Connect with us

Sem categoria

Bolsonaro confirma saque de R$1.000 para 14,3 milhões de trabalhadores

Publicado

on

Cerca de 14 milhões de trabalhadores em todo o país serão para realizarem o saque de R$1.000 do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Trata-se do saldo extraordinário anunciado pelo Governo do presidente Jair Bolsonaro.

Antes de mais nada, é importante lembrar que o saque do FGTS começou a ser pago no dia 20 de abril. Na ocasião, o Governo Federal liberou o dinheiro apenas para os cidadãos que nasceram no mês de janeiro. No sábado (30), o valor foi liberado para os nascidos em fevereiro.

Já neste mês de maio, o Governo liberou até agora dois saques do benefício. Na última quarta (04), o valor foi liberado para os nascidos em março. Por fim, nesta quarta (11), o valor foi liberado para os aniversariantes do mês de abril. Portanto, os quatros grupos totalizam 14,3 milhões de trabalhadores.

publicidade

Para movimentar a quantia, o indivíduo precisa utilizar apenas os canais digitais. O Planalto explica que, ao menos neste primeiro momento, será preciso usar o Caixa Tem para realizar a movimentação.

Através do aplicativo, o cidadão pode pagar algumas contas em forma de boletos ou apenas com o código de barras. Além disso, há a opção de realização de algumas compras online e até mesmo presenciais. Dentro de mais algumas semanas, haverá também a opção de transferir os valores para contas de outros bancos.

Os pagamentos serão feitos até o próximo dia 15 de junho, sempre respeitando o mês de aniversário de cada um dos usuários.

O Governo Federal explica ainda que o processo de pagamento será espaçado. O intervalo entre os depósitos poderá variar entre 7 e 10 dias.

Valor do saque do FGTS

De acordo com o Governo Federal, o limite de depósito do FGTS extraordinário é de R$ 1 mil por cidadão. No entanto, isso não quer dizer que todas as pessoas receberão este valor. Tudo dependerá do saldo de cada um.

publicidade

Caso um cidadão tenha R$ 200 de saldo, esse é o valor que ele receberá. Caso ele tenha R$ 20 mil de saldo, então ele receberá apenas R$ 1 mil. O patamar do recebimento poderá ser menor, mas nunca maior do que o limite.

FGTS: Quando o dinheiro pode ser sacado?

De acordo com o calendário, os saques continuarão sendo liberados até 15 de junho. Por outro lado, todos os grupos poderão sacar até dezembro, conforme informações do Governo Federal.

Veja o cronograma para os nascidos a cada mês:

Janeiro: 20 de abril
Fevereiro: 30 de abril
Março: 04 de maio
Abril: 11 de maio
Maio: 14 de maio
Junho: 18 de maio
Julho: 21 de maio
Agosto: 25 de maio
Setembro: 28 de maio
Outubro: 1º de junho
Novembro: 08 de junho
Dezembro: 15 de junho

É importante lembrar que os trabalhadores não são obrigados a realizar o saque do FGTS, mas caso não queiram aproveitar a oportunidade, só poderão realizá-lo em situações específicas previstas em Lei.

publicidade

Consulta pelo site do saque do FGTS

Em primeiro lugar, o trabalhador que preferir, pode consultar o saldo do FGTS através do site oficial do Fundo de Garantia. Por lá, será possível saber se o cidadão tem direito ao saque.

Portanto, em caso de resposta positiva, ele também poderá consultar a data de liberação de crédito que será feita pelo Governo Federal.

Consulta pelo aplicativo

Pelo aplicativo, a gama de possibilidades é notadamente maior. Por lá, o cidadão também poderá saber se há algum saldo em seu nome e também qual será a data do recebimento do benefício, em caso de resposta positiva. Mas além disso, o trabalhador também poderá consultar alguns dados básicos que estão disponíveis por lá.

Por fim, através do aplicativo, o cidadão também poderá informar que não quer receber o saldo do FGTS neste momento. Além disso, é possível também solicitar o retorno do valor creditado para a conta do FGTS.

publicidade

Posteriormente, o indivíduo poderá usar a conta para atualizar os dados cadastrais e criar a chamada Conta Poupança Social Digital, que servirá para os depósitos.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.