Connect with us

Direitos do Trabalhador

Auxílio Brasil: Calendário de julho de encerra

Publicado

on

O calendário de pagamentos do mês de julho se iniciou no dia 18, uma segunda-feira. Desse modo, cumprindo com o formato de costume, os depósitos seguiram nos dez últimos dias úteis do mês.

Portanto, nesta sexta-feira, dia 29 de julho, recebem o último grupo de beneficiário do programa. Isto é, são aqueles participantes que possuem NIS (Número de Identificação Social) com final 0.

Assim, o calendário de julho chega ao fim, tendo pago todos os cidadãos que participam do Auxílio Brasil.

Neste mês, contudo, é importante lembrar que não houve parcela extra para a comprar de gás de cozinha. Isto é, o Vale Gás nacional que transferiu, durante este ano de 2022, a quantia de 50% do preço do produtos.

publicidade

Este benefício se destina a alguns participantes do Auxílio Brasil e do BPC (Benefício de Prestação Continuada), no entanto, apenas a cada dois meses.

Qual foi o valor médio em julho?

Neste calendário de pagamentos, o valor médio do Auxílio Brasil foi de R$ 408,80. Isto é, considerando todos os cidadãos que receberam o benefício e as quantias que tiveram direito, esta foi a média de recebimentos.

Essa variação acontece porque é possível receber mais do que o mínimo de R$ 400 do benefício.

Desse modo, aqueles cidadãos que estejam dentro dos critérios mais específicos também podem ter direito a:

Auxílio Criança Cidadã, de R$ 200 para turno parcial e R$ 300 para crianças que ficam em turnos integrais de creches particulares.
Benefício Compensatório de Transição, que pode variar a fim de compensar o que se recebia antes com o Bolsa Família.
Benefício Extraordinário, para que todos recebam o mínimo de R$ 400.
Auxílio Esporte Escolar, de doze parcelas de R$ 100 e uma parcela de R$ 1.000.
Bolsa de Iniciação Científica Júnior, de doze parcelas de R$ 100 e uma parcela de R$ 1.000.
Auxílio Inclusão Produtiva Rural, de R$ 200 para agricultores familiares.
Auxílio Inclusão Produtiva Urbana, de R$ 200 para quem possui carteira de trabalho assinada.

publicidade

18,3 milhões de famílias receberam neste mês

De acordo com as informações do Ministério da Cidadania, o Auxílio Brasil chegou a um total de 18,3 milhões de beneficiários no país.

Nesse sentido, a região com mais participantes foi a do Nordeste brasileiro, da seguinte forma:

Nordeste, com um total de 8,59 milhões de famílias.
Sudeste, com um total de 5,21 milhões de beneficiários.
Norte, com 2,16 milhões de participantes.
Sul, com 1,21 milhão de famílias.
Centro-oeste, com 941 mil participantes.

Assim, foi possível verificar que os estados com mais participantes foram:

Bahia, com 2.265.499 participantes.
São Paulo, com 2.182.506 beneficiários.
Pernambuco, com 1.447.099 famílias.

publicidade

Então, para o próximo calendário de pagamentos, há a expectativa de que a quantidade de beneficiários aumente. Isso ocorre em razão da aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) do Benefícios.

Esta medida, portanto, aumentou o valor do Auxílio Brasil e, ainda, prevê, a inclusão de mais beneficiários.

Como o Auxílio Brasil muda com a PEC?

Com aprovação no início de julho, a PEC dos Benefícios aumentou o valor de alguns auxílios, além de criar novos.

Nesse sentido, um dos aumentos foi em relação ao Auxílio Brasil. Dessa maneira, o benefício passará de um mínimo de R$ 400 para R$ 600. Contudo, é importante lembrar que este aumento apenas terá validade para:

Agosto de 2022
Setembro de 2022
Outubro de 2022
Novembro de 2022
Dezembro de 2022

publicidade

Isso significa que, a partir de janeiro de 2023 o benefício retorna ao seu mínimo de R$ 400.

Além disso, a medida também prevê que o programa inclua cerca de 1 milhão de cidadãos a mais. Portanto, espera-se que o governo realize esta inclusão de beneficiários para o próximo calendário de agosto.

Veja também: 13º salário do Auxílio BR será pago neste ano?

Para entrar no benefício, contudo, é importante lembrar que o brasileiro interessado precisa cumprir uma série de requisitos.

Quais são os critérios para entrar no Auxílio Brasil?

A fim de receber as parcelas mensais do benefício, o cidadão precisa:

publicidade

Estar dentro da faixa de pobreza ou extrema pobreza. Isso significa, então, que a família deve ter uma renda de até R$ 105 por pessoa ou até R$ 210 por pessoa. Contudo, neste último caso, é necessário que se tenha gestantes, nutrizes ou menores de 21 anos na família.
Ter inscrição no Cadastro Único, com dados atualizados a cada 24 meses, pelo menos.
Passar pela análise do Ministério da Cidadania. Assim, nesta fase, além de conferir se a família está dentro dos requisitos, o governo também avalia o quanto de orçamento possui para incluir mais cidadãos. Nesse sentido, também há a exclusão de beneficiários a cada mês para que se obtenha este espaço fiscal.

Veja também: Como se inscrever no Cadastro Único?

Além disso, assim que está dentro do programa, a família também precisa cumprir com regras de manutenção do benefício. Estas regras, então, possuem o objetivo de integrar os beneficiários a diferentes políticas públicas de saúde e educação.

Assim, o Auxílio Brasil continua como um programa que vai além da distribuição de renda, da mesma forma que ocorria no Bolsa Família.

Logo, é necessário que o beneficiário realize:

publicidade

Acompanhamento de saúde para gestantes, mulheres e crianças.
Frequência escolar mínima que varia de acordo com a faixa etária.

Caso contrário, a família poderá sair do programa.

Quando serão os próximos pagamentos?

Com o encerramento do calendário de julho, os beneficiário já aguardam as próximas parcelas. Ademais, muitos cidadãos buscam entrar na fila de espera para receber a quantia.

Em agosto, portanto, aqueles que já estavam na medida e novos participantes terão acesso ao benefício. Neste momento, então, o Auxílio Brasil terá o valor de R$ 600.

Além disso, o governo adiantou o calendário de pagamentos, de forma que este se iniciará na primeira quinzena do mês. Assim, o calendário de agosto acontecerá da seguinte forma:

publicidade

09 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 1.
10 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 2.
11 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 3.
12 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 4.
15 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 5.
16 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 6.
17 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 7.
18 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 8.
19 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 9.
20 de agosto: recebem os beneficiários de NIS com final 0.

A partir de então, o participantes deve ser lembrar de movimentar a quantia dentro de 120 dias.

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy