InícioInvestimentosQual a melhor opção para investir o FGTS em 2021?

Qual a melhor opção para investir o FGTS em 2021?

Você sabia que é possível usar o seu saldo do FGTS para fazer investimentos? Muitas pessoas sacam os valores retidos na conta e acabam não fazendo muito com isso.

Para começar, precisamos apenas relembrar o que é o FGTS, certo? Então, esse é um dinheiro que é direito do trabalhador que atua por regime de CLT.

Esse dinheiro fica disponível para saque em duas modalidades: saque-rescisão ou saque-aniversário.

Essas modalidades podem ser escolhidas e alternadas no próprio aplicativo do FGTS, que está disponível nas lojas oficiais Apple Store e Play Store.

Como rende o FGTS

O FGTS parado na conta rende 3% ao ano e exatamente por isso há alguns anos, era mais seguro manter o FGTS na conta, sem sacar, pois a taxa Selic estava a 2,75% ao ano.

No entanto, em 2021. após a taxaSelic ter 3 aumentos consecutivos e agora está em 4,25%. Isso significa que investimentos diretamente ligados à Selic, são mais rentáveis.

É preciso ficar atento a alguns detalhes e ter certeza do que está fazendo. Investimento não é brincadeira, então é melhor fazer a escolha certa na hora de aplicar o dinheiro.

Mesmo que a Selic não seja um tipo de investimento, ativos ligados a ela proporcionam rendimentos maiores do que o Fundo de Garantia.

Vale a pena sacar o FGTS para investir?

A coisa mais comum de acontecer quando alguém saca o dinheiro do FGTS, seja por meio de liberação do Governo ou uma das modalidades de saques tradicionais, é gastar tudo.

E claro que se a gente parar para pensar no que vale mais a pena gastar ou investir, a resposta fica bem óbvia. Investir, sempre!

Sacar o FGTS apenas para se divertir pode ser uma opção, mas no final das contas, você não terá um dinheiro extra e apenas terá torrado suas contas.

Por isso o saque para investimento vale a pena!

A única contraindicação para investir o dinheiro do FGTS é se você possuir dívidas com juros correndo. Aí recomendamos quitar, para o bem da sua saúde financeira.

É que não faz sentido investir um dinheiro que vai render menos do que os juros das suas dívidas, geralmente essas taxas são altíssimas. Então melhor pagar para começar do zero.

Como escolher o tipo de investimento?

Essa pergunta pode acabar te apresentando inúmeras possibilidades, mas é preciso levar em consideração três fatores:

  • Rentabilidade
  • Risco
  • Liquidez

Esses são os três elementos que você precisa conhecer e entender a relação entre eles, podemos chamá-los de tripé do investimento.

Se, por exemplo, você optar por um investimento com alta rentabilidade e liquidez a curto prazo, o risco será maior, pois é esperado que se ganhe muito dinheiro.

No entanto, se o seu perfil é mais conservador e não quer correr riscos muito altos, melhor optar por uma liquidez a longo prazo ou uma rentabilidade menor.

Escolher os riscos, a liquidez e a rentabilidade é essencial para saber que tipo de investimento você pode fazer com o seu FGTS.

Raquel Luciano
Jornalista formada pela Universidade Nove de Julho com experiência na produção de matérias para portais de notícia nos estados do MS, BA, MG e SP. Atualmente é Redatora do Sua Finança.
Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS LIDOS