Connect with us

Economia

Alocação de ativos: o que é e como realizar

Publicado

on

Qualquer pessoa que deseja construir a sua carteira de investimentos, possui dificuldades em como fazer a alocação do dinheiro em ativos. Por isso que hoje, nós vamos ensinar o que é alocação de ativos e como realizar de forma correta. Confira tudo aqui no Brasil 123.

O que é alocação de ativos?

Primeiramente, a alocação de ativos tem por função auxiliar o investidor a realizar um planejamento voltado para a maximização de lucros e diminuir os custos embutidos no processo. Dessa forma, o segredo é diversificar a carteira de investimentos em vários ativos e ter bons resultados independente das oscilações do mercado financeiro.

Esta diversificação depende do perfil do investidor e dos seus objetivos em relação aos investimentos.

Como alocar os ativos de forma correta?

Para fazer a alocação de ativos de maneira correta é preciso seguir alguns passos, como:

publicidade

Defina o percentual de investimento nas classes de ativos

Antes de tudo, para realizar esta definição, você precisa considerar o quanto está disposto a correr riscos, além dos seus objetivos a curto, médio e longo prazo.
As classes de ativos se dividem em:

Investimentos de renda fixa: possuem menor risco, e consequentemente menor rentabilidade, e podem atender os seus objetivos a curto e médio prazos.
Investimentos de renda variável: possuem maior risco, e consequentemente maior possibilidade de ter rentabilidades superiores. Normalmente atendem objetivos de longo prazo.

Defina os ativos de investimento dentro de cada classe

Depois de definir os percentuais que envolvem cada classe de ativos, passamos a definir quais são os ativos de cada classe que podem ser usados para investimentos. Para isso, considere a sua necessidade de liquidez, a volatilidade do ativo, os riscos envolvidos, e os seus objetivos financeiros.
A recomendação é:

Procurar simplificar ao máximo os ativos: de início, é recomendado que você conheça os ativos que fazem parte de cada classe e faça investimentos em 1 ou 2 ativos inicialmente. Então, com o passar do tempo, você pode diversificar mais os seus ativos.
Considerar uma certa complexidade dos ativos para garantir uma maior rentabilidade: é o caso dos ativos de renda variável, que exigem maior atenção, por serem mais complexos.

Defina o percentual que será investido em cada ativo escolhido

Esta definição considera o seu perfil de investidor e os seus objetivos financeiros, e assim determina qual o percentual que deve-se utilizar em cada ativo escolhido. A recomendação é dar o mesmo peso para cada ativo dentro de cada classe, assim sem você optar por utilizar, por exemplo, 60% do seu dinheiro na classe de renda fixa, os ativos escolhidos devem ter o mesmo percentual.

publicidade

Defina a frequência e o valor dos aportes a serem efetivados

Na questão da frequência, recomenda-se, portanto, que sejam feitos aportes mensais, correspondentes a 15% dos seus rendimentos. No entanto, se não for possível, aplique porcentuais menores. Estes aportes mensais precisam ser incluídos nos ativos já existentes, ou optar por outro ativo que considerar importante.

O segredo é diversificar a carteira de investimentos em vários ativos – Reprodução AdobeStock

Faça análise periódica na sua carteira de investimento e ajuste de acordo com os seus objetivos

Esta análise periódica fará com que você ajuste a carteira de investimentos de forma a perceber quais os ativos que não deram a rentabilidade esperada e realocar para outros ativos.

 

O post Alocação de ativos: o que é e como realizar apareceu primeiro em Brasil123.

publicidade

publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy