Connect with us

Sem categoria

CONTAS de LUZ dos brasileiros ficarão mais baratas, diz ANELL; veja os estados contemplados

Publicado

on

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a conta de luz ficará mais barata em alguns estados brasileiros. Em suma, a medida ajudará os consumidores diante os aumentos nos valores da fatura de energia elétrica provocados pela inflação.

No Mato Grosso do Sul, por exemplo, a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) foi reduzida. Com a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos benefícios, o decréscimo foi de 3,76%. Isso representa uma queda de 1,38% a 1,3% na conta de luz.

A ANEEL ainda ressalta que a conta de luz está mais barata desde o dia 27 de julho, e que a redução atende a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) no que se refere a inconstitucionalidade da cobrança do PIS/Cofins sobre o ICMS da fatura de energia elétrica.

De acordo com o STF, os consumidores vinham sendo cobrados em dobro. Agora, a fim de ressarcir quem pagou mais indevidamente, foi decidido a redução na conta de luz. Outros estados também devem acatar a decisão do STF.

publicidade

Assim, como forma de devolver para o bolso dos consumidores os valores cobrados exacerbadamente, alguns estados decidiram fazer o ressarcimento em forma de redução nos preços das contas de luz.

Vale ressaltar que a ANEEL ainda fará a revisão das empresas para validarem o índice da devolução dos créditos tributários de acordo com a taxação anterior, certificando-se que cada estado tenha seu cálculo feito de forma personalizada.

Reduções das distribuidoras de cada estado

CPFL Paulista (São Paulo): redução de 2,44%;
CPFL Santa Cruz (Minas Gerais): redução de 2,32%;
CPFL Santa Cruz (Paraná): redução de 2,32%;
CPFL Santa Cruz (São Paulo): redução de 2,32%;
Enel CE (Ceará): redução de 3,01%;
Enel RJ (Rio de Janeiro): redução de 4,22%;
Energisa Sergipe (Sergipe): redução de 4,47%;
Neoenergia Coelba (Bahia): redução de 0,50%;
Neoenergia Cosern (Rio Grande do Norte): redução de 1,54%;
Neoenergia Pernambuco – Celpe (Pernambuco): redução de 4,07%;
Sulgipe (Sergipe): redução de 4,88%.

Tarifa Social

O Programa Tarifa Social é voltado para as famílias em situação de vulnerabilidade social, indígenas e quilombolas. Ele concede entre 10% a 100% de desconto na conta de luz. Sendo o último caso apenas para os indígenas e quilombolas.

Para receber o desconto, é necessário estar inscrito no CadÚnico e se encaixar nos critérios de elegibilidade. Ou seja, ter uma renda per capita de meio salário mínimo ou total de até três salários mínimos.

publicidade

Cabe salientar que quem recebe o BPC também pode ser beneficiado pelo programa. Atualmente é preciso que as famílias solicitem a participar no programa na companhia de energia elétrica da região. Confira os descontos aplicados:

Consumo igual ou inferior a 30 (trinta) kWh/mês, o desconto será de 65% (sessenta e cinco por cento);
Consumo entre 31 (trinta e um) kWh/mês e 100 (cem) kWh/mês, o desconto será de 40% (quarenta por cento);
Consumo entre 101 (cento e um) kWh/mês e 220 (duzentos e vinte) kWh/mês, o desconto será de 10% (dez por cento);
Consumo superior a 220 (duzentos e vinte) kWh/mês, não haverá desconto.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy