessário que essa parcela da população esteja atenta aos golpistas que entram contato se passando por representantes do INSS ou, ainda, funcionários de instituições financeiras nas quais o benefício da Previdência Social é pago.

Para convencer as vítimas, os criminosos usam linguagens técnicas capazes de ludibriar um idoso desavisado. A intenção é sempre ter acesso a dados pessoais da vítima. Sendo assim, informar qualquer dado sem comprovação do solicitante é inviável.

Golpe da antecipação de empréstimo

Um golpe que está se tornando comum entre os segurados do INSS é o da antecipação de um falso empréstimo. A propaganda do suposto serviço indica que a contratação é simples, com a liberação do dinheiro quase instantânea.

publicidade

Em síntese, o golpista solicita que a pessoa faça um depósito antecipado de um determinado valor para garantir a contratação do empréstimo. Mas logo é possível desconfiar, uma vez que esse tipo de estratégia não é comum das instituições financeiras.

A lei proíbe os bancos de solicitar depósitos de pagamentos antecipados para concessão de crédito.

Golpe do boleto

Outro golpe que está fazendo muitas vítimas entre os aposentados e pensionistas da previdência consiste em criar um falso boleto que é enviado por e-mail ao cidadão. No momento em que a vítima digita o código de barras para fazer o pagamento, o dinheiro é direcionado para a conta do golpista.

Quais são os canais oficiais do INSS?

Caso tenha dúvidas sobre o seu benefício ou se o contato feito de surpresa foi do INSS, acesse o site ou aplicativo “Meu INSS” (disponível para Android e iOS) e verifique as informações. Também é possível ligar para a central de atendimento, telefone 135.

No mais, é importante se atentar aos alertas de segurança do site, como o cadeado de criptografia na barra de endereço. O segurado ainda pode entrar em contato com o banco em que recebe o benefício em caso de dúvidas.

publicidade

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy