InícioFinanças PessoaisCartão de CréditoCartão clonado, passo a passo para resolver

Cartão clonado, passo a passo para resolver

O cartão clonado é o terror de quem gosta de passar todas as suas compras no crédito. Um criminoso pode estourar seu limite, deixar seu nome negativado e atrapalhar muito sua vida. Se você está passando por essa dor de cabeça existem alguns simples passos para resolver este problema. Sendo assim, acompanhe o texto a seguir e saiba quais medidas devem ser tomadas

Primeiro passo: Bloquear o cartão clonado

Ao perceber que compras que não foram feitas por você apareceram na fatura do seu cartão você deve, antes de mais nada, bloquear este. Sendo assim, deve ser necessário entrar em contato com a agência por telefone ou pessoalmente. Nos bancos digitais é possível bloquear um cartão clonado pelo aplicativo sem sair de casa.

Por mais que esteja desconfiado se estas compras foram realizadas por alguém da família ou em um momento que você não se lembra, vale a pena bloquear o cartão neste momento. Caso seja um mal entendido será possível pedir um cartão novo. Por outro lado, caso você realmente tenha sido vítima de um golpe, você impediu um estrago maior.

Segundo passo: Fazer boletim de ocorrência

Um boletim de ocorrência é uma forma de registrar que teve um cartão clonado. Sendo assim, esta prática pode ajudar a encontrar e punir os culpados pelos gastos indevidos.

Ao mesmo tempo, o boletim de ocorrência também funciona como uma prova de que o seu cartão foi clonado. Essa pode ser necessária na hora de cancelar as compras feitas pelo criminoso em seu nome.

Terceiro passo: Verificar o que realmente foi golpe

Neste momento é necessário separar as compras que foram feitas por você mesmo e aquelas que foram feitas no cartão clonado. Por isso, busque ler atentamente cada uma das despesas e os locais no qual estas foram realizadas.

Depois de encontrar todos os gastos indevidos entre em contato com o banco e informe cada um deles. Neste momento, a própria instituição financeira pode entrar em acordo e cancelar os débitos. Sendo assim, o seu problema estará resolvido e o banco deve fazer a restituição do dinheiro. Caso haja maiores dificuldades neste momento será necessário apresentar provas e levar este caso a justiça.

Como evitar ter o cartão clonado?

Para fugir de criminosos e evitar que você tenha o cartão clonado, algumas dicas podem ajudar. Em primeiro lugar não compartilhe com ninguém os 3 números de segurança que ficam na parte de trás do cartão. Esta informação combinada com seu nome completo e a validade já são o suficiente para realizar a clonagem.

Alguns sites ou aplicativos de compra online pedem os números de segurança do cartão de crédito. Sendo assim, procure realizar compras apenas em websites nos quais a segurança está garantida. Por isso, sempre procure pelo símbolo de um cadeado antes da URL do site.

Ao realizar compras em lojas físicas também tome cuidado com ambientes muito suspeitos. Este crime acontece com maior frequência em compras online, porém ainda é possível que esta ocorra em compras feitas na maquininha.

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS LIDOS