Connect with us

Economia

Pix parcelado: será que vale a pena?

Publicado

on

Com o surgimento da nova forma de transferência, bancos e fintechs passaram a oferecer a opção de Pix parcelado. Contudo, muitas pessoas ainda não entendem como funciona essa ferramenta e, além disso, não sabem que há juros nessas operações. Por isso, é importante que você se atente aos detalhes antes de usar essa opção no seu banco.

Por outro lado, apenas Santander, Mercado Pago e PicPay oferecem esse serviço atualmente. Dessa forma, é preciso ter conta em alguma dessas instituições para começar a usar o Pix parcelado. Contudo, esse produto pode agravar ainda mais a sua situação financeira e, por isso, é preciso tomar cuidado.

O que é o Pix parcelado?

O Pix é a maior ferramenta de transação de valores no Brasil atualmente. Hoje, grande parte das pessoas já utilizam essa ferramenta. Desde que entrou em vigor, ela já fez com que consumidores economizassem nas transações, já que ele é gratuito para todos os usuários. Por outro lado, a opção de parcelar essa transação é exclusiva de bancos.

Isso porque o Banco Central não tem relação com o parcelamento do pagamento. Por isso, todo Pix parcelado é de responsabilidade de um banco. Na prática, ele funciona com um empréstimo: você faz o pagamento na hora e paga, em parcelas com juros, o valor total. Diante disso, você precisa analisar algumas informações antes de fazer a sua transação.

publicidade

A primeira informação do Pix parcelado que você deve ver é a taxa de juros. Isso porque, se eles forem muito altos, você pode optar por outra instituição. Além disso, é uma boa ideia ver o número máximo de parcelamento e o valor final da operação. Com isso, você consegue se organizar melhor nas suas finanças.

Contudo, o principal é analisar o Pix parcelado com outras formas de empréstimos. Porém, vale lembrar que o parcelamento do Pix tende a ser menos burocrático e mais acessível.

Foto: Reprodução

Vale a pena usar?

Com o surgimento do Pix parcelado, muita gente conseguiu fazer operações para comprar produtos e, posteriormente, fazer os pagamentos parcelados. Contudo, especialistas sugerem cuidado na hora de usar essa função. Isso porque, assim como empréstimos, acumular muitas operações dessas pode fazer com que a sua vida financeira fique bastante complicada.

Assim como no seu cartão de crédito, várias parcelas pequenas juntas podem resultar em gastos grandes durante os meses. Por isso, nunca use o Pix parcelado se não for extremamente necessário. Além disso, quando usar a função, você deve colocar em uma tabela de controle financeiro, para que você veja como está a sua vida financeira. Caso você tenha muitos débitos, é hora de repensar os seus gastos antes que você acumule muitas dívidas.

publicidade

Por conta disso, na maior parte das vezes, o Pix parcelado não vale a pena. O único caso válido é quando o desconto de pagar à vista é maior que o valor dos juros. Quando isso acontecer, você deve preparar as suas finanças para as parcelas e evitar que isso se torne um problema.

O post Pix parcelado: será que vale a pena? apareceu primeiro em Brasil123.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.