Connect with us

Direitos do Trabalhador

Auxílio Brasil: ala do Governo Federal quer aumento para R$ 600, diz jornal

Publicado

on

O Auxílio Brasil poderá ter um novo aumento ainda este ano? No que depender de uma ala do Governo Federal a resposta é sim. Segundo informações divulgadas por veículos de imprensa, parte dos membros do Palácio do Planalto pressionam o presidente Jair Bolsonaro (PL) para aprovar uma nova elevação do benefício nos próximos meses.

Segundo o Ministério da Cidadania, o Auxílio Brasil paga hoje um patamar mínimo de R$ 400 por pessoa. A ideia desta ala do Governo Federal é aumentar o valor para a casa dos R$ 600, como vários setores da sociedade pediram nos últimos meses. No entanto, a publicação também afirma que alguns setores do Planalto são contra a ideia.

A maior oposição vem neste momento do Ministério da Economia. A ala capitaneada pelo Ministro Paulo Guedes é contra a ideia de se aplicar mais um aumento no valor do Auxílio Brasil. Segundo projeções, uma nova elevação de valores poderia fazer com que o Governo tivesse que gastar mais alguns bilhões de reais com pagamentos ainda este ano.

Segundo o Ministério da Economia, não há espaço no orçamento para esta manobra. De toda forma, a ideia ainda não foi completamente descartada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Pessoas próximas ao chefe do executivo afirmam que ele precisa aplicar o aumento para conseguir reagir nas pesquisas de opinião às vésperas das eleições deste ano.

publicidade

Por enquanto, tudo segue como está neste momento. O valor mínimo dos pagamentos do Auxílio Brasil segue sendo de R$ 400 mínimos por família. O patamar já representa uma elevação em relação aos repasses feitos pelo antigo Bolsa Família. O antigo programa social chegou ao fim no último mês de outubro do ano passado, pagando uma média de R$ 189 por família.

Subsídio x Auxílio

Embora afirme que não existe mais espaço no orçamento para pagar um aumento para o Auxílio Brasil neste ano, o Governo sinalizou no início deste mês um subsídio de mais de R$ 46,4 bilhões para os combustíveis.

O objetivo do Governo com a nova liberação é fazer com que o preço dos combustíveis diminua nas próximas semanas. Por outro lado, a nova liberação faz com que o dinheiro não seja mais usado para aumentar o tamanho do Auxílio Brasil neste momento.

Segundo informações oficiais, estima-se que o Governo Federal poderia gastar apenas 8,1% do valor sinalizado para o subsídio nos pagamentos do Auxílio Brasil. No entanto, é pouco provável que o Planalto opte por esta saída neste momento.

Contexto de fila

Vale lembrar que as discussões em torno de um novo aumento no valor do Auxílio Brasil volta a ocorrer justamente em um momento de aumento do tamanho da fila de espera. São brasileiros que obedecem a todos os critérios de exigências, mas que não recebem nada pelo benefício.

publicidade

Dados mais recentes divulgados pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), pouco mais de 2,8 milhões de pessoas estão exatamente nesta situação. Eles não recebem nada, mesmo tendo o direito de receber o dinheiro do programa.

Neste mês de junho, estima-se que pouco mais de 18,1 milhões de pessoas estão dentro da folha de pagamentos do benefício.O dado representa um aumento de pouco mais de 10 mil usuários em relação ao registrado em maio, mas ainda não foi suficiente para acabar com a fila de espera.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.