Connect with us

Sem categoria

Abono salarial PIS/Pasep de R$1.212 está esquecido

Publicado

on

O abono salarial PIS/Pasep, ano-base de 2020, não foi sacado integralmente por todos os trabalhadores aptos ao recebimento do benefício. Conforme informado pelo Governo Federal, quase 500 mil cidadãos deixaram de efetuar o resgate dos valores devidos.

Antes de mais nada, é importante destacar que o calendário de pagamentos do abono salarial PIS/Pasep foi encerrado no dia 31 de março. Por outro lado, o Governo vai permitir que o trabalhador saque o benefício até o dia 29 de dezembro de 2022.

Você vai gostar de ver:

Novo lote do Auxílio Emergencial deve ser pago ainda neste mês

publicidade

14º salário com pagamentos em 2022?

Conforme informado pelo Governo, mais de 24 milhões de trabalhadores podem sacar o dinheiro. No entanto, desse total, 478,7 mil deixaram de ir retirar o dinheiro. Do total de beneficiários, segundo o balanço do Governo:

125.624 abonos do PIS;
353.100 abonos do Pasep.

Desde já, é importante deixar claro que o PIS é pago para trabalhadores com carteira assinada da iniciativa privada, sob responsabilidade da Caixa Econômica Federal. Por outro lado, o PASEP é para funcionários públicos e tem pagamentos via Banco do Brasil.

Veja: 

publicidade

Americanas abre NOVAS vagas de emprego para todo o país

Usuários já podem reagir a mensagens no WhatsApp; confira a novidade

Logo, veja abaixo como saber se você tem direito, como verificar o valor e como fazer o saque do benefício.

Quem tem direito ao Abono salarial PIS/Pasep 2022?

A princípio, ao considerar que os pagamentos serão de competência do ano-base 2020, o trabalhador precisa estar inscrito no abono salarial PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter recebido uma remuneração média mensal de até dois salários mínimos.

Ademais, o trabalhador ainda precisa ter atuado com carteira assinada para pessoa jurídica durante, ao menos, 30 dias e ter as informações atualizadas pelos empregadores na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

publicidade

Como saber se tenho direito ao abono salarial PIS/Pasep?

Antes de mais nada, é importante lembrar que o procedimento de consulta ao recebimento do abono salarial é bem simples.

Para o PIS, basta acessar o aplicativo Caixa Trabalhador, o site da Caixa ou o telefone de atendimento do banco (0800 726 0207).

Por outro lado, no caso do PASEP, a consulta deverá ser feita pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades); e 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Você vai gostar muito de ver:

Sua nota de R$ 50 pode valer até R$ 4 mil; veja o motivo

publicidade

Serasa inicia campanha para renegociação de dívidas com o Bradesco e BB

Qual valor do abono salarial?

O valor do abono salarial varia conforme a quantidade de meses trabalhados. A princípio, o cidadão pode receber uma quantia equivalente a um salário mínimo, atualmente R$ 1.212, no abono salarial PIS/Pasep.

Por outro lado, caso o beneficiário não tenha exercido atividade por 12 meses, um valor inferior proporcional ao tempo trabalhado será repassado.

Sendo assim, veja na tabela logo abaixo o valor que o trabalhador poderá receber.

Meses trabalhados
Valor

publicidade

1
R$ 101,00

2
R$ 202,00

3
R$ 303,00

4
R$ 404,00

5
R$ 505,00

publicidade

6
R$ 606,00

7
R$ 707,00

8
R$ 808,00

9
R$ 909,00

10
R$ 1.010,00

publicidade

11
R$ 1.111,00

12
R$ 1.212,00

Como encontrar seu número PIS

Enfim, para fazer a consulta do valor a ser recebido, você deverá ter em mãos seu número PIS. A princípio, se você não sabe qual é o seu número, basta consultar no portal Meu INSS. Primeiramente, ao entrar no site, basta logar com sua conta gov.br.

Em seguida, você só precisará abrir a página de “Meu Cadastro.” Antes de tudo, essa parte contém todas as suas informações associadas ao sistema gov.br, o que inclui seu número PIS. Logo, é um processo muito fácil e que permite que você possa consultar com seu banco.

publicidade
publicidade
Clique e Deixe seu Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.