Connect with us

Economia

Empréstimo fica mais barato, mas ainda pesa no bolso

Publicado

on

Os empréstimos ficaram mais baratos desde que a taxa Selic chegou ao patamar de 13,25% ao ano. Isso é o que diz uma pesquisa do Valor Data, que monitora preços de 8 linhas de crédito no país todo. Apesar disso, os percentuais seguem em patamares altos, principalmente pelo fato de o Governo Federal querer controlar a inflação de forma mais ativa. Os dados são comparados com maio de 2015.

Por conta disso, os brasileiros ainda têm dificuldades em pegar empréstimos com taxas atrativas e com parcelas que caibam no bolso. O mesmo vale para os financiamentos, que são usados principalmente para a compra da casa própria.

Empréstimos mais baratos

Um levantamento do Valor Data mostrou que, de 8 linhas de empréstimos, quatro ficaram mais baratas e duas mantiveram os patamares de juros. Por outro lado, duas linhas estudadas aumentaram bastante os juros. O resultado da pesquisa é uma tendência não esperada pelo mercado, segundo analistas, mas mostram a desaceleração da economia em vigor no mundo todo.

Isso porque uma taxa de juros mais alta dificulta a retirada dos valores para diversas finalidades. De uma maneira geral, a inflação vem encarecendo o custo de vida do consumidor, que vê no empréstimo um forma de fechar as contas em alguns meses. Por outro lado, empresários usam as linhas de financiamento para abrir seus próprios negócios, ao passo que algumas pessoas também utilizam crédito para a compra da casa própria.

publicidade

Com as linhas mais baratas, a tendência é de que haja uma maior contratação dessas modalidades, e uma aceleração leve da economia. Na prática, isso sinaliza que a inflação pode ser persistente, o que também é ruim para o consumidor.

Por outro lado, um empréstimo mais em conta permite que algumas pessoas consigam ter acesso a produtos de maior valor. Diante disso, será que é o momento certo para contratar uma linha de crédito?

É hora de contratar uma linha de crédito?

De uma maneira geral, não é uma hora boa para tirar o seu empréstimo. Isso porque, mesmo que estejam mais baratos que 2015, os percentuais ainda são bastante altos, o que pode pesar no seu bolso ou no bolso da sua empresa. Por isso, o momento é de tentar outras alternativas para ter condições de realizar os seus projetos.

Atualmente, uma linha de financiamento imobiliário possui taxas de quase 10% ao ano. Mesmo que seja abaixo da atual taxa Selic, os juros ficam bem acima da média história dos juros brasileiros, o que representa que você pagará a mais pela sua casa própria. Além disso, a taxa mais alta faz com que as parcelas sejam menores, mas que tenham valores maiores também. Por isso, o pagamento mensal do empréstimo pesará mais no seu bolso, o que pode ser ruim para as suas finanças pessoais.

publicidade

Diante disso, especialistas dizem que é hora de reavaliar as suas contas, caso precise de um empréstimo para fechar o mês no zero a zero. Caso queira abrir uma empresa, o momento não é propício para linhas de crédito, que podem ser substituídas por rodadas de investimentos e uma série de outras formas de financiamento externo à sua companhia.

O post Empréstimo fica mais barato, mas ainda pesa no bolso apareceu primeiro em Brasil123.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy