Financiamento de Moto- conheça 6 passos para realizar o seu sonho

Assim como para realizar o financiamento de um carro, é exigido toda uma documentação, além do capital de entrada, para que você consiga  financiar sua moto.

Para financiar qualquer tipo de veículo ou bem, você precisa investir o seu dinheiro, e com a moto não é diferente. Futuramente caso você queira, poderá vender o seu veículo, mesmo que por um preço mais baixo do que o que foi pago. Escolher um financiamento exige muito cuidado, por isso iremos te ajudar para que você faça a escolha certa!

1- Financiar uma moto: como solicitar e contratar esse financiamento?

O primeiro passo é conseguir o valor da entrada que é solicitado pelo banco para que você consiga financiar o seu veículo. Assim, você pegará a quantia necessária para pagar sua moto e mensalmente devolverá o dinheiro ao banco através de parcelas que serão definidas por ele, com taxas de juros. Quanto maior o valor da entrada que você der, menor será o valor das parcelas que serão pagas mensalmente, e consequentemente, menor as taxas de juros que serão aplicadas. O banco terá como garantia do pagamento da dívida, a sua própria moto, e então, caso você não efetue o pagamento como combinado, o banco tomará o seu veículo.

2- Restrições no nome e CPF

O banco sempre realiza consultas em órgãos para saber se você esta negativado e possui algo que impeça que o financiamento seja realizado, e raramente o financiamento será aprovado e liberado caso você tenha alguma pendência. Por isso, caso você tenha alguma pendência, é necessário que ela seja resolvida para que você consiga financiar a sua moto, uma vez que o banco não irá liberar nessa situação.

3- Em qual instituição posso financiar uma moto?

O financiamento da sua moto pode ser feito através do banco ou diretamente com a montadora, sendo que cada empresa aplica taxas de juros e disponibiliza diferentes condições e prazos para pagamento. Você pode procurar por várias opções para saber qual será a que melhor se encaixa com o que você precisa.

4- Simulações

Você pode simular o seu financiamento em várias instituições que oferecem esse tipo de serviço, sendo que algumas disponibilizam essa operação de forma online, para facilitar ainda mais a sua escolha. O financiamento pode ser feito em bancos tradicionais, nas financeiras e em bancos próprios das montadoras, como o da Yamaha e Honda. Cada banco cobra suas taxas e tarifas de forma diferente, por isso, para fazer um bom negócio, não assinem contrato logo no primeiro banco, antes compare várias opções que estão disponíveis no mercado.

Vamos supor que você dará R$3 mil de entrada para financiar uma moto no valor de R$10 mil, durante o período de 3 anos. Caso você escolha a Caixa para financiar sua moto, você pagará 36 parcelas no valor de R$252,65, totalizando o valor de R$9.905,40, uma vez que essa instituição cobra taxas de juros mensal por volta de 1,49%.

Se ao invés da Caixa, você financiar com o banco Bradesco, pagará 36 parcelas no valor de R$441,68, totalizando o valor de R$15.900,48, uma vez que o Bradesco aplica taxas de juros mensal de 5,34%.

Isso significa que financiando com a Caixa, você pagará R$5.995,08 a menos do que com o banco Bradesco. Daí a importância de você procurar mais de uma instituição para fazer a simulação do seu financiamento, para que você garanta a melhor escolha.

5- Capital de entrada

A maioria dos bancos exigem um valor de entrada para que seja realizado o financiamento, sendo que esse valor dependerá do valor da moto e do modelo que você quer comprar. Algumas instituições oferecem e disponibilizam o financiamento do valor total do veículo, não sendo necessário valor de entrada, mas essa opção só é valida para motos novas. Por isso é importante que você procure saber qual o valor da entrada que é exigido na sua instituição de escolha, para que você se organize e planeje a melhor forma de obter esse dinheiro.

6- Documentação necessária

Depois de analisar várias instituições e decidir a que mais se encaixa com o que você deseja, está na hora de preparar a documentação para assinar o contrato o mais rápido possível.

  • RG
  • CPF
  • Comprovante de residência
  • Documento que comprove sua renda: podendo ser contra-cheque, Imposto de renda, holerite ou extrato bancário. O banco precisa que você prove que consegue pagar todas as parcelas do financiamento da sua moto.
Resultado de imagem para financiamento de moto