Confira os produtos que mais valorizaram e os que mais desvalorizaram em 2023.






Impactos da Inflação no <a href="https://www.brasil123.com.br" target="_blank" rel="noopener">Brasil</a> em 2023: Morango Fica Mais Caro

Impactos da Inflação no Brasil em 2023

Taxa do IPCA acumulada em 4,62%

A inflação no Brasil subiu de maneira mais tímida em 2023, aliviando um pouco o orçamento dos brasileiros. A taxa do IPCA acumulada entre janeiro e dezembro ficou em 4,62%, abaixo da variação registrada em 2022 (5,79%). Em síntese, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é a inflação oficial do Brasil. Aliás, inflação se refere ao aumento dos preços de produtos e serviços, e a variação observada em 2023, apesar de indicar encarecimento dos produtos, desacelerou em relação ao ano anterior.

Itens Mais Caros em 2023

Embora a inflação tenha desacelerado em 2023, sua redução não foi tão expressiva assim. Na verdade, a alta foi apenas um pouco menor que a de 2022, e isso aconteceu por causa de alguns itens, que ficaram mais caros no ano passado e pesaram na renda dos brasileiros.

No entanto, o grande destaque de 2023 foi o morango, cujo preço subiu significativamente em relação ao ano anterior. Isso aconteceu porque a muda do fruto ficou mais cara para os produtores rurais, que repassaram os custos para os consumidores.

Vale destacar que o encarecimento do morango fez muitos produtores de São Paulo e Minas Gerais, principais estados que cultivam a fruta no país, reduzirem o plantio. Como a oferta do item ficou menor, o seu valor subiu nos supermercados.

Impacto dos Preços de Frutas, Verduras e Legumes

Baseando-se nos dados divulgados pelo IBGE, o portal de notícias g1 fez um levantamento dos itens cujos preços mais subiram em 2023. Em meio ao aumento da inflação no país, os itens que mais se destacaram no ano passado, dominando o top dez, foram frutas, verduras e legumes.

Todos os itens presentes no top dez acumularam variações superiores a 30%. Contudo, apenas o morango ultrapassou a marca de 70%, com o seu preço disparando em relação a 2022. Por isso, muita gente que gostava de consumir a fruta teve que escolher outras opções com preços mais acessíveis no ano passado.

Grupo Alimentação e Bebidas

Em 2022, os preços do grupo alimentação e bebidas disparou 11,64% no país, impactando o IPCA em 2,41 pontos percentuais (p.p.). Já em 2023, a alta foi de apenas 1,03%, impactando a inflação do Brasil em 023 p.p., abaixo da taxa nacional.

“O grupo de produtos alimentícios ficou abaixo do resultado geral e ajudou a segurar o índice de 2023. Houve quatro quedas seguidas no meio de ano, o que contribuiu para esse resultado“, explicou o gerente do IPCA, André Almeida.

Preços que Mais Caíram em 2023

Em 2023, a cebola foi a vilã da inflação, com seu preço subindo mais de 100% no país, em relação ao ano anterior. Contudo, aconteceu justamente o contrário, e o item foi o segundo que mais caiu no país, aliviando um pouco o orçamento das famílias.

Aliás, a cebola só não registrou uma queda mais intensa que o óleo de soja, que figurou como o item com o maior recuo anual. Isso aconteceu graças à colheita recorde de soja no país, que aumentou a oferta e reduziu os preços no varejo nacional.



A surpresa é que, embora existam índices preocupantes na inflação de 2023, como o caso do morango que aumentou mais de 70%, houveram itens inesperadamente que tiveram quedas significativas, como a cebola e o óleo de soja. A diversidade dos impactos na inflação surpreende e mostra a importância de observar cada setor individualmente. Este é apenas um sinal do que o comportamento da próxima Economia. O que será que 2024 nos reserva? Apenas o tempo dirá.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.