Connect with us

Economia

Caixa libera Auxílio Emergencial de até R$ 3.000; veja quem recebe

Publicado

on

Já foi liberada pela Caixa Econômica Federal a parcela retroativa do Auxílio Emergencial para o grupo de pais solteiros. O depósito do benefício, aprovado no final do ano passado, foi feito para 823,4 mil homens chefes de famílias monoparentais. Os valores variam entre R$ 600 e R$ 3.000 e já estão disponíveis no Caixa Tem.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que deu mais detalhes dos novos pagamentos na última quinta (13) em uma live realizada no Youtube, os valores serão variáveis e dependem de quando o beneficiário chefe de família começou a receber o benefício.

Por exemplo, quem recebeu as 5 parcelas do Auxílio Emergencial original a contar de abril de 2020, terá direito ao valor de R$ 3.000,00 (as 5 parcelas de R$ 600). Já quem começou a receber depois desse prazo terá o valor correspondente aos meses recebidos na época.

A consulta dos valores já está disponível no site da Dataprev para saber quem vai receber o retroativo do Auxílio Emergencial em 2022. O pai solteiro deve fazer a consulta pelo CPF no portal da Dataprev.

publicidade

O governo informou que serão R$ 4,1 bilhões pagos a 1,3 milhão de pais solteiros que entre abril e agosto de 2020 receberam a cota simples do benefício. Os outros 500 mil beneficiários, estes inscritos no Cadastro Único e no Auxílio Brasil, receberão nos próximos dias. Por enquanto, vai receber somente quem fez a inscrição no Auxílio Emergencial por meio do site e app da Caixa, o grupo dos informais, MEI’s e autônomos.

Quem tem direito a cota extra

A cota extra será apenas para homens provedores de família monoparental inscritos no Cadastro Único até 2 de abril de 2020 e que realizaram o cadastro pelas plataformas digitais até o dia 2 de julho de 2020, prazo final para inscrição no Auxílio Emergencial. Veja o que será analisado para que o pagamento seja feito, conforme cada público:

  • Público do Cadúnico e Auxílio Brasil (antes Bolsa Família): será analisado se o pai solteiro está cadastrado como Responsável Familiar e recebeu cota simples do Auxílio Emergencial, se não possui cônjuge ou companheiro e se há na família pelo menos uma pessoa menor de 18 anos;
  • Público inscrito pelo aplicativo e site: como para esse grupo não foi possível marcar a opção chefe de família no momento do cadastro, o Ministério da Cidadania irá verificar agora se o homem solteiro chefe de família que recebeu cota simples do benefício (R$ 600) não tem cônjuge ou companheiro(a), se há pelo menos uma pessoa menor de 18 anos na família e não houve pagamento de cota dupla (R$ 1.200) para outra beneficiária ou marcação de chefe de família por outra pessoa do mesmo grupo familiar.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.