Connect with us

Sem categoria

Dividendos da Petrobras bancariam 4 meses do Auxílio Brasil

Publicado

on

No último mês, o Auxílio Brasil pagou R$ 7,4 bilhões a mais de 18 milhões de famílias atendidas pelo Governo Federal. Por outro lado, a União vai receber R$ 31,5 bilhões de lucro da Petrobras que será distribuído aos seus acionistas.

O lucro da União que a Petrobras obteve nos três primeiros meses do ano seria o suficiente para pagar todos os gastos com o Auxílio Brasil por ao menos quatro meses. A petroleira estatal anunciou na última semana que registrou lucro de R$ 44,561 bilhões somente no primeiro trimestre de 2022, resultado que foi 3.718,4% maior do que o mesmo período em 2021.

Sendo assim, a União vai receber da Petrobras até R$ 31,5 bilhões em dividendos, que é uma parcela do lucro que é repassada aos seus acionistas, pela sua participação na petroleira estatal.

Pagamentos do Auxílio Brasil

No último mês, o Auxílio Brasil pagou R$ 7,4 bilhões a mais de 18 milhões de famílias em todo o país. Dessa forma, o valor médio do benefício ficou em R$ 403,8, um pouco acima do pagamento mínimo que está fixado em R$ 400.

publicidade

Os dividendos que foram pagos pela Petrobras à União também poderiam bancar até 10 anos de Auxílio-Gás, o que mostra que recursos financeiros não sobram no Governo para poder bancar a situação dos mais pobres no país. O Auxílio-Gás é um benefício de baixa renda que ajuda a bancar até 50% do valor médio de um botijão de 13 kg.

O pagamento do benefício acontece a cada dois meses, sempre estabelecido após o balanço do Sistema de Levantamento de Preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. No mês de abril, a folha de pagamento foi de R$ 275 milhões, atendendo a mais de 5 milhões de famílias.

Bolsonaro realiza críticas ao lucro da Petrobras

O Presidente Jair Bolsonaro fez críticas publicamente aos lucros obtidos pela Petrobras. Na última semana, o mandatário teria comentado que se tratava de um “crime” de a empresa ter um lucro tão abusivo durante um período de crise.

O chefe do Executivo tem feito apelos publicamente para que a empresa não realize um novo reajuste no preço dos combustíveis, também declarando que o lucro da estatal poderia ser diminuído para ajudar com que o país não “sofra tanto” com as constantes elevações de preços.

Na última segunda-feira (9), a Petrobras anunciou um reajuste de 8,865% no preço do diesel que é vendido para as distribuidoras. Com essa mudança, em poucos dias os consumidores já deverão presenciar uma nova subida dos preços, prejudicial sobretudo para os caminhoneiros.

publicidade

Ainda em relação aos pagamentos do Auxílio Brasil, uma proposta acabou sendo recusada pelos deputados da oposição, que previa aumentar os pagamentos do benefício para R$ 600 mensais, mesmo valor que era pago durante o Auxilio Emergencial. Não somente foi recusado, como ficou definido que o Auxilio Brasil não passará de R$ 400 até o final do ano.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.