O que meu equilíbrio emocional influencia na hora de investir?

Ter equilíbrio emocional é de extrema importância em diversos setores da nossa vida, e na hora de investir o seu dinheiro é importante ter total controle para que você tome as decisões certas.

Aqui no site nós já demos várias dicas de como se tornar um bom investidor e aplicar o seu dinheiro com a segurança que você precisa, mas há algo que não pode ser deixado de lado de forma alguma: o seu equilíbrio emocional.

Esse fator é relevante porque quando estamos falando de investimento, nosso patrimônio claramente está em jogo, então é sempre bom ter olhos e avaliar as nossas emoções, pois são elas as responsáveis pela maioria das nossas ações, sejam elas impulsivas ou não. Se você acha que o mais importante é ter conhecimento sobre as tendências financeiras, por um lado não está errado, é necessário sim que você conheça boa parte das estratégias do mercado para obter um bom investimento, mas, quanto maior for o número de elementos que te ofereçam segurança, melhor será. Por isso é importante controlar suas emoções e deixar de lado a ansiedade para que você tome boas decisões para o destino do seu dinheiro.

Como a emoção pode influenciar na minha forma de decidir algo?

Quando o assunto é investimento, podemos dar como exemplo os 4 vieses do comportamento do consumidor, ele é baseado em emoções que te influenciam na hora da tomada de decisões, e claro, influencia diretamente o alcance das suas metas e objetivos vinculados à sua vida financeira. Para superá-los, você precisa primeiramente conhecê-los e saber quais emoções são responsáveis por esse comportamento psicológico.

No livro de John Nofsinger, “Loucura ao investir: como fatores psicológicos podem afetar seus investimentos”, fica claro que a sua tomada de decisões pode ser comprometida tendo como principal causador, os fatores psicológicos. Então, ter equilíbrio emocional é necessário e importante em todas as áreas da nossa vida, até mesmo na financeira.

O viés do investidor pode ser caracterizado pela falta de capacidade de ponderar de maneira transparente sobre suas decisões. Veja:

  • Autoconfiança em excesso: muitas vezes o investidor está tão certo das suas idéias e opiniões que acaba tomando decisões precipitadas no momento de investir.  Esses mesmos investidores são aqueles que estão acostumados a negociar freqüentemente e diante disso, estão sob delírio de que mantém toda a situação nos eixos, e que nada pode dar errado na visão deles, afinal, já sabem tudo que precisam sobre o assunto. Esse excesso de confiança própria faz com que eles corram mais riscos.
  • Apego excessivo: para que você entenda melhor vamos explicar dando um exemplo: vamos supor que sua família tenha uma casa que possui boa valorização ha décadas, e mesmo que realizar a venda seja um ótimo negócio que trará lucros, isso pode estar fora de cogitação, pois o apego e os sentimentos agregados a ela fazem com que a negociação seja uma perca de tempo, porque não se tem interesse em vender. Da mesma forma isso pode acontecer com alguns investidores, de forma que eles se apeguem com algum tipo de aplicação realizada, e não queira enxergar que existem opções melhores e desvantagens relacionadas com o investimento já realizado.
  • Incapacidade de mudar: outra coisa muito comum no mundo dos negócios é a incapacidade de mudar os investimentos já realizados, mesmo que eles não estejam surtindo em lucros como eram anteriormente. Por isso é importante que você avalie e reveja em determinados períodos de tempo a sua estratégia de investir, assim você estará ciente de como anda o mercado e as suas aplicações, e poderá buscar por mudanças que trarão lucros maiores.

Quando as emoções se sobressaem

De fato, há quem não consiga tomar boas decisões no mercado financeiro. Nosso cérebro trabalha a todo instante, mas impossibilita que todos nós tenhamos os mesmo pensamentos, por isso é importante controle e muito conhecimento para que as decisões sejam tomadas de forma a influenciar positivamente a sua vida financeira.

Um dos fatores que influencia grandemente na hora de tomar decisões, quando falamos da nossa vida financeira, é a questão emocional que pode fazer com que adiamos ou mesmo que tomemos decisões erradas. A ansiedade acomete a maioria das pessoas no momento de investir o seu dinheiro, e ela pode gerar certa confusão e fazer com que você não avalie bem na hora de escolher qual a melhor forma de investir, por isso, sempre busque combater esse sentimento, e sinta-se livre para tomar as decisões corretas.

Se você acha que não consegue investir como sempre sonhou, vale pensar um pouco sobre cada um desses viesses, dessa forma, fica mais fácil descobrir o que pode estar interferindo e atrapalhando você a investir o seu dinheiro ou mesmo a começar a realizar os investimentos.