Connect with us

Renda Variável

Dois ETF para lucrar com o mercado de trabalho

Pedro Hostyn

Publicado

on

Já falamos muitas vezes por aqui que o mercado está mudando bastante. A pandemia colocou em xeque o trabalho presencial e agora tudo está voltado à tecnologia. E existem dois ETF que investem em empresas adeptas a essa mudança. Apesar disso, ambos são listados apenas em bolsa americana, o que necessita de uma corretora de lá.

Contudo, vale sempre lembrar que os ETF tendem a ser mais eficientes que investimentos autônomos. Com isso, é sempre uma boa ideia olhar para esses títulos e pesquisar o momento certo de investir.

ETF GIGE

O grande potencial do novo mercado de trabalho é a gig economy. Basicamente estamos falando de empresas que vão atrás de autônomos, freelancers e pessoas sem vínculo com a empresa. Dessa forma, todos têm maior liberdade e, no caso da empresa, sai mais barato também.

É nesse tipo de mercado que o GIGE investe. O ETF contém empresas responsáveis por ligar empregadores a autônomos e, ganhando uma comissão por isso, também beliscam sua parcela de dinheiro. O ETF é recente, foi lançado em maio de 2019. Desde então, o rendimento alcança quase 60%, bem acima de índices mundiais, como o Ibovespa, que rendeu menos de 14% no mesmo período.

publicidade

Com essa transformação digital, as empresas que estiverem à frente desse mundo poderão despontar no mercado, o que também pode acontecer com as ações delas.

O GIGE investe a maioria de seu capital nos Estados Unidos. Contudo, como se trata de um fenômeno mundial, o ETF tem 17% do patrimônio na China, contando com investimentos em Israel (6,2%), Canadá (6,1%) e Cingapura (4,3%). Com isso, além de investir em empresas inovadoras, o investidor também consegue diversificar em diversos países, uma proteção a mais para o seu dinheiro.

Além disso, vale lembrar que o ETF é listado apenas na bolsa americana. Com isso, ainda não é possível investir através da sua corretora tradicional. Uma das formas de investir nela é abrindo uma conta na Avenue ou Passfolio.

ETF

Foto: Unsplash | Reprodução

SMH e o mundo digital

Outro meio de investir no mercado de trabalho os futuro é pensar no digital. Com a necessidade de mais computadores e insunos elétricos, as empresas dessa área também podem se destacar no futuro. Vale lembrar que elas também são necessárias no mundo do metaverso.

Com isso, o ETF SMH, VanEck Semicondutor investe em empresas ligadas ao mundo tech, principalmente no setor se chips. Apesar de inovador, o fundo é listado em bolsa desde 2011. Se pegarmos os dados desde 2019, apenas, o fundo já rendeu quase 300%, também bem acima dos índices como o Ibovespa para o mesmo período. Com isso, o fundo apresenta solidez e ainda um grande potencial de retorno.

Os ETF são recomendados para investidores que desejam mercados específicos e não querem perder tempo procurando e montando carteiras específicas para esses setores. Por isso,  vale lembrar que há incidência de taxas e que o investidor deve sempre ler os regulamentos antes de comprar esses ativos.

publicidade

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Estudante de Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Experiência com o mercado de investimentos e análises políticas fazem parte da rotina. Atualmente, atua como assessor de atendimento e escritor do presente jornal.

Investimentos

Ibovespa tem leve alta, mesmo com pressão externa

Pedro Hostyn

Publicado

on

A alta de juros nos Estados Unidos pressionou os ganhos da bolsa brasileira, mas no final do dia o Ibovespa conseguiu fechar em alta de 0,28%. Ao contrário da bolsa brasileira, os índices internacionais sentiram a pressão e fecharam em forte baixa no dia. Além do FED, as ações brasileiras se sustentaram pelas commodities, como o minério e o petróleo. Esse último atingiu as máximas desde 2014.

Dos destaques do dia, as ações ligadas às commodities brilharam. Em primeiro lugar, PetroRio subiu 4,82%, seguida por Cogna, com alta de 3,69%. Em terceiro lugar, Gerdau subiu 3,40%. Por outro lado, as quedas foram lideradas por Locaweb, que caiu 10,61%. Em segundo lugar, Banco Inter caiu 10,43%, enquanto alpargatas caiu 7,88%. Além disso, Vale subiu 2,45%, enquanto Petrobrás subiu 0,44%.

O Ibovespa se descolando dos Estados Unidos

O Ibovespa está descolado dos pares internacionais desde o ano passado. Contudo, enquanto 2021 foi de queda, ante forte alta na terra de Joe Biden, 2022 está sendo o contrário. Até agora, o índice brasileiro está subindo 2,64% no ano, enquanto o S&P 500, por exemplo, está caindo 4,58%. A comparação é melhor, caso o investidor veja o retorno do índice Nasdaq, que cai 8,37% até agora.

Porém, o noticiário do Brasil não foram tão bons hoje. Em Brasília, servidores protestaram por reajuste. Isso porque o orçamento de 2022 prevê aumento apenas para policiais, o que desagradou os servidores da Receita e do Banco Central. Apesar disso, economistas afirmam que a União não tem verbas suficientes para atender as demandas do funcionalismo.

publicidade

Por outro lado, o mercado também ficou de olho na temporada de balanços trimestrais dos Estados Unidos. Enquanto no ano passado as ações deram surpresas positivas para o mercado, superando as expectativas, no último trimestre de 2021 os resultados foram outros. Hoje, a principal decepção foi com a queda de 13% no lucro do banco Goldman Sachs, um dos principais bancos de investimentos do mundo.

Ibovespa

A bolsa americana sentiu a alta dos juros, que pode vir acima do esperado em março. Foto: Reuters

Lá fora, a situação é diferente

Enquanto o Ibovespa sobe por aqui, o índices americanos preocupam os investidores. Apesar disso, analistas afirmam que é cedo para medir os impactos das altas dos juros na prática, dado que isso ainda vai demorar para acontecer. Segundo analistas, as sucessivas quedas podem fazer com que a bolsa americana fique descontada até o meio do ano.

Hoje, o índice Nasdaq sofreu. Com a alta dos juros, as techs são as principais afetadas, dado que são empresas menos consolidadas no mercado. O índice das empresas de tecnologia caiu 2,60%, a maior queda nos Estados Unidos. Em segundo lugar, o S&P 500 caiu 1,84%, representando o temor generalizado pelo mercado de maior risco hoje. O Dow Jones, a bolsa mais consolidada do país, também caiu forte, fechando em baixa de 1,51%. O resultado vem com a expectativa de que os juros podem subir mais que o esperado pelo mercado, já em março.

Por aqui, o dólar não resistiu e subiu 0,61%. Segundo especialistas, a maior procura por dólares serve justamente para a compra de títulos de renda fixa na maior economia do mundo. A moeda fechou o dia cotada a R$5,56 na compra e na venda.

 

publicidade

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Ações

Microsoft compra Activision Blizzard por US$68,7 bilhões

Pedro Hostyn

Publicado

on

A Microsoft finalizou hoje, 18, a maior compra de sua história. Isso porque a gigante americana adquiriu 100% das ações da Activision Blizzard, uma das maiores empresas de jogos virtuais do mundo. Dessa forma, a empresa de Bill Gates é a terceira maior desenvolvedora de jogos eletrônicos do mundo, e passa a ser dona de produtos consagrados no mercado, como Call of Duty e World of Warcraft. Segundo a nota da empresa, o valor da transação foi de US$68,7 bilhões, valor 45,2% maior que o fechamento das ações da companhia de games ontem na bolsa.

Agora, a Microsoft perde apenas para a Tencent e para a Sony em tamanho. Na indústria de games, a empresa pode criar novos produtos, além de entrar com força no cenário do metaverso. Apesar da compra, os cargos da Activision Blizzard devem continuar iguais, sem trocar bruscas no curto prazo.

A compra da Microsoft mexeu com a indústria

A Activision Blizzard não andava em um bom cenário interno. Com diversas denúncias de assédio sexual dentro da empresa, a imagem ficou manchada e houve muita pressão da imprensa sobre a companhia. Contudo, a Microsoft comprou a totalidade da empresa, no intuito de entrar no mercado de games. Para a Activision, a compra representa um potencial de se igualar às maiores empresas do mundo.

Além disso,  compra também movimentou as ações da companhia. No mercado de hoje, os BDR da Activision (ATVI34) sobem 27%. Apesar disso, a informação não mexeu nos BDR da Microsoft, que seguem operando normalmente. A alta das ações da companhia de games se deve ao fato de a compra ter sido efetivada por um valor 45,2% maior que o preço de mercado. Com isso, os investidores passam a avaliar o preço da empresa como a Microsoft. Apesar disso, os BDR da empresa operavam em queda de quase 25% nos últimos seis meses, fruto de resultados nada animadores. Agora, uma possível injeção de dinheiro na Activision pode fazer com que a empresa ganhe ânimo para concorrer de frente com outros jogos famosos.

publicidade

Com a compra, sempre é esperado que algumas coisas mudem internamente. Contudo, a Microsoft deu a entender que tudo permanecerá igual. Além disso, a empresa afirma que Bobby Kotick, diretor-presidente da empresa, ficará no cargo. Ele é duramente criticado pela gestão interna, principalmente no caso dos assédios sexuais.

Microsoft Activision Blizzard

Call of Duty: jogo pertencerá à Microsoft. Foto: Reprodução

Como nasceu a Activision Blizzard?

Apesar de parecer uma empresa pronta, a Activision Blizzard, comprada pela Microsoft, é resultado da fusão da Activision com a Vivendi Games, no ano de 2008. Desde então, a empresa vem buscando aumentar sua participação no mercado de games do mundo todo.

No último resultado lançado, a Activision Blizzard reportou uma receita total de US$2 bilhões, o equivalente a R$11,15 bilhões na cotação atual. Contudo, o lucro líquido da companhia ficou na casa dos US$ 639 milhões. Além disso, o anúncio foi feito antes das tratativas finais. Com isso, os acionistas e também os órgãos reguladores ainda precisam aprovar a transação.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Finanças Pessoais

Ibovespa fecha em queda com dia sem volume relevante

Pedro Hostyn

Publicado

on

Com feriado nos Estados Unidos, o volume do Ibovespa foi abaixo da média. Contudo, isso não foi o suficiente para evitar uma queda do índice. Hoje, o principal benchmark brasileiro caiu 0,52%, refletindo o temor do mercado nacional. Por aqui, a paralisação dos servidores públicos, marcada para amanhã (18), aparece como uma ameaça ao governo atual, podendo gerar instabilidade política e novos gastos públicos.

Apesar disso, os destaques positivos do dia ficaram para Cielo, Qualicorp e Tim, que subiram 4,95%, 2,76% e 2,45%, respectivamente. Por outro lado, Braskem, Iguatemi e Alpargatas caíram 6,72%, 3,73% e 3,48%, nessa ordem.

Feriado nos Estados Unidos

O dia foi de folga para os investidores americanos. Devido ao feriado de aniversário de Martin Luther King, a bolsa não operou por lá. Dessa forma, aqui no Brasil o dia foi de olhar para a situação interna, que não anda favorável ao atual governo. Como o mercado gosta de estabilidade na política, o Ibovespa caiu 0,52% com a expectativa de paralisação dos servidores públicos amanhã, 18.

Os protestos marcados servem para a classe reivindicar reajuste salarial. Isso porque no texto do orçamento de 2022, Bolsonaro deu aumento de salário apenas para os policiais federais, deixando de fora todo o resto do funcionalismo público. Insatisfeitos, servidores da Receita Federal e do Banco Central pediram as contas em forma de protesto. Contudo, Bolsonaro não deu a certeza de que dará reajuste a todos, mas economistas afirmam que o país não tem dinheiro para tamanho gasto recorrente.

publicidade

Vale lembrar que a equipe econômica do governo já tomou medidas impopulares ao mercado ao driblar o teto de gastos, com a PEC dos Precatórios. Ainda, a manobra fiscal deu espaço para o pagamento do Auxílio Brasil, que, segundo a oposição, é um programa em que o governo visa aumentar a popularidade.

Ibovespa

Foto: Shutterstock

O que o Ibovespa espera?

O mercado espera que o reajuste fique apenas para os policiais militares. Isso porque economistas do mundo todo acreditam que o Brasil não tem espaço para mais um gasto dessa magnitude. Além disso, com a inflação em alta, o reajuste representaria gastos bilionários nos anos de 2022 em diante.

Contudo, analistas políticos falam que o caso pode parar no STF, que analisará a questão judicialmente, não mirando soluções econômicas. Dessa forma, a Corte pode decidir que o reajuste valha para todo o funcionalismo, não apenas para os policiais. Caso isso aconteça, analistas veem uma grande chance de as finanças públicas serem bagunçadas para os anos seguintes.

Com isso, o Brasil deixaria de exercer sua austeridade fiscal e ainda colocaria em xeque o teto de gastos para os anos de 2023 em diante. Atualmente o líder nas pesquisas eleitoral, Lula, também se coloca contra a medida de controlar os gastos públicos, o que aumenta a tensão para os investidores internacionais.

Dessa forma, o dólar subiu leves 0,24%, refletindo uma tensão dos investidores com o Brasil no momento. Apesar disso, para saber como o país vai sair dessa crise, o mercado precisará ver o desfecho das greves dos funcionários do governo.

publicidade

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Bancos

Nubank deixa de ser banco mais valioso da América Latina

Pedro Hostyn

Publicado

on

Depois de ser o IPO mais aguardado de 2021, o Nubank deixou de ser o banco mais valioso da América Latina. Isso se deve à queda dos preços das ações, que fizeram o banco perder valor. A principal causa dessas quedas é o aumento de juros nos Estados Unidos, bem como as incertezas com a economia brasileira. Apesar disso, o banco ainda está em segundo lugar, avaliado em US$37,4 bilhões, atrás apenas do Itaú.

Na bolsa brasileira, o BDR do Nubank, o NUBR33, já perdeu mais de 34% de seu valor. Cotado a R$11,50 no fim do primeiro pregão, agora o banco vale R$7,56 na cotação de sexta-feira. Apesar disso, analistas afirmam que o banco não sofreu interferências e não teve mudanças em processos internos. Com isso, a queda é puramente especulativa.

Nubank caiu feio!

A expectativa de que o banco central americano, o FED, aumente os juros na maior economia do mundo mexeu com todo o mercado de ações, inclusive com o Nubank. Por lá, investires veem as treasuries americanas (títulos públicos) se valorizando cada vez mais, o que contribui para a saída da renda variável. Com isso, as ações tendem a perder valor, algumas mais, outras menos.

Porém, o caso do Nubank é diferente. Isso porque muitos analistas enxergam o IPO da fintech como exagerado. O preço colocado no banco ficou acima de grandes empresas mundiais, como Itaú e Santander. Por isso, o mercado tende a corrigir esses preços de forma automática. Como o Nubank estava sendo negociado bem acima de seus indicadores, a tendência é de queda. Agora avaliado em US$37,4 bilhões, o banco começou na bolsa valendo US$42 bilhões, uma queda de mais de 10% em um mês. NO BDR a situação é ainda pior, dado que o dólar também se desvalorizou nesse tempo.

publicidade
Nubank

Foto: Divulgação

Itaú voltou ao seu posto

Desde a entrada do Nubank na bolsa americana, o Itaú havia perdido o posto de maior banco da América Latina. Contudo, desde o IPO do roxinho, o banco laranja valorizou 6,19%, enquanto as ações da fintech caíram. Com isso, a empresa voltou ao seu posto. Vale lembrar que o Itaú é dono da maior carteira de clientes do país.

Apesar disso, essa retomada tem grandes contribuições da bolsa de valores por aqui. Com a instabilidade nos Estados Unidos, investidores buscam o mercado brasileiro para tentar uma exposição maior. Dessa forma, as ações das blue chips são as mais buscadas, entre elas, o ativo do Itaú (ITUB).

Ainda, vale lembrar que o desempenho da Nasdaq não anda satisfatório. Depois de subir mais de 20% em 2021, a bolsa das techs opera em baixa de 5,93% no ano até agora. Além da queda das ações do Nubank, outras novidades esperadas pelo mercado, como Robinhood, Toast e Affirm caíram até 31%. Com esse movimento, há a tendência de desconto de ativos. Por outro lado, analistas afirmam que o P/L do índice Nasdaq segue elevado, o que pode contribuir com mais quedas durante o ano.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Ações

BIVB39: é uma boa escolha para investir no S&P 500?

Pedro Hostyn

Publicado

on

Investir nos Estados Unidos é uma excelente forma de proteger o seu patrimônio. Ao saber disso, buscar formas cada vez mais simples de investir no mercado mais desenvolvido do mundo passa a ser a meta dos investidores. Contudo, poucos conhecem ou sabem da existência do BIVB39, atual concorrente do IVVB11, que também replica o S&P 500. Ambos os ativos replicam o principal índice de ações do mundo, mas algumas diferenças podem mudar os retornos dos seus investimentos no longo prazo.

Porém, antes de falar sobre o BIVB39, é importante que expliquemos, de forma sucinta, o que é o S&P 500, o índice que esse ativo replica. Além disso, vamos falar quais empresas constam nesse índice, para que o investidor saiba onde está colocando, mesmo que indiretamente o seu dinheiro.

O que é o S&P 500?

O Standart and Poors 500 é uma carteira teórica de ações que conta com as 500 maiores empresas do mundo. Por contar com essas gigantes, o índice é um termômetro global da renda variável e é utilizado como comparativo para outros investimentos em ativos de risco. Por isso, o mundo inteiro olha para esse índice.

Assim como no Ibovespa, o S&P 500 não permite um investimento direto, dado que se trata de uma carteira teórica. Porém, dentro dessa cesta de ativos estão Google, Microsoft, Tesla, Apple e outras gigantes do mundo. Contudo, algumas gestoras de investimentos replicam essa carteira em ativos reais, fornecendo uma rentabilidade bastante semelhante ao investidor. O ETF mais famoso do mundo para replicar o S&P 500 é o IVV, listado na bolsa americana.

publicidade

Porém, para replicar o IVV, as gestoras podem tomar duas medidas: ou elas compram o ETF no mercado exterior e fazem um fundo com 100% da alocação nesse ativo; ou elas replicam diretamente o IVV na bolsa brasileira, através de um BDR de ETF. E é aqui que está a diferença entre o BIVB39 e o IVVB11.

BIVB39 IVVB11 S&P 500

Foto: Unsplash

A diferença entre o IVVB11 e o BIVB39

Apesar de apresentarem rentabilidades semelhantes desde seus lançamentos, esses dois ativos ainda podem dar muita dor de cabeça aos desavisados. Isso porque, além de contar com diferentes gestoras, os ativos têm taxas diferentes.

Começando pelo IVVB11, diferentemente do BIVB39, o ETF gerido pela Black Rock investe 100% no IVV. Contudo, para fazer isso, a gestora cobra uma taxa de 0,23% ao ano para fazer essas compras. Com isso, a Black Rock compra o ETF IVV diretamente na bolsa americana. Contudo, a gestora do IVV, a Black Rock USA, cobra uma taxa de 0,3% ao ano. Com isso, a taxa total fica em torno de 0,53% para cada ano investido no IVVB11.

Contudo, o BIVB39 é um BDR do IVV. Ou seja, em vez de comprar o IVV, o mercado apenas o replica aqui no mercado brasileiro. Isso gera uma taxa menor, dado que a taxa do BIVB39 é de apenas 0,3% ao ano, a taxa do ETF IVV. Com isso, no longo prazo, pode haver grande diferença de rendimentos, devido a uma taxa de 0,23% ao ano. Com isso, para cada mil reais investidos, haverá uma diferença de taxas de R$23 reais a cada 10 anos de investimentos, o que no final resulta em uma diferença de rentabilidade de 2,32%.

Por causa dessa taxa, analistas começam a recomendar a compra do BIVB39. Porém, é preciso que o investidor se atente à liquidez do ativo, que é bem menor que a liquidez do IVVB11.

publicidade

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Derivativos

Fundos de investimentos em dólar: vale à pena?

Pedro Hostyn

Publicado

on

Proteger o seu patrimônio deve ser uma das suas prioridades ao começar no mercado financeiro. Isso porque não basta guardar dinheiro, é preciso que o poder de compra dele siga durante todos os anos investidos. Para os investidores que buscam fazer o hedge, um dos ativos mais comuns são os fundos de investimentos em dólar. Investir na moeda americana pode diminuir as perdas em momentos de crise, mas podem não render tão bem quanto outros ativos.

Por isso, é uma boa ideia investir em fundos de investimentos em dólar? Como montar uma estratégia que você consiga ter uma alocação ideal usando esse ativo? Nesse texto, vamos falar tudo sobre essa modalidade de investimentos que, segundo alguns analistas, deveria estar em todas as carteiras de investimentos. Ainda, vamos explorar algumas modalidades disponíveis no mercado, com preços acessíveis e taxas baixas.

O que são os fundos de investimentos em dólar?

Como o próprio nome diz, os fundos de investimentos em dólar investem diretamente na moeda americana. Por isso, quando o dólar sobe, o fundo ganha. Por outro lado, quando o dólar cai, o fundo perde. Mas existem diversos cenários na economia que podem sinalizar uma provável direção para a moeda americana.

Ao utilizar os fundos de investimentos em dólar, as gestoras atuam comprando contratos futuros de dólar. Funciona assim: minuto a minuto, o mercado negocia a compra e venda de dólar. E é assim que o preço se movimenta. Quando muita gente quer dólares, a cotação sobe. Mas quando pouca gente quer dólares ou quando mais pessoas querem o real, a cotação da moeda cai. E isso acontece por diversos motivos: empresas querem comprar máquinas, uma pessoa deseja viajar, uma siderúrgica quer comprar aço, e assim por diante.

publicidade

Porém, épocas de crise tendem a fazer o dólar subir. Foi o que aconteceu no início da pandemia. Quando o mundo se deparou com a covid, a busca pela moeda americana, a mais segura do mundo, disparou, fazendo o dólar passar dos R$6,00 em alguns dias. Por outro lado, quando a economia brasileira vai bem, há a tendência de investidores comprarem reais para investir aqui. O atual momento, segundo analistas, é de indefinição. Isso porque muitas variáveis precisam ser analisadas pelo mercado.

fundos de investimentos em dólar

Foto: NeonBrand | Reprodução

Como investir?

Por isso, é importante que você invista em fundos de investimentos em dólar quando quiser proteger o seu patrimônio. No ano de 2021, a bolsa caiu 12%, enquanto o dólar engatou uma alta de 10%, aproximadamente. Dessa forma, quem tem uma carteira com metade em dólar e metade em Ibovespa fechou o ano praticamente no zero a zero. E é exatamente essa a função desse fundo.

Em tempos de crise, é indicado que você busque esses fundos. Com isso, você diminui as perdas causadas pelos investimentos em bolsa, por exemplo. Por outro lado, em tempos de alegria no Ibovespa, você pode perder parte de seus retornos com prejuízos no dólar. Porém, analistas recomendam uma carteira com até 5% de fundos de investimentos em dólar, para mitigar perdas e evitar muitas oscilações.

Para isso, diversas gestoras têm esses fundos de investimentos em dólar, como a Warren, o Banco do Brasil, o Santander e demais corretoras. Caso deseje investir, basta entrar em contato com a sua corretora e ver as opções. Contudo, atente-se às taxas e aos demais custos, para não ter sustos na hora do resgate.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

publicidade
Continue Lendo

Title

vale-gás vale-gás
Destaques2 horas atrás

Vale-Gás de R$52 começa a ser pago hoje

O Vale-gás, no valor de R$52, começou a ser pago hoje pelo Governo Federal. A exceção são as pessoas que...

Ibovespa Ibovespa
Investimentos3 horas atrás

Ibovespa tem leve alta, mesmo com pressão externa

A alta de juros nos Estados Unidos pressionou os ganhos da bolsa brasileira, mas no final do dia o Ibovespa...

Bill Gates anuncia investimento em tecnologia para área climática Bill Gates anuncia investimento em tecnologia para área climática
Investimentos5 horas atrás

Bill Gates anuncia investimento em tecnologia para área climática

O fundo de investimento climático de Bill Gates está avançando com planos de canalizar bilhões de dólares em tecnologias verdes...

Nubank: Como consultar os investimentos no aplicativo do NuInvest Nubank: Como consultar os investimentos no aplicativo do NuInvest
Investimentos5 horas atrás

Nubank: Como consultar os investimentos no aplicativo do NuInvest

Se muitas pessoas querem garantir uma aposentadoria tranquila com sombra e água fresca. Investir em corporações que pagam dividendos ajudam...

petróleo petróleo
Economia6 horas atrás

Petróleo nas máximas: como isso afeta o seu bolso?

A notícia de que o petróleo atingiu as máximas desde 2014 abalou o mercado e fez economistas reverem suas previsões...

Microsoft Activision Blizzard Microsoft Activision Blizzard
Ações6 horas atrás

Microsoft compra Activision Blizzard por US$68,7 bilhões

A Microsoft finalizou hoje, 18, a maior compra de sua história. Isso porque a gigante americana adquiriu 100% das ações...

Dólar volta a subir 0,89%, cotado a R$ 5,575 nesta terça (18) Dólar volta a subir 0,89%, cotado a R$ 5,575 nesta terça (18)
Moedas e Câmbio7 horas atrás

Dólar volta a subir 0,89%, cotado a R$ 5,575 nesta terça (18)

O dólar opera em alta na tarde desta terça-feira (18), com as atenções voltadas para o quadro fiscal e político...

Barril de petróleo atinge marca de US$ 88, preço mais alto em 7 anos Barril de petróleo atinge marca de US$ 88, preço mais alto em 7 anos
Economia7 horas atrás

Barril de petróleo atinge marca de US$ 88, preço mais alto em 7 anos

O barril de petróleo Brent atingiu, nesta terça-feira (18), seu preço mais alto do combustível em mais de 7 anos,...

Como novo salário mínimo pode influenciar benefícios sociais Como novo salário mínimo pode influenciar benefícios sociais
Economia8 horas atrás

Como novo salário mínimo pode influenciar benefícios sociais

O novo salário mínimo de R$1.212 neste ano vai trazer mudanças nos benefícios sociais. Isso porque, quando o valor sofre...

Nubank: como fazer o dinheiro render com a conta digital? Nubank: como fazer o dinheiro render com a conta digital?
Investimentos9 horas atrás

Nubank: como fazer o dinheiro render com a conta digital?

O Nubank oferece diversos benefícios para quem resolve abrir uma conta da fintech como a não cobrança de tarifas de...

Mais lidos