Connect with us

Economia

FGTS terá distribuição de lucros. Veja quem recebe!

Publicado

on

No mês de agosto, uma nova quantia dos lucros do FGTS será distribuída para os beneficiários do programa. O valor entrará nas contas apenas dos trabalhadores que possuíam algum saldo no fundo no dia 31 de dezembro do ano passado. A medida é prevista em lei e é obrigatória por parte do Governo Federal.

A distribuição dos lucros acontece uma vez ao ano. Isso porque o valor é utilizado para financiar obras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que está ligado ao setor de imóveis. Além disso, o valor também vai para amortizações de financiamentos por parte dos contribuintes. Dessa forma, ele gera lucros para o governo que, em troca, paga uma parcela desse valor para a população.

Lucro ou rendimento?

O FGTS tem duas diferentes formas de gerar dinheiro para os cidadãos. A primeira forma é através dos rendimentos totais do fundo, que não tem relação com os lucros. Esses, por sua vez, decorrem das operações da Caixa Econômica Federal em relação a esse valor. Ou seja, o banco usa esse dinheiro e, em troca, distribui parte dos lucros aos trabalhadores.

Na parte dos rendimentos comuns, o dinheiro do FGTS rende 3%, somado à taxa referencial, a TR, que costuma ficar sempre muito próxima a zero. Com isso, independentemente do saldo ou do momento da taxa Selic, o rendimento tende a ser sempre o mesmo. Na grande maioria das vezes, o rendimento é bem abaixo da taxa básica de juros. Atualmente, o fundo de garantia rende 3% ao ano, enquanto a Selic rende 12,75%.

publicidade

Por outro lado, os lucros são resultados das operações do fundo. Isso quer dizer que o governo pega o seu dinheiro do FGTS e financia obras e programas de financiamento em habitação. Dessa forma, ele abate parte do preço de compra e, à medida que os juros dos financiamentos vão entrando, ele distribui para os trabalhadores. E é exatamente esse valor que entrará na conta nos próximos dias.

Foto: Reprodução

Quando entra o valor?

O lucro do FGTS é distribuído anualmente no meio do ano. Isso porque existe uma lei que prevê que o Governo Federal deve pagar esses rendimentos até, no máximo, 31 de agosto. Com isso, o trabalhador recebe parte do resultado das operações do fundo. No ano passado, o governo distribuiu R$ 8,1 bilhões para 191 milhões de contas. O valor representa 96% do lucro da operação.

Contudo, mesmo que o lucro caia na conta, não é possível resgatá-lo. Isso porque, assim como todo o saldo do FGTS, o saque respeita as regras normais. Ou seja, só será possível resgatar o valor em caso de demissão sem justa causa, financiamentos imobiliários, aposentadoria ou pessoa com mais de 70 anos, fechamento de empresa, término de contratos temporários de trabalho, falecimento ou saque-aniversário.

Dessa forma, os lucros do FGTS não entram como rendimentos. Contudo, ao contabilizar esse valor para o trabalhador, especialistas afirmam que o fundo rendeu 4,92% no ano passado. Agora, a expectativa é de que os patamares fiquem próximos em 2022. Apesar disso, ainda é indicado que o trabalhador faça o saque do FGTS, seguindo as recomendações de uso.

publicidade

O post FGTS terá distribuição de lucros. Veja quem recebe! apareceu primeiro em Brasil123.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.