Connect with us

Direitos do Trabalhador

Cadastro Único soma 2,6 milhões de famílias

Publicado

on

Atualmente já são mais de 2,6 milhões de brasileiros que se inscreveram no Cadastro Único. Nesse sentido, o quantitativo leva em conta pessoas que estão na faixa de extrema pobreza, ou seja, recebendo até R$ 105 por pessoa.

Além disso, considera-se que essas inscrições ocorreram apenas dentro de outubro de 2021 a fevereiro deste ano. Isto é, justamente os 5 meses que sucederam o fim do Auxílio Emergencial. Este programa, então, deu suporte a mais de 60 milhões de brasileiros no período mais intenso da pandemia da Covid-19.

Para fins de comparação, até outubro de 2021, a quantidade de famílias dentro da linha de extrema pobreza no Cadastro Único era de 15,1 milhões. Assim, este número chegou a 17,8 milhões em março de 2022.

Até o momento, contudo, não há divulgação dos dados de abril deste ano.

publicidade

Isso significou uma média de 540 mil novos cadastros a cada mês. Isto é, maior número de inscrições da história do Cadastro Único.

Cadastro Único permite entrada no Auxílio Brasil

Atualmente, o Auxílio Brasil, que substituiu o Bolsa Família, carrega certo protagonismo nos programas sociais.

Desse modo, considerando o aumento nas inscrições do Cadastro Único, o número de participantes da medida também cresceu. Assim, já são cerca de 18 milhões de brasileiros que participam do Auxílio Brasil.

No entanto, dados da CNM (Confederação Nacional de Municípios) demonstram que a fila de espera do benefício já chega a um milhão de cidadãos. Isto é, mesmo depois das inclusões que o Governo Federal indica ter feito no início do ano.

Ademais, é importante lembrar que, em janeiro de 2022, o número de pessoas na fila era de  434.421, ou seja, metade do número de fevereiro. Portanto, vê-se que a quantidade de cidadãos aguardando para entrar no programa cresceu de forma muito rápida.

publicidade

Veja também: Auxílio Brasil poderá acompanhar saúde bucal

A expectativa, então, é que este número cresça, levando em conta o contexto de crise econômica no país. Nesse sentido, é importante lembrar que a família que deseja participar do programa, deve procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de sua cidade.

Governo lança novo aplicativo do Cadastro Único

Além do aumento no número de inscrições, muitos cidadãos baixaram o novo aplicativo do cadastro. Desse modo, foi possível verificar 1 milhão de downloads de 30 de março até a quinta-feira de 28 de abril.

A ferramenta, então, poderá oferecer os mesmo serviços do Cadastro Único, mas de uma forma mais moderna e prática. Assim, já são 135 mil pré-cadastros e 67 mil atualizações cadastrais por confirmação feitas na plataforma.

Nesse sentido, Ronaldo Bento, ministro da Cidadania, entende que isso será positivo para os brasileiros.

publicidade

“A modernização dos serviços com novas tecnologias aumenta a eficiência na ponta, nos postos do Cadastro Único, diminuindo filas e o tempo de espera das pessoas. Quem necessita dos programas sociais do Governo Federal tem pressa e quanto menos deslocamentos forem necessários, melhor”, explicou.

Benefícios do aplicativo

De acordo com membros do governo, o aplicativo do Cadastro Único se mostra interessante ao passo que traz maior facilidade para os usuários.

Dessa maneira, um serviço simples, como o comprovante de cadastro, por exemplo, não exigirá mais que a família se desloque de forma presencial a fim de obtê-lo.

Além disso, também é possível:

Realizar o pré-cadastramento.
Atualizar os dados cadastrais.
Conferir o mapa georreferenciado com pontos de atendimento mais próximos.
Consultar os benefícios que a família recebeu.
Consultar dados como, por exemplo, o Número de Identificação Social (NIS), código familiar, situação cadastral, dentre outros.

publicidade

Pré-cadastramento pode ser uma boa opção

Dentre os serviços do aplicativo, o pré-cadastramento se mostra com certo destaque. Isto é, visto que auxilia no momento de inscrição da família no Cadastro Único.

Assim, o secretário nacional do Cadastro Único, Tércio Brandão, entende que essa opção pode trazer maior praticidade ao cidadão.

“O pré-cadastramento reduz o tempo de espera nas unidades de atendimento, já que a pessoa chega ao local com a necessidade de apenas completar e confirmar seus dados. Mas, vale ressaltar que o cadastramento presencial continua da mesma forma. O aplicativo é mais uma facilidade para que o cidadão tenha acesso ao sistema”, declarou.

Desse modo, aquele que desejar realizar o pré-cadastro deve se lembrar:

É necessário comparecer em um posto de atendimento dentro de 120 dias a fim de completar a inscrição.
A família deve levar seus documentos de identidade, além de passar por uma entrevista, que irá conferir o contexto do grupo.

publicidade

Cidades fazem mutirões de inscrição no Cadastro Único

Pensando atender os cidadãos brasileiros que desejam se inscrever ou atualizar seu  Cadastro Único, muitas cidades realizam mutirões com este fim.

Recentemente, por exemplo, este foi o caso para Manaus, no estado de Amazonas, e Maceió, no estado de Alagoas.

Manaus

Em 07 de maio, a prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), realizou um mutirão de atualização do Cadastro Único.

Então, foram, ao menos 1.100 pessoas que passaram pelo atendimento. Na ocasião, o governo municipal também aproveitou para introduzir estes cidadãos ao novo sistema virtual do programa.

Nesse sentido, o objetivo é de agilizar a identificação das beneficiárias, a partir de confirmação do agendamento por meio do celular.

publicidade

Felipe Menezes, Chefe da Divisão de Tecnologia e Informação da Semasc, pretende avançar com estas iniciativas.

“Daqui para frente iremos otimizar ainda mais esse sistema e adicionar novas ferramentas para que possamos realizar, de forma mais organizada, os mutirões e, quem sabe, disponibilizar uma estrutura para atender uma quantidade ainda maior de pessoas”, declarou.

Maceió

Já Maceió publicou os seguintes dados sobre a atuação do Cadastro Único:

Total de 20 mil atualizações no primeiro quadrimestre de 2022.

5.137 usuários que atualizaram seus dados em janeiro.
4.958 atualizações no mês de fevereiro.
6.081 participantes que atualizaram suas informações.
4.871 atualizações em abril.

publicidade

Desse modo, a expectativa é de que 76.063 usuários atualizem seus dados neste ano de 2022.

Nesse sentido, Diogo Santos, coordenador do CadÚnico de Maceió, lembrou sobre o porquê de atualizar suas informações.

“É importante que a população se prontifique a atualizar seu cadastro principalmente por causa do prazo de 24 meses, para fazer a atualização. Além disso, é necessário seguir o calendário para que se evite filas e aglomerações. Por isso é essencial que a população não deixe para última hora’’, afirmou.

Além disso, o município chama os participantes com NIS (Número de Identificação Social)  de final 05 para atualizar seus dados até 13 de maio.

publicidade
publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.