Compensa fazer um Financiamento Estudantil para garantir o meu diploma?

Com a atual situação econômica do país, ficou ainda mais difícil realizar o sonho de entrar na faculdade, uma vez que além da mensalidade ainda envolve uma série de outros gastos mensais. Alguns cursos superiores em faculdades particulares apresentam mensalidades altíssimas, impedindo que muitas pessoas consigam adquirir o seu diploma. Mas, hoje existe uma série de financiamentos que podem ser feitos para financiar a sua faculdade e possibilitar a realização do seu sonho.

Os financiamentos universitários são oferecidos pelo Governo, por empresas privadas e até mesmo pela própria instituição onde você irá estudar.

Por se tratar de um sonho, muitas pessoas acabam financiando seus estudos sem pesquisar e saber se realmente compensa essa forma de pagamento, e por isso, vamos te ajudar saber se o financiamento estudantil vale a pena ou não!

O seu curso superior podem ser financiado pelo Fies: saiba como funciona esse financiamento estudantil

Com o objetivo de possibilitar que muitos brasileiros façam uma faculdade, o ministério da educação criou o Fundo de Financiamento Estudantil, mais conhecido como FIES.

O FIES é oferecido para quem vai estudar em faculdades que são pagas, e disponibiliza esse benefício sem juros. O valor da mensalidade que será financiada dependerá da renda familiar do estudante, sendo dividido em duas opções:

  • Renda familiar per capita de até 3 salários mínimos por mês: para estudantes que estão dentro dessa categoria, o financiamento é realizado sem taxa de juros, e o valor das parcelas serão definidas levando em consideração a renda mensal. E caso o estudante não tenha nenhum tipo de renda, o pagamento poderá ser feito de um valor determinado como valor mínimo.
  • Renda familiar per capita de até 5 salários mínimos por mês: para quem faz parte dessa categoria de estudantes, são disponibilizados recursos de fundos de desenvolvimento e constitucionais, além de também serem oferecidos por instituições privadas parceiras.

Financiar os estudos com empresas privadas

Financiar a faculdade de forma privada é como se você fizesse um empréstimo no banco para pagar os seus estudos.

O estudante, ao solicitar esse tipo de financiamento, adquire o capital para quitar a sua faculdade, e depois deve efetuar o pagamento do crédito com taxas de juros.

Com o financiamento estudantil privado você tem um menor prazo para realizar o pagamento da dívida, quando comparado com o Fies, mas não é necessário que tenha sido realizada a prova do Enem.

Compensa financiar o seu curso superior para garantir o tão sonhado diploma?

Essa pergunta é muito freqüente e ela depende de vários fatores. Tudo dependerá das suas condições, da sua vida financeira e dos seus planos pro futuro. Esse tipo de financiamento, principalmente o Fies, deverá ser pagos por um período de tempo muito longo, onde você deve assumir a dívida por cerca de 10, 15 anos, além do tempo que você permaneceu na faculdade, dependendo da duração do seu curso.

Se o seu sonho é fazer uma faculdade e suas condições financeiras não possibilitam isso, o primeiro passo é avaliar atentamente, e dar preferência para programas e universidades públicas.

O recomendado é que um financiamento não seja realizado, mas caso ele seja a única opção de realizar os seus estudos, será uma boa opção para que você realize o seu sonho.

Caso você faça o financiamento terá que estar ciente de que essa dívida será por muitos e muitos anos, mas que você terá a alternativa de adiantar o pagamento das parcelas e quitar mais rápido.

As taxas de juros podem ser muito altas ao se realizar um financiamento, e isso pode deixar sua situação financeira desconfortável no futuro. Por isso, fique atento a todas as opções que são disponibilizadas, e sempre faça uma simulação de como será o pagamento das parcelas, para que você veja se será uma boa opção e se elas se encaixarão no seu bolso.