Connect with us

Economia

Financiamento de imóvel fica 20% mais caro

Publicado

on

O cenário da economia pode até não estar muito bom. Contudo, isso vem afetando muito os brasileiros, que veem os preços subindo muito. Para segurar a alta dos preços, o Banco Central aumentou a taxa de juros de 2% para 13,25% ao ano, em um curto espaço de tempo. O resultado é que o financiamento de imóveis ficou mais caro, assim como a grande maioria dos empréstimos.

Diante disso, a compra de um imóvel ficou mais complicada, principalmente para as famílias de baixa renda. Por isso, hoje vamos falar sobre os financiamentos de imóveis, mas também sobre como você deve se organizar para comprar a sua casa nesse momento.

Financiamentos de imóveis estão mais caros

A alta dos juros ainda estão entre as principais causas do aumento dos financiamentos de imóveis no país. Isso porque a taxa básica de juros é a principal fixadora das taxas desses empréstimos. Com isso, quanto maior a Selic, mais caro fica financiar um imóvel. Atualmente, os juros médios para comprar a casa própria está em 9,8% ao ano.

Com isso, um imóvel que custa R$250 mil chega a pesar R$68 mil apenas em juros para os consumidores. Dessa forma, as famílias com poder aquisitivo menor tendem a ir para o aluguel, dado que a compra fica mais cara. Além disso, é preciso atender os requisitos mínimos de renda, o que normalmente exige um valor de entrada no imóvel.

publicidade

Ainda, é preciso entender que a compra de um imóvel pode ter custos de documentação e demais burocracias. Por isso, somente o preço do financiamento do imóvel não é o suficiente para definir o custo total da aquisição da casa própria.

Diante disso, é preciso entender como organizar as suas finanças para ter mais facilidade em adquirir a sua casa própria e ter um financiamento que caiba no seu bolso.

Foto: Reprodução

Como conseguir a sua casa própria?

Para entender como conseguir a sua casa própria, é preciso entender que o financiamento de imóvel é caro por natureza. Por isso, é preciso entender as taxas de juros da operação, bem como o valor da parcela, para saber se ela caberá no seu bolso.

Por isso, o primeiro passo para ter um financiamento de imóvel é organizar as contas. Isso porque, após isso, você precisará guardar valores em um banco ou corretora para somar à sua entrada no imóvel, que também pode se somar ao valor do FGTS.

publicidade

Após organizar as finanças e guardar dinheiro mensalmente, você precisará pesquisar diferentes instituições financeiras. Isso porque elas cobrarão taxas diferentes de você, o que permite que você negocie taxas menores e parcelas que caibam no seu bolso.

Depois de ter um financiamento de imóvel mais em conta, é hora de analisar quanto você gastará em documentação e burocracias. Após saber de tudo isso, é importante organizar as suas novas finanças, atualizando os seus gastos fixos mensais, bem como criar objetivos financeiros para as suas novas necessidades, como móveis, eletrodomésticos e qualquer gasto que não seja recorrente.

O post Financiamento de imóvel fica 20% mais caro apareceu primeiro em Brasil123.

publicidade
publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.