Connect with us

Dicas

5 cursos gratuitos sobre finanças para controlar os gastos

Raquel Luciano

Publicado

on

Voltado para quem acha difícil controlar gastos e gerenciar seu dinheiro, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Rio de Janeiro oferece cursos online e grauitos sobre finanças. Em parceria com o Banco Central (BC), a iniciativa busca promover educação financeira prática através de 5 programas.

Para se inscrever, o usuário deve entrar em http://www.capacita.coop.br/sescoop/courses e fazer um cadastro. Veja um resumo do que é oferecido:

Eu e meu dinheiro – 10 horas

O curso discute temas como o orçamento familiar, uso de crédito, a importância de poupar e consumo consciente.

Gestão de finanças pessoais – 20 horas

Capacita para gerir as finanças pessoais. Com vídeos que retratam situações cotidianas, aborda orçamento pessoal e familiar, consumo de serviços financeiros e também noções sobre investimento, crédito e endividamento, prevenção e proteção e consumo planejado.

publicidade

Gestão do tempo – 4 horas

Debate temas como boas práticas em reuniões, delegação de atividades, proatividade, autonomia, autogestão, produtividade e outros temas que podem dinamizar o horário de trabalho.

Liderança cooperativista – 5 horas

Aborda o vínculo entre comportamentos de liderança e princípios cooperativistas: engajamento da equipe, liderança educadora, diversidade e inclusão, feedback e comunicação não violenta.

Vendas consultivas – 5 horas

Trata de assuntos como o papel do vendedor e do consultor de vendas. Ferramentas e métodos para melhorar a performance em vendas e o fomento a negócios sustentáveis.

O BC oferece ainda, em sua página, dois cursos financeiros abertos à população. O primeiro é o mesmo curso de Gestão de Finanças Pessoais (igual ao mencionado acima).

O segundo é um curso de Formação de Multiplicadores da Série “Eu e Meu Dinheiro”, com 10 horas de duração, e que debate o uso de crédito, riscos imprevistos, consumo consciente e orçamento familiar. Para se inscrever basta entrar em https://www.bcb.gov.br/cidadaniafinanceira/cursos

publicidade

Todos os cursos são online, gratuitos e oferecem um certificado de conclusão.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Jornalista formada pela Universidade Nove de Julho com experiência na produção de matérias para portais de notícia nos estados do MS, BA, MG e SP. Atualmente é Redatora do Sua Finança.

Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

O que fazer com o seu décimo terceiro? Confira dicas

Pedro Hostyn

Publicado

on

O início do mês de dezembro é um dos momentos mais felizes de quem trabalha com carteira assinada. É nessa época que o trabalhador recebe o seu décimo terceiro salário. O valor é relativo aos dias trabalhados e não contabilizados durante o ano. No final das contas, o trabalhador trabalha os 12 meses, mas os dias que sobram formam o “décimo terceiro mês”.

Por isso, o valor é referente à média dos seus salários durante o ano. De modo geral, a grande parte dos trabalhadores vê o direito como um salário extra, dado que nos meses anteriores acaba vivendo com o salário daquele período. Por isso, nesse texto, vamos dar algumas dicas do que fazer com o seu décimo terceiro salário, de forma a não pesar no seu bolso nos meses futuros.

É hora de ir às compras?

O décimo terceiro salário coincide com a chegada do natal e, com isso, muitos trabalhadores usam os valores para fazer as compras para a data festiva. Apesar disso, alguns alertas devem ser vistos, dado que o valor só se repete uma vez ao ano.

Por isso, se for usar o valor para ir às compras, evite fazer parcelamentos e prefira sempre os pagamentos à vista. Isso porque esse dinheiro extra não se estende todo o ano. Dessa forma, comprar o que você precisa pagando em uma vez faz com que você não fique pagando de forma parcelada durante o restante dos meses do ano.

publicidade

Além disso, planeje no que vai gastar de modo a fazer isso de forma mais inteligente. Busque dar prioridade aos gastos de maior valor. Os presentes mais caros devem ser pagos à vista para que, da mesma forma, não pese no seu bolso nos meses futuros. Contudo, tome cuidado para não gastar mais do que realmente tem.

Isso porque é comum que o trabalhador se empolgue com o décimo terceiro salário e saia comprando desenfreadamente. Por isso, coloque sempre os pés no chão nessas horas.

décimo terceiro

Foto: Getty Images

E se eu quiser investir meu décimo terceiro?

Se você desejar investir o dinheiro do seu décimo terceiro salário, também é uma excelente forma de manter esse valor por um bom tempo. Isso porque você pode aumentar bastante o seu patrimônio em apenas um mês, de modo a ter uma folga no orçamento para os meses posteriores.

E se você está se perguntando onde investir esse valor, sugeriremos sempre a cautela. Isso porque se trata de um valor que pode dar uma maior tranquilidade ao seu bolso. Por isso, se você ainda não tem uma reserva de emergência pronta, é um excelente passo começar investindo o seu décimo terceiro. Para isso, busque ativos de renda fixa com baixos prazos de resgate. Nessa modalidade, a conta do Nubank pode ser um excelente investimento, ainda mais com a taxa Selic em alta.

Contudo, se você já tem uma organização financeira, pode se aventurar na renda variável sem problemas. Para isso, basta seguir a sua estratégia de investimentos e consolidar ainda mais os seus ganhos do longo prazo.

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Dicas

Como economizar no supermercado? Confira dicas

Pedro Hostyn

Publicado

on

Cada ida ao supermercado é um susto diferente no bolso do brasileiro. Isso porque a pandemia alterou muito a produção dos diversos produtos e, além disso, a alta do dólar e da energia elétrica encarecem os preços da maioria dos produtos. Nesse cenário, saber como economizar no supermercado pode salvar as suas finanças no final do mês.

E para fazer isso, algumas dicas são fundamentais para tentar buscar sempre o melhor preço e economizar sempre mais.

Como economizar na hora das compras?

Existem diversas dicas para você gastar menos na hora de fazer as suas compras do mês. Por isso, adotar todas ou a grande maioria das dicas pode ajudar você a ter maior controle das finanças e, claro, poder gastar em mais coisas durante o mês.

A primeira dica parece óbvia, mas muita gente não faz: aproveitar as promoções. Existem diversos motivos para os supermercados fazerem promoção. Dentre elas, o prazo próximo ao vencimento dos produtos, a busca por mais clientes, a fidelização dos clientes e a busca por queima de estoque estão nas categorias mais frequentes. Por isso, quando eles abaixo o preço, você consegue economizar bastante. Nesses momentos, você pode buscar comprar em quantidades superiores, de modo a ter mais estoque em casa de produtos que você precisa. Ao pagar menos e comprando mais, você evita compras recorrentes.

publicidade

Isso porque quando você vai ao supermercado, é comum que você compre mais do que havia planejado. Por isso, tem como economizar comprando apenas na promoção e em grande quantidade. Lembre-se que quanto menos você voltar ao supermercado, melhor.

Outra dica é fazer uma lista de compras. Ao entrar no supermercado, você deve buscar apenas os produtos necessários. Isso porque uma passadinha no corredor das guloseimas pode elevar bastante o resultado final das compras. Por isso, busque sempre focar no que precisa, sem fazer voltas extras no supermercado.

como economizar supermercado

Ir ao supermercado sem fome pode ser uma excelente dica para economizar na hora das compras do mês. Foto: Pexels

Uma dica estranha, mas interessante

Além de todas as dicas acima, uma dica que é interessante – e cientificamente comprovada- é não ir ao supermercado com fome. Pode parecer estranho, mas é comprovado que compramos mais quando estamos com fome. E isso ocorre principalmente nos setores de guloseimas e padaria.

Por isso, buscar horários do início da tarde para ir ao supermercado ou ir logo depois do café da manhã são fatores que podem diminuir seus gastos.

Por último, uma ideia interessante é tentar organizar as finanças para fazer o rancho no final do mês. Isso porque o quinto dia útil é universal no recebimento dos salários. Dessa forma, os supermercados colocam os preços para cima nessas semanas, diminuindo os preços no final do mês para tentar manter as vendas. Por isso, tente sempre comprar os produtos essenciais no fim do mês. Essa é um excelente exemplo de como economizar trocando apenas os dias e as horas da ida ao supermercado.

Com essas dicas, é possível economizar de 20% a 30% por mês. Com o valor que sobra, você pode investir, comprar uma pizza, fazer uma viagem, enfim, fazer o que você desejar. Quando você gasta melhor, o dinheiro rende mais na sua mão e, quando ele sobra, muito provavelmente você vai querer mantê-lo em mãos.

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Ações

Dividendos: a estratégia mais popular da bolsa

Pedro Hostyn

Publicado

on

Um dos sonhos de todo investidor é que o valor dos dividendos cubra os gastos mensais e, com isso, ele possa viver de renda passiva. E é exatamente por isso que a estratégia dos dividendos é uma das mais famosas no mercado e nesse texto vamos explicar uma estratégia inovadora, que tem o respaldo de grandes investidores.

Ainda, vale lembrar que o que diremos aqui é apenas uma sugestão para você investir. A estratégia é baseada nas falas de Luis Barsi e no livro de Décio Bazin.

O que são dividendos?

Antes de começarmos com a estratégia, é importante que você saiba o que são os dividendos. De forma bastante simples, os dividendos são parte dos lucros das empresas que elas distribuem a seus cotistas. E isso é fundamental para você entender a estratégia.

Isso porque se você pretende viver de parte dos lucros das empresas, o fundamental é que ela tenha lucro. Dessa forma, você deve evitar todas as empresas que têm prejuízos constantes. Assim, você consegue excluir da sua carteira as empresas que são ruins, ao mesmo tempo em que ganha parte da renda das empresas sem fazer nada.

publicidade

Além disso, é comum que nessa estratégia o investidor tenha em carteira grandes empresas, apenas. Isso porque as chamadas blue chips, grandes empresas líderes em seus setores, tendem a dar mais lucro ao longo do tempo, à medida em que distribuem cada vez mais dividendos. Exemplos de blue chips são os grandes bancos, Petrobrás, Vale, Wege, entre outras.

E nessa jornada de viver de rendimentos, você também precisa entender de um indicador chamado de dividend yield. Trata-se de uma divisão simples: para descobrir o indicador, você deve dividir o valor distribuído aos cotistas pelo atual preço da ação. Você encontrará um valor em percentual. Um exemplo seria uma empresa que custa R$1,00 e distribui R$0,10 de dividendos. Nesse caso, dividimos R$0,10 por R$1,00, o que daria um dividend yield de 10%.

Com isso, você focará apenas em empresas que tem um dividend yield acima da taxa Selic, em qualquer cenário.

dividendos

Foto: Pexels

A estratégia

A composição da sua carteira para viver de dividendos é bastante simples de ser alcançada, à medida em que você segue esses passos fielmente. A carteira deve ser composta de 15 a 20 ações, diversificadas igualmente entre elas. Além disso, lembre-se de não concentrar os valores investidos em um único setor da economia.

Após isso, você pesquisará um site que possa ajudar você. Aqui utilizamos o fundamentus.com. Por lá, você filtrará as empresas que têm os maiores dividend yields. Após isso, você pesquisará se a empresa está pagando dividendos há mais de 3 anos consecutivos, pelo menos uma vez ao ano. Caso a empresa passe nessa fase, ela está pronta para ir para a sua carteira.

Agora, basta dividir 5% do seu dinheiro de renda variável para cada empresa e investir. Depois disso, nos seus aportes mensais, você vai rebalanceando a carteira, de modo a ter sempre uma carteira com bons dividendos. Depois disso, você reinveste os dividendos para crescer o seu patrimônio mais rápido.

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

CDB

Selic pode chegar a 12%; saiba como aproveitar

Pedro Hostyn

Publicado

on

O aumento da inflação no cenário brasileiro tem pressionado o Banco Central para aumentar a taxa Selic cada vez mais. Apesar disso, a entidade dizia que a inflação começaria a dar uma trégua em outubro e o mercado viu que não foi bem isso que aconteceu. Isso porque os dados do IPCA para o mês são os mais altos em 19 anos.

Dessa forma, economistas começam a recalcular a rota e, nessa fase, muitos deles começam a prever uma Selic a 12%. E você, como investidor, deve saber aproveitar isso desde agora.

Vale a pena investir onde?

Uma das frases mais famosas do mercado financeiro, pelo menos da parte dos clientes, é: “qual é o melhor investimento?”. E para ser sincero, quem trabalha com investimentos detesta essa pergunta, por que a resposta é um “depende”, seguido de, mais ou menos, uns 10 minutos de fala.

Isso porque a economia é dinâmica. Tudo muda a todo momento. Por isso, “o melhor investimento” é aquele que, basicamente, ninguém viu. E a explicação é simples: o mercado começa a se dar conta de uma oportunidade quando ela já se tornou realidade, não quando ela é uma suspeita. E é exatamente isso com a taxa Selic nesse exato momento: a inflação está subindo e a Selic precisa subir também. O topo? Ninguém sabe, mas economistas acreditam em 12% ao ano.

publicidade

Na internet, “especialistas” e influencers afirmam que é o momento de Tesouro IPCA, mas todos esquecem da taxa Selic. E eu, particularmente, acho que é hora de começar a olhar para esses títulos. Contudo, isso não quer dizer que o título ligado ao IPCA vai pagar mal, porém eu acho que o título ligado à Selic vai tomar a dianteira já no início do ano que vem.

Por isso, se você ainda acha vantajoso comprar o IPCA, eu concordo com você. É vantajoso comprar o IPCA, ainda mais com IPCA + 5,14% no título de 2026. Contudo, a Selic vai começar a subir e você só vai se dar conta dela quando ela atingir o topo.

Selic

Alguns produtos podem ajudar você a ganhar acima da Selic. Foto: Getty Images | Reprodução

Produtos para ganhar com a Selic

Por isso, para ganhar com a Selic, você pode usar o Tesouro Selic, normalmente, e sem riscos. Contudo, a ideia é ganhar mais, ainda com segurança. Por isso, alguns títulos de crédito privado são a saída nesse momento, dado que eles pagam acima do CDI.

Com isso, CDB que pagam 110% do CDI, por exemplo, são excelentes saídas para o médio prazo. Por outro lado, a mesma regra vale para LCI, LCA, LC, LF, debêntures e qualquer outro título que tenha sua taxa atrelada ao CDI. Contudo, esses produtos possuem carência de anos, muitas vezes, o que sabemos que alguns não gostam ou não podem.

Por isso, um fundo de crédito privado, como o Fundo Warren CP ou o Fundo ARX Denali FIRF CP, podem ser saídas eficientes para o seu investimento. Isso porque os fundos renderam 154,80% e 263,20% do CDI, respectivamente, nos últimos 12 meses. Com isso, eles podem projetar taxas acima do CDI no futuro, mesmo que não mantenham esses percentuais. Até porque rentabilidade passada não garante retorno futuro, lembre-se disso!

Nos exemplos acima, ambos os fundos tem 2 dias de liquidez para resgate, mas são 2 entre milhares de opções de fundos, inclusive dentro da sua corretora. Por isso, é só procurar e começar a aportar gradativamente. Quando a Selic estiver no topo, você já terá os juros sobre juros atuando e sairá com vantagem após a queda da Selic.

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Dicas

Final de semana: as novas dicas de economia

Pedro Hostyn

Publicado

on

Chegou o final de semana e com ele a nossa tradicional lista de dicas sobre economia para você ficar ciente de tudo que cerca o seu dinheiro. Por isso, nessa semana vamos falar sobre livros interessantes, além de um filme que vai ajudar você a desvendar os mistérios do seu dinheiro. E se acha que é só isso, está enganado!

Prepara o bloco de notas e vem conferir as dicas!

Começando pelo livro

O livro é a melhor parte do seu final de semana, com certeza. Isso porque todo mundo curte um bom livro e, para falar a verdade, todos os grandes investidores são apaixonados por livros. Coincidência? Eu acho que não. Isso porque o livro tem uma capacidade de explicar detalhe por detalhe de cada assunto, além, claro, de ter vários assuntos dentro dele.

E para aproveitar a semana Black Friday da Amazon, o livro do final de semana é o “Iludidos pelo acaso: A influência da sorte nos mercados e na vida”, de Nassim Taleb, o mesmo escritor de “Antifrágil”. O livro vai falar sobre como algumas pessoas têm mais sucesso que outras e qual o papel da sorte nessa questão. Interessante, né?!

publicidade
final de semana

Foto: Pexels | Reprodução

O filme do final de semana

Se você gosta dos clássicos, essa semana é para você. Isso porque o final de semana vai ser a data perfeita para você ver um filme de 1987. Na obra, você verá os impactos de um dos piores crimes do mercado financeiro, o front running.

Isso porque na obra, o personagem principal tem uma informação privilegiada que fará o preço de uma ação subir. Depois de saber disso, ele busca o contato de um grande bilionário e, juntos fazem muito dinheiro. No Brasil isso é uma prática ilícita, com punições legais severas. Contudo, na obra o enredo se torna mais instigante, dado que a vida pessoal do personagem sofrerá muito com isso. Ficou interessado? O nome do filme é Wall Street – Poder e Cobiça. De nada!

Podcast, sim!

O podcast desse final de semana não vai ser curto. Pelo contrário, ele vai ser bastante grande. E se você conhece o Primo Rico (Thiago Nigro) agora passa a conhecê-lo com seus amigos Bruno Perini e Joel Jota na participação especial que fizeram no Flow Podcast.

Em um papo de quase 3 horas, os envolvidos falam sobre dinheiro, vida, mentalidade e tudo o que você precisa saber para ter uma vida melhor, não apenas financeiramente. Vale lembrar que Thiago Nigro é um dos maiores influenciadores de finanças do país, com mais de 5 milhões de inscritos no seu canal do YouTube. Para ver, é só clicar aqui.

YouTube no final de semana também

E claro que o nosso vídeo curto do YouTube não poderia faltar. Uma fonte preciosa de informação e de estudos, os vídeos do site são dinâmicos e agregam muito na hora de investir. E falando em investir, se você tem ações da Magazine Luiza, não deve estar com boas noites de sono, certo?

Por isso, o vídeo da semana é do Rafael Bevilacqua, analista de investimentos da Levante, que vai falar um pouco sobre as quedas e os fundamentos da MGLU3. Para ver, é só entrar aqui.

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Dicas

Reserva de emergência: o que é e como funciona

Pedro Hostyn

Publicado

on

A reserva de emergência é o primeiro passo para uma vida financeira saudável. Apesar disso, ela é o passo mais esquecido pelos investidores, que acreditam que ir direto para a renda variável seja um excelente negócio. Apesar disso, investir sem ter a reserva pronta pode ser um dos maiores erros.

A imprevisibilidade do mercado no curto prazo aliado à falta de planejamento são os principais motivos que fazem os investidores fracassarem na hora de investir.

Reserva de emergência antes de tudo

Antes de começar a estudar ações, fazer análises fundamentalistas, ter cenários econômicos futuros na cabeça ou qualquer outra coisa de glamour no mercado financeiro, é preciso ter uma reserva de emergência. Ela que vai salvar você dos perrengues que a vida dá.

Por isso, a reserva de emergência é um dinheiro que servirá para você pagar um cano que quebrou, um ajuste no carro que quebrou ou, ainda, problemas de saúde que podem – e vão – acontecer no meio do caminho. Para isso, é importante que você veja a liquidez dos ativos e não saia buscando apenas os rendimentos maiores.

publicidade

Dessa forma, os prazos de resgate dessa reserva de emergência devem ser bastante baixos. Para isso, contas digitais, fundos de investimentos de baixa liquidez e Tesouro Selic são excelentes ferramentas para a sua reserva. Isso porque eles têm prazos baixos de liquidez, além de terem os rendimentos atrelados ao CDI.

Com isso, você descarta fundos que tenham mais de 2 dias de resgate. Isso porque, como o próprio nome diz, você vai precisar de dinheiro para emergências, ou seja, acontecimentos que não podem esperar. E, sim, é bastante simples de fazer uma reserva, basta saber os valores que você precisa guardar.

reserva de emergência

Foto: Anna Shvets / Pexels

O quanto eu preciso?

Para ter uma reserva de emergência, você precisa ter algo entre 3 e 6 meses do valor do seu custo de vida guardado nesses ativos de baixa liquidez. Isso porque com esse dinheiro em bons investimentos, você pode ter a tranquilidade de, caso algo ocorra, você tem fácil resgate.

Apesar disso, muitos investidores se confundem. A conta básica que fazem é multiplicar o salário por 6 e ter o valor. Está correto? Sim, mas não serve para todos. Isso porque autônomos não têm salários. Dessa forma, utilizar o custo de vida seria a forma mais correta. Além disso, se o seu custo de vida aumentar, o que é normal, você precisará aumentar a sua reserva de emergência também.

Dito isso, você investirá os valores mensalmente e gradativamente terá mais e mais dinheiro guardado. É importante lembrar que isso é um processo e, sim, pode demorar. Mas o mais importante nessa hora é guardar dinheiro todos os meses, sem falta. Com isso, além de ter uma maior tranquilidade, a partir da sua reserva de emergência você cria o hábito de investir sempre.

Com isso, você acaba “pagando a si mesmo” todos os meses e, no longo prazo, colherá bons frutos desse novo comportamento. Por isso, lembre-se de não pular a reserva de emergência: ela é o investimento mais importante de todos.

publicidade

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Continue Lendo

Title

Sérgio Moro Sérgio Moro
Política54 minutos atrás

Sérgio Moro encontra Eduardo Leite no RS

O ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro se encontrou hoje, 4, com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite....

ômicron ômicron
Sem categoria2 horas atrás

Ômicron se espalha pelo país e assusta economistas

A nova variante do coronavírus, a Ômicron, está preocupando os cientistas e os economistas, que já projetam que o mundo...

fundos de investimentos multimercado fundos de investimentos multimercado
Investimentos3 horas atrás

Fundos de investimentos multimercado: saiba o que são

Ao abrir a sua conta na corretora, muito provavelmente você se deparou com alguns fundos de investimentos. Na verdade, o...

profissões da tecnologia profissões da tecnologia
Emprego4 horas atrás

Profissões da tecnologia pagarão bons salários em 2022

Se você está buscando se recolocar no mercado de trabalho ou, ainda, se deseja entrar no mercado, saber as profissões...

Paulo Guedes Paulo Guedes
Economia22 horas atrás

Paulo Guedes afirma que Brasil vai crescer

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a falar que o país vai crescer, contrariando as expectativas do mercado no...

PEC dos Precatórios PEC dos Precatórios
Destaques1 dia atrás

PEC dos Precatórios é aprovada; confira o texto final

Depois de muito fazer barulho, preocupar o mercado e aumentar as tensões políticas, o Senado aprovou a PEC dos Precatórios....

mercados emergentes mercados emergentes
Renda Variável2 dias atrás

Mercados emergentes: saiba como investir neles

O Brasil é um dos mercados emergentes mais promissores do mundo e isso atrai os olhares de diversos investidores no...

bolsa está barata bolsa está barata
Ações2 dias atrás

A bolsa está barata? Confira a verdade por trás disso

Não há um investidor sequer que não saiba que a bolsa está caindo e que os prejuízos do ano se...

Ibovespa Ibovespa
Investimentos2 dias atrás

Ibovespa surpreende, levanta voo e fecha no positivo

Desde o dia 8 de outubro, o Ibovespa não subia mais de 2% no dia. Desde essa data, o índice...

Ações americanas Ações americanas
Ações2 dias atrás

É hora de vender ações americanas?

As ações americanas bateram as máximas e agora especialistas começam a ver a bolsa bastante descolada da realidade. Por isso,...

Mais lidos