Connect with us

Sem categoria

Nota com erro de R$ 5 pode valer até R$ 2 mil

Publicado

on

Um erro de impressão cometido há alguns anos tornou algumas notas da nossa moeda (real) raras. A princípio, entre elas está a cédula de R$ 5, que para os colecionadores, pode chegar até R$ 2 mil no mercado.

Nota rara de R$ 5 pode valer até R$ 2 mil

Os colecionadores de moedas rodam o mundo todo a procura de produtos para completarem o seu acervo. Embora os mais buscados sejam os mais antigos, o fato de ter havido um erro na impressão torna uma nota rara, inclusive, por existir poucos exemplares.

Durante os anos 90, era muito comum que cédulas defeituosas fossem retiradas de circulação pela Casa da Moeda. Todavia, as notas impressas para reposição das cédulas com erro vinham com um asterisco na frente do número de série. É esse sinal que deve ser buscado.

Em 1994, cerca de 400 mil notas foram impressas nos valores de R$ 5 e R$ 10 com símbolo. Em razão disso, as cédulas com asterisco se tornaram desejadas pelos colecionadores, com isso, atualmente muita gente está disposta a pagar até R$ 2 mil para ter essas notas com “erros”.

publicidade

Vale ressaltar que nesse mundo de coleção de moedas existem vários exemplares que os interessados estão em busca. Você consegue verificar se possui algum bem valioso nos bloques dos colecionadores na internet.

Confira as moedas que podem valer R$ 10 mil

Primeiramente, para quem ainda não sabe, os colecionadores de moedas estão em busca de algumas versões do modelo de R$ 1. Segundo as informações, os chamados numismáticos podem comprar o item por até R$ 10 mil.

Dentre os modelos buscados, estão as confeccionadas no período em que o Brasil sediou as Olimpíadas em 2016. O Banco Central emitiu milhares de moedas comemorativas.

Todavia, é importante informar que a primeira moeda está na praça desde 2012, que marca quando a bandeira foi entregue. No mais, ainda existem as moedas que simbolizam cada uma das 16 modalidades olímpicas ou paralímpicas.

Modelos de moedas de R$ 1 que podem valer até R$ 10 mil

Como mencionado, os colecionadores estão de olho nas moedas de R$ 1 criadas pelo Banco Central para as Olimpíadas do Rio. Porém, a mais rara é a que representa a entrega da bandeira, feita para homenagear a passagem das Olimpíadas de Londres em 2012.

publicidade

Em suma, a regra é: quanto mais antiga for a moeda mais cara e rara ela é. Segundo os meios digitais, como site e blogs, desses colecionadores, as moedas confeccionadas para as Olimpíadas do Rio 2016 podem custar até R$ 7 mil.

No entanto, alguns numismáticos estão vendendo as moedas por valores inferiores. Isso porque, a moeda da entrega da bandeira possui 2 milhões de exemplares, já as demais, 20 milhões.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.