Connect with us

Financiamento

Banco do Brasil realiza leilão de imóveis online. Veja como participar!

Raquel Luciano

Publicado

on

Durante o mês de dezembro, o Banco do Brasil (BB) disponibiliza novas ofertas para venda de imóveis, tanto por leilão quanto por venda direta no site Seu Imóvel BB , parceria do Banco com o outlet de imóveis Resale. Estão disponíveis 1.450 propriedades em todo o país, com até 73% de desconto, por valores que iniciam em R﹩ 17.173,05 e chegam a R﹩24.968.321,15.

Todos os ativos podem ser adquiridos de forma 100% online, dentro do site. Essas oportunidades estão disponíveis em várias regiões do Brasil, mas predominam nos estados de Goiás, Paraíba e Piauí .

Para Edson Chini, gerente executivo do Banco do Brasil, as ofertas disponíveis em dezembro atendem a um público diversificado e atento às oportunidades:

“O cliente pode vislumbrar a compra de imóveis e propriedades em geral tanto no centro das cidades quanto em bairros mais afastados ou até mesmo em municípios próximos às capitais brasileiras. As metragens também são diversas, desde as mais compactas até fazendas, pois nosso objetivo é democratizar o acesso aos bens imóveis, atendendo as necessidades de quem está em busca de uma propriedade seja para morar ou investir”, destaca.

publicidade

A ponte entre o cliente e o Banco é a plataforma Seu Imóvel BB, como ressalta o CRO da Resale, Igor Freire: “Nós, da Resale, somos uma proptech que tem a missão de ajudar pessoas a comprar propriedades de forma 100% online. Desse modo, nossa parceria com o Banco do Brasil tem como resultado levar ao consumidor segurança e agilidade nessas aquisições. ”

Para saber mais sobre os imóveis em oferta, basta acessar o site e aplicar os filtros de acordo com o seu interesse – região, tipo de imóvel, valor ou situação (ocupado ou desocupado).

Seu Imóvel BB

Portal Seu Imovel BB concentra as ofertas de casas, apartamentos, terrenos e fazendas de propriedade do Banco do Brasil disponíveis para leilão ou venda direta.

Sobre a Resale

Proptech fundada em 2015, a Resale é um outlet de imóveis que desenvolve soluções para gestão e venda de ativos que retornam ao mercado provenientes das instituições financeiras, grandes empresas ou Governos. Por meio das suas plataformas, tanto essas instituições quanto o cliente final podem ter acesso a tecnologias de ponta que tornam o processo de compra e venda mais ágil, fácil e barato. Para mais informações entre em contato com [email protected]

publicidade

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Jornalista formada pela Universidade Nove de Julho com experiência na produção de matérias para portais de notícia nos estados do MS, BA, MG e SP. Atualmente é Redatora do Sua Finança.

Dicas

Santander realiza leilão de 50 imóveis; confira

Pedro Hostyn

Publicado

on

O Banco Santander está realizando um leilão de 50 imóveis espalhados por todo o Brasil. Os interessados podem dar lances até o dia 17 de janeiro para arrematar imóveis com descontos de até 60% do seu valor. Quem tem interesse pode levar casas, apartamentos, imóveis comerciais ou industriais e até terrenos em oito estados do país.

Os lances estão na faixa dos R$42 mil a R$807 mil e qualquer interessado pode dar sua oferta através do site do leilão. A empresa responsável por recolher os lances e indicar os vencedores é a Sold Leilões, uma empresa do Grupo Superbid.

Santander está leiloando os imóveis

Para entrar em leilão, um imóvel precisa ter diversos problemas. Isso porque é bastante complicado um banco tirar de seus comprados um imóvel. Por isso, é importante saber quais as dívidas que esses lances darão a você no futuro. No caso do Santander, os imóveis são resultado do não pagamento de financiamentos imobiliários emitidos pelo banco a clientes do varejo.

Contudo, o banco ressalta que todas as opções de arremate têm dívidas de condomínio e IPTU quitados até a data do leilão. Caso o arremate seja feito, as próximas dívidas ficam a par do ganhador do leilão. Isso é uma maneira de atrair compradores, de modo a não gerar débitos extras. Além disso, para os imóveis residenciais, o Santader fará um financiamento de até 80% do valor, que pode ser pago em até 420 meses (35 anos). Já para as salas comerciais, valem os 80% de financiamento, mas o prazo de pagamento cai para 360 meses (30 anos).

publicidade

Como se trata de um prazo extenso, é importante analisar a localização do imóvel, as condições atuais de suas estruturas e os valores de débitos futuros (condomínio e IPTU) para ver se todos caberão no seu bolso. Das regiões que possuem imóveis para leilão estão Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná, Paraíba, Pernambuco e São Paulo. Ao todo, a região sudeste possui 34 oportunidades de arremate, contra dois imóveis no sul (Rio Grande e Curitiba) e dois no nordeste (Santa Maria da Boa Vista e João Pessoa).

Santander leilão

Foto: Pexels

Você pode visitar os imóveis

A empresa Solid Leilões, que coordena as ofertas dos interessados, fornece a possibilidade de visitar os imóveis leiloados, para dar mais confiança aos compradores. Apesar disso, é importante que você saiba a localidade dos imóveis antes de marcar a sua visita.

Para marcar uma visita, basta que o interessado entre em contato pelo [email protected], informando os dados para contato e o imóvel ao qual deseja visitar. Além disso, é importante que, antes de dar um lance, os interessados nos imóveis leiam o edital do processo, que está disponível no site da Solid ou, ainda, no portal do Banco Santander. Ao acessar o site, é possível ver que grande parte dos imóveis não tem lances, o que facilita a compra de quem estiver interessado. Normalmente, os leilões de imóveis contam com baixos números de lances. Por isso, é importante ficar alerta para não perder boas oportunidades.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Financiamento

Venda de consórcios chega a marca de R$ 281 bilhões

Raquel Luciano

Publicado

on

A venda de consórcios atingiu o montante de R$ 281 bilhões em ativos. De 2002 até 2020, o setor passou de 1,9% para 3,9% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, segundo informações da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC). Essa alta significa que os ativos passaram de R$ 29 bilhões para R$ 281 bilhões, no período.

Quando não se tem dinheiro para comprar um imóvel ou um carro à vista, pode ter opção de guardar o dinheiro, fazer um financiamento ou fazer um consórcio.

No financiamento, se pode usufruir do bem adquirido de imediato. No consórcio, pode acontecer a mesma coisa, caso seja sorteado ou dar o famoso “lance” e ser contemplado.

Cuidados na hora de fazer um consórcio

Para fazer uma boa escolha, é preciso analisar bem dois fatores: a pressa para ter o bem e as taxas e juros cobrados. Caso queira o bem de imediato, a melhor opção é o financiamento.

publicidade

O consórcio não cobra juros, porém cobra uma taxa de administração e também corrige o valor das parcelas de acordo com a inflação, levando em consideração algum índice, por exemplo o INCC, que é o Índice Nacional de Custos da Construção. Com isso, o valor das parcelas pode aumentar.

Um detalhe importante para considerar no consórcio é a valorização e a desvalorização do bem. Caso o imóvel que queira comprar suba o valor mais que a inflação no período da contratação do consórcio até o recebimento da carta de crédito, o valor pode não ser suficiente para comprar o bem.

Nas parcelas do financiamento são cobrados juros, seguros, custos de administração e amortização, mas é preciso ficar atento ao custo efetivo total, onde está tudo que é cobrado no financiamento.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

publicidade
Continue Lendo

Financiamento

Financiamento de veículos: C6 Bank começa a liberar serviço para clientes

Raquel Luciano

Publicado

on

Como parte da estratégia de ser um banco completo e para todos os perfis de clientes, o C6 Bank passa a oferecer a partir deste mês financiamento de veículos novos e usados por meio de concessionárias e lojas multimarcas. A contratação do crédito é 100% digital e sem burocracia, para clientes correntistas e não correntistas do banco.

A operação começa pelas regiões Sul e Sudeste, que concentram mais de 65% do mercado de financiamentos, mas o objetivo é chegar em breve a todas as regiões do país.

O financiamento de veículo começou a ser oferecido pelo banco em novembro, em um projeto piloto que contou com 60 lojas parceiras. A partir de hoje, 1200 revendas passam a oferecer o produto do C6 Bank.

Veja como vai funcionar

Os revendedores credenciados terão acesso a uma plataforma exclusiva de financiamento do C6 Bank, onde poderão solicitar online o crédito para financiamento de veículos, preenchendo informações básicas dos clientes como nome, CPF, e-mail e placa do carro.

publicidade

Todo o processo é feito digitalmente sem a necessidade de papel. As taxas de juros variam de acordo com o perfil de risco de cada cliente e o prazo máximo será de 60 meses. Como o pagamento é realizado por Pix, pode ser feito a qualquer horário, sete dias por semana.

No C6 Bank, a nova modalidade de financiamento começará por veículos leves. Ao longo de 2022, o banco pretende expandir a oferta de crédito para compra de veículos pesados e motocicletas. O financiamento de elétricos e híbridos também está em estudo.

O banco digital faz sua estreia no financiamento de veículos no momento em que esse mercado passa por uma expansão, principalmente entre usados.

Segundo o Sistema Nacional de Gravames, no acumulado de 2021 até o mês de outubro, as vendas de veículos financiados somaram 4,9 milhões de unidades – um crescimento de 12,8% em relação ao mesmo período de 2020. O saldo da carteira de crédito para aquisição de veículos chegou a R$ 321 bilhões em setembro deste ano.

Outros benefícios do financiamento veicular do C6 Bank

Os clientes do C6 Bank donos de veículos ainda podem aproveitar outras vantagens oferecidas pelo banco. Uma delas é a tag gratuita de pedágios, em que o cliente só paga o valor do pedágio ou do estacionamento onde ela foi utilizada. Não há taxas de envio ou de adesão. O produto é realmente gratuito.

publicidade

O C6 Tag é aceito em todas as estradas pedagiadas do país e em mais de 380 estacionamentos de shoppings, aeroportos e centros comerciais espalhados pelo Brasil. Com ele, a cancela do pedágio ou do estacionamento é aberta e o valor é debitado diretamente da conta corrente do cliente. Na prática, a tag funciona como um cartão de débito do carro.

Clientes do C6 Bank também podem abastecer seus veículos nos postos da rede Shell com pagamento em débito em conta direto pelo aplicativo do banco. A funcionalidade Shell Box é uma opção rápida e 100% digital de pagamento, já que não envolve o manuseio de cartões de crédito ou de dinheiro.

Além disso, com apenas R$ 5 por mês, usuários do C6 Tag podem contratar o Seguro C6 Tag Rodovia. Primeira do tipo no país, a solução oferece assistência em todas as estradas pedagiadas do país.

As comodidades do Seguro C6 Tag Rodovia incluem guincho disponível 24 horas por dia, táxi gratuito para terminar a viagem em um perímetro de até 400 km do local do acidente e hospedagem, conforme a circunstância da ocorrência. Além disso, o serviço oferece uma cobertura de até R$ 5 mil para danos em veículos próprios e de terceiros. Quem já tem seguro de automóvel pode usar esse valor para ajudar a pagar a franquia de danos materiais.

Fonte: Assessoria de Imprensa

publicidade

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Financiamento

Com a alta da taxa Selic, vale a pena financiar imóveis?

Raquel Luciano

Publicado

on

A taxa básica de juros (Selic) teve alta e chegou na casa dos 7,75%, sendo o maior patamar desde 2017. Além disso, pode subir mais até dezembro deste ano, com previsão de 9,25%. Com o aumento, será que ainda é vantagem financiar um imóvel?

De acordo com especialistas, sim. Isso porque a partir do ano que vem, a previsão é de que a oferta de crédito imobiliário fique mais restrita. Só de março para cá, a Selic saiu de 2% ao valor atual, de 7,75%. A decisão do Banco Central é uma tentativa de conter a inflação.

Apesar disso, mesmo com os aumentos da Selic, os preços dos imóveis continuam atrativos neste ano. Com o aumento da taxa básica de juros, as taxas de crédito imobiliário também aumentam. Mesmo assim, de janeiro a setembro houve um crescimento de 96,3% no número de financiamentos, ou seja, mais de R$ 154,7 bilhões.

Os dados são da Associação das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). O uso do FGTS como entrada nos financiamentos é uma saída, por isso, a procura ainda é alta.

publicidade

Investimentos com a alta da Selic

Entre as opções de rendimentos, os títulos ligados à inflação são os mais atrativos com a alta da Selic. Ainda assim, quem ainda pensa em contratar um financiamento imobiliário, 2021 ainda é uma boa opção. Isso porque, no ano que vem, com os bancos reajustando a projeção da inflação, o crédito deve ficar mais restrito.

Já para as famílias de baixa renda, a boa notícia é que o programa Casa Amarela, da Caixa Econômica Federal, está com redução na taxa de juros, de 0,25% e 0,50%, ou seja, para famílias com renda mensal de até R$ 2 mil, fica em 4,75% ao ano no Norte e Nordeste brasileiros, e de 5% ao ano nas outras regiões do país. Já para as famílias com renda mensal de até R$ 7 mil, a nova taxa de juros fica em 7,66% – uma redução de 0,50%.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Financiamento

Financiamento de 100%: Saiba como garantir o seu

Jéssica Queiroz

Publicado

on

Financiamento de 100% são um dos tipos mais difíceis de se conseguir, mas não é impossível 

Os financiamentos servem de grande ajuda para quem deseja ter seus próprios bens. Os mais comuns são financiamentos de casas e carros, no entanto, nem todos oferecem grandes valores de financiamento. Por isso, o financiamento de 100% é um dos mais difíceis de conseguir, entretanto, para quem tem conhecimento e se encaixa no perfil, pode ser de fácil solicitação. Veja mais detalhes!

O que é o financiamento de 100%? 

Financiamento de 100%

Imagem: Istock Photos

Os financiamentos geralmente são oferecidos em valores de entrada que variam entre 20% a 50% do valor total de um imóvel ou veículo. 

Por isso, esses são considerados os valores médios de um bom financiamento. No entanto, isso não significa que valores mais altos não podem ser solicitados. 

Como é o caso do financiamento de 100% de um veículo ou imóvel. Neste caso, todo o valor do bem financiado é pago pelo financiamento e todo esse valor também é parcelado. 

publicidade

Apesar de ser de grande valia para muitas pessoas, esse tipo de financiamento não é oferecido por todas as instituições financeiras. 

O financiamento de 100% ainda é considerado arriscado, devido ao pagamento integral de um bem. 

Como conseguir um financiamento de 100%?

Imagem: Istock Photos

Existem alguns critérios importantes que precisam ser seguidos para que a aprovação do financiamento de 100% seja concedida. 

Por não ser um financiamento fácil de encontrar entre as financeiras e bancos, as exigências podem ser bem rígidas. 

Isso porque, para os bancos e financeiras, esse tipo de financiamento é considerado de alto risco. 

Afinal, caso o cliente deixe de pagar as parcelas referentes a esse financiamento, o prejuízo é consideravelmente maior do que um investimento comum. 

publicidade

Por isso, as políticas internas para que o financiamento de 100% seja liberado são rígidas. Os critérios a serem analisados neste tipo de financiamento são: 

Score de crédito 

Imagem: Istock Photos

A avaliação do score de crédito é realizada várias vezes dentro da solicitação do financiamento de 100%. 

Esse score fica disponível dentro de órgãos de crédito, como o Serasa ou SPC. É através dele que as instituições sabem se o cliente está ou não devendo. 

Caso o cliente seja um bom pagador, seu score sempre se encontrará no verde. Facilitando ainda mais a solicitação do financiamento. 

Nome limpo 

Para pessoas que possuem o nome sujo por conta de algum tipo de débito mal pago, a solicitação será automaticamente negada. 

Por essa razão, antes mesmo de solicitar o financiamento de 100% é necessário quitar todas as dívidas e limpar o nome no Serasa ou SPC. 

publicidade

Comprovantes de renda 

Imagem: Istock Photos

Os comprovantes de renda são os passos mais importantes para a aprovação do financiamento. 

Ao ter como comprovar a renda que recebe de forma mensal, o banco ou instituição avalia o cliente como sendo capaz de pagar as parcelas do financiamento. 

É importante lembrar que as parcelas não podem ultrapassar o equivalente a 30% sob o valor de renda mensal do cliente. 

Por isso, quem deseja um financiamento maior do que o comum oferecido, precisa comprovar uma renda maior que 2 salários mínimos.  

Veja Também:

Sucesso na Internet:

publicidade
Continue Lendo

Economia

Governo aumenta IOF para bancar programas sociais

Pedro Hostyn

Publicado

on

Um decreto do Governo Federal estipulou um aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). O reajuste é para pessoas físicas e jurídicas.

O reajuste vem para custear projetos sociais que Bolsonaro quer para as eleições.

A nova alíquota

O aumento do IOF é distinto para ambas as categorias.

Para pessoas jurídicas, a alíquota anual passa de 1,50% para 2,04%, enquanto que para pessoas físicas passa de 3,0% para 4,08%.

publicidade

A alteração começa a valer no dia 20 de setembro e valerá até o último dia do ano.

Apesar disso, a pequena movimentação pode causar mais um desconforto no bolso da populaçaão, mesmo com o prazo restrito.

Sentindo no bolso

O impacto do aumento do IOF será sentido principalmente nos clientes que buscarão créditos e financiamentos.

Isso porque os bancos sã obrigados a pagar o imposto na hora da contratação de empréstimos e créditos em geral.

Com isso, o cheque especial, o rotativo do cartão e os empréstimos tradicionais podem sofrer um ajuste de até 32% no valor do IOF.

publicidade

Apesar de não haver tempo hábil para que isso cause um efeito na economia em geral, o aumento de imposto foi criticado pela oposição pela sua finalidade: projetos eleitorais.

IOF

[Imagem: Dziana Hasanbekava – Reprodução]

Porque aumentou?

O Governo Federal vem tentando, a todo custo, acomodar os gastos nos valores do teto e, por isso, a manobra do IOF vem para ser uma solução a Bolsonaro.

Isso porque com o alto valor dos precatórios e a queda de arrecadação que o baixo crescimento da economia vai gerar, os programas sociais do governo ficam sob o risco de perderem força.

Por isso, o aumento vem para financiar o Auxílio Brasil, um substituto do programa Bolsa Família.

Com o reajuste, o aumento na arrecadação será de R$2,4 bilhões, segundo nota divulgada pelo Palácio do Planalto. Por outro lado, a criação do novo programa criará uma despesa obrigatória e recorrente de R$1,62 bilhão.

Com esse rearranjo fiscal, o Governo Federal busca respeitar o teto, ao mesmo tempo em que promove programas sociais, já pensando nas eleições de 2022.

publicidade

Vale lembrar que o programa Bolsa Família, apesar de não criado pelo partido, tem grande afinidade com o PT, o maior adversário de Bolsonaro na futura corrida eleitoral.

O fantasma da inflação volta

Alguns analistas políticos e economistas alegam que a alta do IOF pode pressionar mais ainda a inflação.

Isso porque um aumento nos custos de financiamentos pode encarecer os produtos nas prateleiras, pelo repasse de preços ao consumidor.

Além disso, um aumento nos empréstimos pode desaquecer a economia e dificultar mais ainda a abertura de empresas no Brasil.

Contudo, o Governo Federal afirma que a permanência da nova taxa até dezembro não deve impactar na economia de forma significativa. Ao mesmo tempo, Paulo Guedes já afirma que a inflação deve diminuir até o fim do ano.

publicidade

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Continue Lendo

Title

ICMS ICMS
Economia7 horas atrás

ICMS: congelamento do imposto terminará no fim do mês

A medida de congelamento do ICMS para os combustíveis, programada para durar três meses, terminará no dia 31 de janeiro....

Ipespe Ipespe
Política7 horas atrás

Ipespe: Lula tem 44% dos votos contra 24% de Bolsonaro

Se as eleições fossem hoje, o ex-presidente Lula teria uma grande folga em relação ao segundo colocar, Bolsonaro, para uma...

Caixa libera Auxílio Emergencial para pais solteiros de até R$ 3.000 Caixa libera Auxílio Emergencial para pais solteiros de até R$ 3.000
Economia8 horas atrás

Caixa libera Auxílio Emergencial para pais solteiros de até R$ 3.000

Já foi liberada pela Caixa Econômica Federal a parcela retroativa do Auxílio Emergencial para o grupo de pais solteiros. O...

Nubank Nubank
Bancos11 horas atrás

Nubank deixa de ser banco mais valioso da América Latina

Depois de ser o IPO mais aguardado de 2021, o Nubank deixou de ser o banco mais valioso da América...

Suprema Corte Suprema Corte
Política11 horas atrás

Suprema Corte veta decisão de Biden sobre vacinas

A Suprema Corte dos Estados Unidos, semelhando ao STF brasileiro, desferiu um duro golpe para o presidente Joe Biden nessa...

BIVB39 IVVB11 S&P 500 BIVB39 IVVB11 S&P 500
Ações12 horas atrás

BIVB39: é uma boa escolha para investir no S&P 500?

Investir nos Estados Unidos é uma excelente forma de proteger o seu patrimônio. Ao saber disso, buscar formas cada vez...

fundos de investimentos em dólar fundos de investimentos em dólar
Derivativos1 dia atrás

Fundos de investimentos em dólar: vale à pena?

Proteger o seu patrimônio deve ser uma das suas prioridades ao começar no mercado financeiro. Isso porque não basta guardar...

Dólar fecha semana em leva queda e anima investidores Dólar fecha semana em leva queda e anima investidores
Moedas e Câmbio1 dia atrás

Dólar fecha semana em leva queda e anima investidores

O dólar fechou em leve queda e próximo das mínimas do dia nesta sexta-feira (14), com vendas na reta final...

Ibovespa Ibovespa
Investimentos1 dia atrás

Ibovespa fecha em alta e encosta nos 107 mil pontos

Em sessão marcada pelo varejo positivo no Brasil, o Ibovespa contrariou o mercado internacional e operou em alta de 1,33%...

Eduardo Paes Bitcoin Eduardo Paes Bitcoin
Economia1 dia atrás

Eduardo Paes diz que Rio investirá em criptomoedas

Em entrevista coletiva à Rio Innovation Week, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse que pretende investir parte...

Mais lidos