PIX para a PESSOA ERRADA? ISTO é o que se DEVE FAZER

Atualmente, o PIX se destaca como um dos principais meios de transação financeira utilizados no Brasil. Esse sistema de transferência instantânea foi concebido pelo Banco Central em 2020. Assim, desde então, tem revolucionado a maneira como os consumidores realizam suas operações financeiras no país, proporcionando uma alternativa prática, ágil e desprovida de complicações.

Embora traga vantagens evidentes, os cidadãos brasileiros precisam manter a cautela ao efetuar transferências PIX para terceiros. É cada vez mais comum a ocorrência de equívocos que resultam no envio de quantias substanciais a destinatários errados, ocasionando significativos inconvenientes e prejuízos aos usuários.

O que a pessoa que recebeu o PIX errado deve fazer

Se por acaso, inesperadamente, você receber uma transferência PIX de qualquer valor, que não lhe era destinada, a opção correta é restituir o montante ao remetente. Seja alguém conhecido ou não, especialistas afirmam que essa é a atitude certa a ser adotada.

Caso você se recuse a devolvê-lo, pode configurar um delito. Assim, conferirá ao remetente o direito de instaurar uma ação criminal para resolver a questão perante a justiça.

A situação é realmente peculiar, mas não há muitas alternativas. Por enquanto, não existe um método de reversão da transferência. Ou seja, quem fez o PIX não tem como cancelar. Então, fica ao encargo do “infeliz sortudo”, entender que não é tão sortudo assim.

Portanto, para quem fará transferências de qualquer valor, a melhor atitude a se tomar é verificar atenciosamente todas as informações do PIX. Dessa forma, antes de confirmar a transação, tenha a certeza de que o nome que aparece e os dados são mesmo do recebedor correto.

PIX roubado pelo WhatsApp

Nos últimos tempos, o aumento da digitalização em nossas vidas trouxe vantagens, possibilitando uma maior conectividade e simplificando muitos aspectos da nossa rotina. No entanto, essa evolução também abre caminho para ameaças cibernéticas cada vez mais sofisticadas.


Você também pode gostar:

Um exemplo preocupante disso é a aparição do GoPIX, um software malicioso que infiltra o WhatsApp Web. Os indivíduos por trás do GoPIX elaboram uma estratégia enganadora que explora a confiança das pessoas no mensageiro. Eles se aproveitam da singularidade do WhatsApp, que possibilita aos usuários acessar suas conversas e enviar mensagens diretamente de um navegador da web.

Fez PIX para a PESSOA ERRADA? ISTO é o que se DEVE FAZER
Caso quem recebeu não queira restituir o valor, a justiça pode ser acionada – Imagem: Divulgação

Como o ataque é executado?

Os criminosos iniciam criando links falsos que prometem acesso ao WhatsApp Web. Esses links são camuflados, frequentemente aparecendo nos resultados de pesquisa do Google quando alguém procura pela plataforma.

Ao clicar no link, o usuário é induzido a acreditar que precisa fazer o download de um programa para acessar o WhatsApp Web. No entanto, esse programa é, na realidade, um software malicioso disfarçado.

Como se proteger

Para se proteger contra o GoPIX e ameaças similares, os usuários podem adotar as seguintes medidas:

  • Vigilância e desconfiança – A primeira e mais crucial medida é permanecer vigilante e desconfiar de links suspeitos, especialmente quando se trata de acessar serviços online sensíveis. No caso do WhatsApp Web, é vital lembrar que a versão legítima do serviço não requer o download de programas ou software adicionais. Acesse-o diretamente pelo site oficial e utilize o QR Code para a conexão;
  • Manter sistemas e programas atualizados – Manter seu sistema operacional e todos os programas regularmente atualizados é essencial. As atualizações frequentemente contêm correções de segurança que protegem contra vulnerabilidades exploradas por malwares como o GoPIX;
  • Utilizar soluções de segurança confiáveis – Instalar e manter softwares antivírus e antimalware confiáveis é fundamental. Eles podem identificar e neutralizar ameaças em tempo real, bem como prevenir a instalação de softwares maliciosos;
  • Consciência das ameaças cibernéticas – Esteja sempre ciente das ameaças cibernéticas em evolução. Fique atualizado sobre as táticas e técnicas usadas pelos criminosos para enganar os usuários. A educação cibernética é uma das melhores defesas;
  • Fontes confiáveis – Baixe aplicativos e programas somente de fontes confiáveis, como as lojas de aplicativos oficiais. Evite usar links de terceiros ou sites suspeitos para obter software.
  • Utilize senhas fortes e autenticação de dois fatores – Reforce a segurança das suas contas online com senhas fortes e ative a autenticação de dois fatores sempre que possível;
  • Controle de permissões – Revise as permissões que você concede a aplicativos e serviços online. Certifique-se de que eles não tenham acesso a mais dados do que o necessário.

google news noticias concursos

Participe de nosso Whatsapp e fique informado(a) em tempo real gratuitamente.



Este conteúdo apareceu primeiro em: [ PIX para a PESSOA ERRADA? ISTO é o que se DEVE FAZER

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.